English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

sábado, 31 de dezembro de 2011

Tragédias na Natureza Ensinam as Empresas Também

Tragédia.
Imagem: en.mercopress.com
Um grande incêndio fora de controle destruíndo o Parque das Torres del Paine, no Chile.

Ver matéria na BBC: Fire in Torres del Paine park in Chile is out of control


Meu comentário:

Poderia ser uma grande empresa queimando o mercado. Sim, analogias cabem aqui também.

Uma das áreas mais lindas do planeta, o parque das Torres Del Paine, está tomada pelas chamas.

As imagens mal dão idéia do quão grande é o incêndio. Estive no Chile várias vezes e conheci algumas grandes áreas que foram queimadas. As gigantescas árvores dificultam o entendimento inicial pois perdemos a noção do tamanho e das distâncias. E quantas vezes avaliamos mal alguma coisa? Ao caminhar entre os restos do que foi uma gigantesca floresta, percebemos o tamanho do problema e o quanto somos parte disto.


Os ventos da região são muito fortes, chegam facilmente a 100km e tornam muito perigoso todo trabalho dos bombeiros. Muitas vezes são os outros que tem que resolver os problemas que criamos.

As Torres Del Paine são um ponto muito forte energeticamente na Cordilheira dos Andes e esta área é especial para caminhadas e para tomar contato íntimo com a natureza, tanto interior quanto exterior.

As características da região são muito boas para quem lida com planejamento e trato com o público, pois requerem atenção ao planejamento e observar o que está ocorrendo ao redor. Imagine lançar um produto no mercado e descuidar do ambiente em que isto é feito ou deixar de fazer todo trabalho preventivo.

E provavelmente tudo indica que foi o que aconteceu, alguém fez uma fogueira, sem cuidado, numa área de muita vegetação seca e fortes ventos.

Um pouco de cuidado em qualquer atividade pode ser toda diferença. Algo que parece pequeno, pode por todo um empreendimento a perder.

Esta é uma das coisas que se observa quando lidamos com os elementos da natureza. O fogo é belo, traz aprendizado e sabedoria, mas deve ser respeito.

Este tipo de aprendizado é que se obtém muito rapidamente em vivências nestes locais. E quando falo em vivências, não se trata de apenas fazer turismo, mas de aproveitar a oportunidade para crescimento pessoal e profissional.

É alimentar a mente, o espírito, a criatividade e a alma com as melhores das energias.

Uma das mais lindas paisagens nos ensina a administrar.
Imagem: www.hoffstrizz.com

.'.

Leia outros assuntos relacionados clicando nas tags abaixo:

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

A Numerologia Para 2012

Awareness (Consciência)
Imagem: Mara ~earth light~ (Angela Marie)




2012. Ano de mudanças. Muitas. E muitas coisas novas.





Bem, mais um ano. E o mundo não vai acabar, não se preocupem. 2012 vai ser até bem divertido, então aproveite as oportunidades e mudanças.


Falar de numerologia é um exercício de revisão para mim e também, para comentar sobre as muitas facetas da vida humana que fazem o que somos. Cada pessoa, empresa, atividade ou situação é uma manifestação da energia que tudo move.




A Movimentação das Energias


Cada ano na verdade é apenas uma continuação. A vida não muda do dia para a noite.


É certo que temos calendários e períodos que a própria sociedade estabelece aulas, férias, atividades empresariais e políticas.
Mas também existem os ciclos naturais, as estações do ano, o ciclo dos planetas e estrelas, os ritmos biológicos.
Então notem como as estações passam gradualmente. O vento aos poucos vai mudando, a Terra gira suavemente mudando seu eixo. A Lua faz seu passeio enquanto a força da gravidade influência nas marés e nos estados hormonais das pessoas é feitos na maior parte de água lembram?
A energia destas grandes forças naturais é mais forte que qualquer calendário e o que vamos perceber na numerologia, é o resultado destas forças em nossas vidas.


Tenho observado nestes muitos anos algumas coisas, que a princípio são simples, mas que para cada pessoa terão características diferentes.


Cada pessoa é um ser em evolução. Todos tem uma jornada pessoal e intransferível. O que vai ocorrer durante esta jornada será diferente para cada um, por mais que algumas situações tenham semelhanças.


Vejamos a numerologia. Podemos efetuar alguns cálculos e utilizar as técnicas que foram desenvolvidas por séculos pelos mais diversos povos, para chegar a um conjunto de números simples, mas que representarão informações e situações diferentes para cada um.


Duas pessoas nascidas no mesmo dia serão diferentes. Da mesma forma, a interpretação dos números de missão, personalidade, dons, etc. vão depender de uma série de fatores.


Uma das primeiras coisas seria a diferença de localização geográfica. A energia do local aonde a pessoa nasceu, sua herança familiar e a influência dos astros farão parte disto. Alguém nasce no hemisfério sul em pleno verão, enquanto outra nasce no hemisfério norte, em pleno inverno. São situações diferentes. A posição observada das estrelas será diferente. Todo o aspecto social será diferente.


Costumo fazer referências à astrologia, ao mapa astral da pessoa. A posição dos planetas e estrelas em relação ao seu momento e local de nascimento será diferente. Mesmo gêmeos nascerão com alguns instantes de diferença e isto fará diferença na maioria dos casos. Basta apenas um segundo para que os astros se movimentem milhares de quilômetros no espaço, mesmo que a distância, nem cheguemos a perceber isto. Claro, que existem alguns raros casos de gêmeos que são tão semelhantes, como as duas (acho que são) inglesas que se alternam falando ao mesmo tempo, até palavra por palavras e são um caso muito especial de união psíquica.




Imagem: Steven Roddy
A astrologia se relaciona com a numerologia diretamente. Digo que a análise que faço "tem quê" estar de acordo com seu mapa astral. Se não houver erro nos cálculos, estiver provavelmente o seu mapa está incorreto, geralmente alguma diferença na hora de nascimento, local, etc.


Falo que o que for dito "tem quê" tocar imediatamente no seu coração. E por quê? Não se trata de te provar "na marra", por insistência como fazem os vendedores, que isto e aquilo é assim e pronto. O estudo da sua vida tem que ser um espelho de você, tem que haver identificação imediata. A menos é claro que você seja uma pessoa extremamente teimosa e não aceite o que lhe dizem. Mas neste caso, vou indicar primeiro um psicólogo ou uma boa terapia... (risos).


Então como vou poder detalhar características diferentes para pessoas que tenham os mesmos números? As combinações numéricas são limitadas, enquanto as astrológicas não se repetem.


Primeiro preciso contar com minha experiência pessoal. A vivência da numerologia não trata apenas dos números, da matemática. Aprendi isto com mestres, praticando meditação, fazendo terapias e workshops (sim nós fazemos isto também), praticando exercícios de meditação, técnicas para conhecer e buscar aprimorar, melhorar ou corrigir minha própria vida e assim também conhecer de que estamos tratando.
Tenho problemas como todas as pessoas. Desconfie dos que se dizem "muito resolvidos". E muitas vezes, aquela "super-auto-confiança" esconde outras coisas.


Segundo, porque ninguém pode abordar profundamente aquilo que não conhece. Uma pessoa pode ter tido milhares de amantes da vida, mas nunca ter conhecido o amor. Vai conhecer alguma coisa de sexo, mas não o coração das pessoas. Conheci pessoas que chegaram a ter milhares de amantes, mas eram péssimas na cama. Só arrumavam alguém pela facilidade mas nunca passaram de uma distração momentânea. Quantidade não é qualidade e muito menos sentimento.




Love the Universe
Imagem: Yolanda Brand


Amor é a energia essencial, a fonte de tudo neste universo. Trabalhar com as energias da vida é descobrir o Amor em toda existência e interagir, dando e recebendo de todas as fontes.


Com o tempo, e juntando diversos ensinamentos e vivências práticas, vamos também desenvolvendo a intuição, a percepção dos demais e o contato com os demais seres e suas energias sutis.


Uma das técnicas que uso, posso dizer que é algo parecido com o que se conhece nas áreas espiritualistas por psicometria. É como sintonizar uma estação de rádio ou TV. A partir da energia da própria pessoa, podemos observá-la, conhecer sua vida, ter uma imagem e outras informações. Através dos registros akáshicos (memória universal) isto também pode ocorrer. Não se trata de adivinhação ou apenas intuição. Buscamos um alinhamento das energias, uma ressonância.


O que numa determinada geração foi considerado magia ou misticismo, tempos depois se tornou ciência. É um exercício prático, uma habilidade natural dos seres humanos que pode ser desenvolvida através de uma série de estudos e práticas.


Bem, isto tudo para explicar que de certa forma, a minha intuição, percepção, entendimento, vão ser alimentadas também por técnicas que são usadas para complementar o trabalho, ajudar no direcionamento e perceber os detalhes e nuances de cada pessoa.


Eu creio que todos que pretendam realizar alguma prática para os demais devem obrigatoriamente fazer semelhantes aprendizados. Infelizmente, vejo casos em que até as operações aritméticas mais básicas são feitas com desleixo. 2 + 4 são seis e não oito!!! Não é? Imagine alguém lhe convencendo que você é algo que não tem nada a ver com sua vida.


Um mapa numerológico ou astrológico incorreto vai resultar numa situação em que se descreve alguém que não existe. Você não vai se enxergar naquele esquema. Se estiver num período de confusão, pode até ser convencido a fazer uma série de coisas contra sua vontade ou seguir por veredas que vão lhe desviar do seu caminho, ou causar algum tipo de problemas.


Imagine esse tipo de erro numa empresa. O resultado pode ser um imenso prejuízo e muito tempo perdido. Usa-se, e muito, numerologia nas empresas, nas mais diversas áreas, assim como a meditação, o aconselhamento, o tarot, incluindo palestras e atividades como simples conversas abertas para ajudar a liberar ideias e sugerir pontos de vista diferentes.


Isto tem a ver com o que vamos falar também, sobre 2012 no aspecto das mudanças que virão depois. Existe todo tipo de profecias, predições, etc.


Vamos lá.



Foto: © Bobby Bong




A Numerologia para 2012


Na numerologia 2012 será um ano 5, (2+0+1+2=5)


O número 5 está bem no meio do caminho, entre o físico e o espiritual. No tarot é a carta do Hierofante, daquele que é senhor de si mesmo, indica maturidade e decisões próprias.

O número 5 tem a ver com mudanças, em todas as áreas. Para constar, as pessoas que tem este número tendem a ser artistas, ou gostar de viajar, fazer coisas novas. Se estiverem mal aspectadas, tenderão ao conformismo, a feiúra, as decisões "teimosas".

Mudanças também significam oportunidades, procure focalizar as coisas de forma positiva e aproveite para conhecer e fazer coisas novas.

Mas como falamos em ciclos naturais, as grandes forças nos impelem para a evolução de forma contínua. Seremos impulsionados para novas aventuras, empreendimentos e renovação.

Por causa de tantas mudanças, tanto pode ser um ano divertido e bem diversificado para muitos ou pode ser um ano difícil para quase todo mundo, pois nem todos gostam de mudar ou ter que abrir mão de conquistas.

Mas também pode ser a oportunidade para "buscar a sua turma". As mudanças nos impelem a sair daonde estamos acomodados e confortáveis, para algo novo.

O número 5 está bem no meio da caminhada, traz a energia de Mercúrio, excitação, movimento, buscar coisas novas. Comunicação acelerada, mas também oportunidades de aprendizado.

Essas mudanças podem ser muitas vezes profundas. Mas veja, nada nos pertence, uhm? Temos a nossa caminhada e o que fazemos, nossos méritos pessoais é que nos permitirão seguir em frente, semeando, e tendo novas colheitas.

2011 foi um ano de conquistas e também de muitas cobranças. Quem insistiu em ficar nas costas dos outros, vai ter grandes surpresas. Enquanto 2011 trouxe resultados para quem fez por merecer, em 2012 as mudanças poderão começar como uma verdadeira vassourada, arrancando das suas bases tudo que não tiver valor pessoal próprio.
Com certeza veremos muitas "fachadas" ruírem, sem base, ou revelarem a sua verdadeira face.

Muitas das mudanças que poderão ser menos favoráveis virão justamente do que foi feito no ano de 2011, que pedia planejamento e pagou méritos verdadeiros. Se não foi feito uma estrutura boa, 2012 pode ser difícil, mas como toda mudança, passará.


Não adianta ter um lindo castelo de vidro, ele não resistirá à primeira chuva de granizo.
Mas o granizo tem um aspecto positivo, primeiro derruba, para logo derreter e molhar a terra.


Não é um período para consumismo. O ano 5 é um ano de intensa alquimia, transformação da vida. Somos como chumbo e o grande trabalho consiste justamente na transformação deste em ouro. É um processo em que passamos pelo fogo purificador para contatar o divino que está em todos nós.

O ano posterior, 2013, será bem diferente para aqueles que fizerem a caminhada da transformação sem resistências, sem apegar-se a valores negativos ou situações e posses que lhe prejudiquem.

Em hipótese alguma falo de abandonar o dinheiro, pelo contrário. Dinheiro é ótimo, apenas devemos ter noção de que toda energia deve circular.



Meditation
Imagem: raveneve2


Esse é o ano para descobrir novos rumos, experimentar coisas novas, olhar para o futuro com positividade e buscando evolução.

Não existe muita coisa que se possa dar como certa neste período. Contratos que mudam de repente, mudanças repentinas, situações novas e inesperadas, uma calma que se transforma em agitação e vice versa, repentinamente.

Mas todas estas mudanças são ótimas para contatos, conhecer coisas novas, pessoas novas, viajar em todos os aspectos.

Veja o 5 é ótimo para viagens, conhecer coisas novas. Aproveite as oportunidades para ir a locais que ainda não conhece, extender os horizontes. Conhecer outras lugares e culturas estimula nosso próprio desenvolvimento, os nossos próprios horizontes internos se ampliam.

Claro que nem todos vão viajar. São referências ao tipo de energia do número 5, que facilita e estimula a busca por coisas novas, diferentes pontos de vista, manifestar-se mais abertamente.

O 5 tem a ver com as artes em geral, que são a manifestação do novo, do belo.

Ocorrem muitas mudanças e trocas energéticas, e isto inclui também muitas manifestações da sexualidade humana de uma forma geral. Lembrem, sexo é lindo, não é pecado, mas façam de forma segura!

Devido à diversidade de contatos em todas as áreas, é importante cuidar com excessos nos contatos físicos com as pessoas. Ambientes energeticamente carregados, situações de contato físico, são ocasiões que podem drenar nossa energia ou acontecer de recebermos cargas negativas.

Foto: tammangiante
Banhos de ervas, rios e fontes naturais e principalmente cascatas são muito bons para descarregar energias negativas e alimentar sua aura de luz. No caso das ervas, elas também possuem atribuições específicas podendo ajudar nas diversas áreas da vida.

Sempre que tiver oportunidade, ande descalço na grama ou na terra. Isto é ótimo para descarregar energias negativas e se alimentar com as forças naturais. Todo mundo que trabalha nas áreas de cura, medicina, etc, deveriam andar descalças quando possível.

Aprenda com as mudanças e evite tentar se agarrar nas coisas. Resistências poderão ter resultados negativos.

Novos planos. Novas tentativas. Não se apegue tanto a resultados. O 5 é um número de movimento. Se algo não der certo, vá em frente, não fique esperando.

Procure manifestar e praticar a arte em todas suas formas de beleza. A arte deve ser bonita, leve. Obras de arte que parecem (ou são) um pesadelo trevoso transmitem doenças e infectam o ambiente negativamente.


Uma das características da arte é a mudança, é de reivindicar que as coisas se transformem e abram espaço para que novas energias se manifestem. Isto vale para tudo! Quem tem empreendimentos baseados na estagnação poderá ter surpresas.

Mesmo empresas tradicionais precisam trazer consciência para suas ações. Não se trata de fazer uma maquiagem com alguma agência de propaganda qualquer, mas de olhar com mais luz, com flexibilidade para perceber que uma mesma estrada é cruzada de diferentes maneiras, mesmo que o destino seja o mesmo.

Tenho falado com frequência na meditação como ferramenta empresarial.



Fim do mundo? Não em 2012.

Como vimos até agora, 2012 é caracterizado pelas mudanças. Oscilações entre o mundo e o espiritual.

Essa diversificação vai acelerar um processo de busca por "coisas" da espiritualidade, situações, práticas, mistificações, enfim, vamos entrar num ciclo que pode se tornar uma verdadeira "salada mistico-espiritualistica". Já vivemos isto na atualidade.


A partir de 2013 notaremos isto cada vez mais. Por isso 2013 será um ano para as pessoas se associarem, buscarem harmonizar seus grupos.


Temos um excesso de informações e ao mesmo tempo. Vemos pessoas que sequer fizeram a caminhada tentando guiar ou manipular outras usando tudo que encontram, sem muito critério ou escrúpulos.

O resultado desta mistura será a confusão e mesmo que as pessoas "pensem" que estão praticando alguma religiosidade, estarão trabalhando em diferentes caminhos, às vezes conflitantes. Veja bem, não é porque "é bonitinho" ou "as palavras parecem certinhas" que algo possa ser adotado. Cada caminho tem sua prática.

Já temos misturas de todo tipo. Alguns exemplos:
  • Muitas igrejas tem rituais que misturam até práticas de religiões que eles mesmos originalmente condenam, como as das religiões africanas.
  • Religiões em que o sincretismo (mistura) tornou-se um festival de bobagens ao som do tambor;
  • Grupos espiritualistas que usam como leitura as práticas milenares orientais, sem atualizações, no ambiente ocidental misturado com práticas intelectuais; O mesmo vale no oriente que tem buscado tantas informações ocidentais.

As muitas integrações de informações pela internet. Lembrem que apenas uma parte da população mundial sabe o que é internet. E a outra parte, geralmente acessa informações filtradas ou manipuladas de alguma forma.

A parcela da humanidade que está interagindo via internet, em boa parte estão com sua mente praticamente para fora do corpo e ficando lá naquele mundo virtual. Isto significa perda de contato consigo mesmo.

Meditação é um caminho para dentro. É também uma forma para interagir o necessário neste mundo virtual sem ser tragado por ele.

2012 é um ano para aproveitar a energia que impele para a aventura, as mudanças em busca do novo, para buscar o que for positivo e luminoso. Aprender  e se fortalecer para tempos futuros.  .

A confusão a que me refiro, poderá mais adiante a ser uma era de trevas espirituais, de desorientação. Os que hoje buscam escravos serão escravizados também.


Uma das formas de combater a escravidão espiritual é questionar, ponderar com bom senso. Não aceitar algo apenas porque alguém grita que é assim e pronto. Grito é falta de argumento, falta de educação e demonstração de medo.
Questione o que lhe dizem, questione a si mesmo. Questione o que digo. Não aceite dogmas e paradigmas simplesmente porque lhe são impostos. 

Você tem alternativa de procurar outras fontes e perguntar, ter outras impressões, diferentes opiniões. 

Se você é de religião africana, por exemplo, vá noutra casa, onde ninguém lhe conheça e peça uma consulta para confirmar. Isto não é falta de confiança, é uma necessária e sadia confirmação para você mesmo. A confiança nos outros só ocorre depois de muito tempo e ainda assim, precisamos nos renovar. Citando um sacerdote que conheci, ele costuma dizer algo como: "Quer saber quem eu sou, o que falo, então procure outra casa de confiança e pergunte a um Exu de verdade". Digo o mesmo. 

Veja quem fala o que fala e porque fala. Existe coerência nisto? É algo que tem coração?

O universo é imenso e se o "representante" de algum deus lhe diz que você está preso ou não pode buscar um rumo diferente, desconfie imediatamente e use isto como motivação para buscar Luz e sabedoria.
Quem lhe diz que não existe porta de saída, é porque não tem outro argumento exceto lhe ameaçar ou tentar lhe impedir na marra de ser livre. Cuidado, os tiranos estão por toda parte e não existe nada pior para eles do que serem simplesmente ignorados. É uma das melhores maneiras de lhes tirar as forças.




The Beauty of Emptiness
Imagem: Eddi van W.



A Essência de 2012

2012 impulsiona à manifestação da beleza interna, o encantamento, a cortesia. Os que estiverem mais alinhados com essa energia contarão com uma atração um pouco mais destacada. Veja, falamos que é um ano de muitas manifestações e, trazer à tona a essência é uma delas. Mudanças são oportunidades para manifestar o que temos de bom e jogar fora as más qualidades.

Mas como conseguir isto com tantas mudanças? Imagine que você está num barco, em águas velozes. Precisa manter certo controle, mesmo que não saiba onde o rio está indo. Portanto será necessário um pouco de disciplina.
A disciplina é que assegura para qualquer pessoa, certa regularidade, e também, a certeza de continuar a frente mesmo quando as condições mudam. Existem dias em que estamos um pouco mais preguiçosos, ou com o pensamento disperso. A disciplina ajuda a colocar certo método.


O que seria disciplina? Digamos que seria a regularidade da prática de alguns bons hábitos. Por exemplo, acostumar-se a arrumar sua cama todos os dias, fazer algum tipo de exercício ou meditação nos mesmos horários. São coisas que podemos realizar observando a nossa respiração, focando por algum tempo nossa atenção naquilo que fazemos e com isto, ajudar os mecanismos do nosso corpo e mente para que se acostumem com atividades que sejam construtivas.
Mas vejam bem: não estou falando de regrar sua vida 24hs por dia. Você pode ter uma prática diária, digamos, de uma hora que seja sua, para meditar, fazer exercícios, contemplar, aprender algo. Esta hora será um alimento para mente, corpo e espírito.


Somente quem tem controle de si próprio, sem ser levado por suas fraquezas, vai conseguir almejar e caminhar pela sua liberdade.


Controle de si próprio não é fazer o que bem entende, falar o quem quiser, ignorar ou achar que os demais seres não tem importância, ou que o mundo deve atender suas vontades como uma criança mimada e mal educada.


Controle de si próprio, ser senhor de sua própria vontade é dominar e banir os vícios de caráter principalmente, purificar e melhorar os pensamentos.


Aprender o que é humildade e saber respeitar as hierarquias de toda existência.
Um mendigo acata alguém que lhe pisa, mas sempre que puder vai pisar em alguém. É fácil tirar alguém da pobreza, difícil é tirar a pobreza de dentro da pessoa.

É necessário respeitar para ser respeitado. Se a pessoa não aceita nem a chuva que vem no momento certo, então como irá se relacionar com as pessoas?
Temos os desequilíbrios das energias naturais, provocados pelas pessoas. Vemos imensas fazendas, pastagens gigantescas sem uma única árvore onde os animais poderiam encontrar uma sombra colhedora. Plantações a perder de vista, sem faixas de vegetação nativa e suas árvores que ajudariam a controlar a erosão e também ter um controle mais natural de insetos, por exemplo. Até fileiras de árvores na beira da estrada ajudariam muito. Não se trata de embelezar apenas, mas de proteger dos ventos e da erosão. Dar de comer aos animais silvestres e até para algum viajante que esteja passando.
Usar os recursos naturais sem consciência é falta de disciplina consigo e com o ambiente.

Voltando ao exemplo do rio, mesmo que sigamos em direção ao grande mar da vida, podemos desfrutar desta jornada de várias maneiras. Você pode estar num barco a remo, mas também pode ter um motor. Pode aproveitar para aprender a nadar, mergulhar, desfrutar das águas.

Uma empresa sofre dos mesmos problemas. De nada adiantam regulamentos que forçam alguma situação, à custa da produtividade e da espontaneidade.

O número 5 negativo neste caso deixa de manifestar a beleza interna, o prazer na aventura das coisas novas.
A liberdade vira libertinagem. Surge a preguiça, a impaciência. Estados de humor que se alternam desgovernadamente, os excessos e extremos aparecem, Sexo demais ou sexo de menos, até a aversão.
A autocrítica vira uma supercrítica, intolerância, não aceitação das diferenças.


O Que Buscar Em 2012

Um pouco de disciplina para não ser tragado pelas mudanças. Aprender e praticar a flexibilidade.
Amar a liberdade de todos e de tudo. Buscar viver de forma mais liberta, sem tantos apegos, mas também valorizando o que você e os demais fazem.
Os que tem grandes projetos e ideais terão muitas oportunidades.

O número 5 estimula que sejamos melhores naquilo que empreendermos. Estamos falando de fluir, de inovar, aceitar mudanças e ser capaz de estar presente e sem ser tragado pelas mudanças.

Agir com amor pela liberdade que a mudança oferece.

Maneiras de Encarar 2012

Adaptação, curiosidade, vivacidade.
Desfrutar de forma consciente da abundância e de tudo que conseguir.
Procurar fazer as coisas com arte e amor.
Combater a dispersão, o egoísmo.


Algumas Dificuldades para 2012

Muitos terão dificuldades com as mudanças. Não gostam de adaptar-se e tentarão agarrar-se ao que é conhecido.

Veja, o número 5 é a própria adaptabilidade, a mudança, movimento, a liberdade. Mas também ser responsável por si e ter comprometimento, disciplina, um pouco de organização. Não estou falando de mudar de idéia a toda hora e fazer qualquer coisa, ok????

Cuidar muito com os excessos de versatilidade (fazer qualquer coisa), instabilidade (não ter organização nem firmeza), mudanças exageradas e muito frequentes apenas por mudar, seja de profissão, de moradia, amizades e até nos relacionamentos. Lembre que ao início falamos que o ano 5 estimula os contatos pessoais, mas não se trata de libertinagem.
 


Para andar em meio a mudanças é preciso ter adaptabilidade sem se perder, ter capacidade de organização. Disciplina começa consigo mesmo, é ser coerente com o que faz.





Meditação
Foto: Ms.B Hooping Allure




Os Números Pessoais


Cada pessoa tem seus próprios números, seu signo astrológico. A maneira que o número 5 vai lhes impulsionar dependerá de seus números pessoais.
Cada pessoa tem seus números de personalidade, missão, dons, etc.
Estes números pessoais, vão juntar-se a energia do número 5 com diferentes qualidades.
Por exemplo, uma pessoa que tenha o número de missão 3, poderá encontrar várias formas de estudo e aplicação nas suas áreas, bem como descobrir novas habilidades.
Outra coisa que se costuma observar também é o que se chama de "ano pessoal". É um cálculo feito a partir do número de missão em relação ao ano corrente.
Ou seja, é a numerologia que aplica-se ao seu aniversário, para o ano corrente.
Na prática, pode-se calcular individualmente o mês e até dia a dia quais energias estarão mais atuantes, o que já seria um trabalho bem mais detalhado.
Como já procuramos mostrar, estes cálculos também são aplicados a negócios e empreendimentos de todo tipo.


Caminhada

Espero que muitos possam aproveitar bem das energias de 2012.
Temos muitas mudanças por vir e o que virá, depende primeiro, do que nós mesmos fizermos.
 

As empresas que buscarem consciência de que são também organismos sociais estarão no caminho da evolução e participação mais harmônica com o mundo.

Meditação é uma forma de encontrar dentro de si, todo universo.






.'.
Leia também:


.'.
Leia mais artigos relacionados clicando nas tags abaixo:
.'.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A Questão Não É Dinheiro

Hoje vi esta imagem, a princípio humorística, mas que serve para exemplificar um pouco sobre o que seria satisfação:






Quanta maldade... (risos)


"Não é o que temos mas o que nós apreciamos que constitui nossa abundância."
Epicuro



Quando falo que meu trabalho é falar sobre energias, consciência, etc, é para todas as pessoas.

Para alguns, certas coisas podem parecer muito.

Mas para quem trabalha e vive numa velocidade estonteante, 30 segundos pode ser um tempo enorme.

Veja, muitos olham essa imagem e vão pensar que o Gates compra centenas de coisas destas todos os dias.

Ele até poderia, mas por que iria fazer algo assim?

Para quem não tem, pode parecer que ter coisas muda algo. Na prática, apenas remove obstáculos que estão escondendo tantas outras coisas.


A teoria da relatividade explica muitas diferenças na percepção que as pessoas tem sobre satisfação, riqueza, etc.

Ter dinheiro para pagar as contas é apenas um passo.

Ter satisfação no que se faz, ter tempo para si e saber o que faz é outra coisa.

Você pode ter dinheiro, segurança, luxo. E daí? Faz o que com isto? Claro que não é pecado ir jogar tênis todos os dias, nem andar viajando pelo mundo.

Contanto que você esteja satisfeito, realizado e tenha consciência no que tem e faz, qual é o problema? Mas muitas pessoas estão apenas anestesiada, enfastiadas, num longo e monótono sono com sonhos que se repetem e nunca ocorrem na realidade.

Tem gente que acha que sexo é problema!!! (risos) Seja a falta ou o excesso deste. E se não for nenhum ou outro, então é a qualidade, o como é feito, o porque. Tem pessoas que colocam até na agenda do celular os dias e hora que vão fazer sexo. Nem sabem porque estão ali, torna-se uma obrigação simplesmente porque tem uma companheira gostosa ou um parceiro muito sarado.

O mesmo com o dinheiro. Está ali, é uma energia disponível. E como toda energia deve ser movimentada senão ela vai arrebentar com a pessoa, como uma avalanche destruíndo tudo.

Os 30 segundos do Gates podem ter sido uma eternidade. Sabem quantos milhares de funcionários, empresas, etc estão ligados diretamente ao que ele faz? Não é um negócio qualquer tipo banca de verduras.

Mesmo que a partir de certo nível a administração seja mais conceitual, ainda assim, cada passo envolve chaves, associações de idéias, símbolos, situações, etc numa escala enorme.

Dá para perceber mais este aspecto? Quando falo que meditação também é algo empresarial estou me referindo a isto: ter consciência de si e das demais pessoas, da sociedade, das imensas energias envolvidas. Faz parte do "perceber a si próprio" como parte do universo e do grande rio da vida.


.'.

Leia outros artigos relacionados clicando nas tags abaixo:

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Sexo Virtual Indo As Nuvens


Essa ilustração é um bom começo para se pensar sobre como está a vida sexual e os relacionamentos de algumas pessoas neste século XXI.

(Autor desconhecido. Imagem circulando na internet) 
Publicado no site Demotivation.us



Primeiro, lembre que mesmo virtual, sexo deve ser seguro.

Portanto: camisinha! Ou melhor, sempre use um bom anti-vírus!

Com as possibilidades de contato via internet, cada vez mais ampliando os relacionamentos a distância, pode-se notar que muitas destas pessoas estão ficando com sua energia sexual muito elevada e precisam baixar isto. Sim, baixar a energia sexual!
Explico: o sexo só está cada vez mais só na cabeça! Precisa baixar um pouco para funcionar também nas partes mais íntimas.

Contato virtual pode ser interessante, mas o contato pessoal ainda é mais importante. Mesmo que seja um segurando a mão do outro, enquanto apreciam um café, sentados num bar, olhos nos olhos, apreciando a companhia e conversando coisas agradáveis.O que estão fazendo por baixo da mesa do bar não é da minha conta.

Mas com a evolução tecnológica e a Computação nas Nuvens (Cloud Computing), temos agora o verdadeiro "Sexo in the clouds". É um marco da tecnologia a serviço da satisfação momentânea dos instintos naturais. É só se conectar na rede, ou na "cloud" que é o nome da "tecnologia da moda" e você terá acesso a uma quantidade ilimitada de interações.

Uma das vantagens do conceito de computação em "nuvens", ou melhor, do sexo também nas nuvens, é que o tipo de sexo virtual que você está procurando estará aonde você estiver. É só se conectar.

Lembrando que no sexo, se for voluntário, não agredir e estiver dentro da lei, tudo é praticamente normal, ok?

 .'.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Roubaram sua idéia no trabalho? Negocie, mas não baixe a guarda

Se reclamar tá na rua!
Foto: min_813



Uma matéria da Revista Exame  O que fazer quando alguém rouba sua ideia no trabalho? apareceu também no jornal da TV Globo como sendo dica de carreira.

Meu comentário

Cadê a consciência?

Eu já não tinha gostado do teor da matéria. Fico decepcionado quando vejo gastarem fortunas para mandarem as pessoas calarem a boca e não reclamarem das más condições de trabalho, ou pior, para terem medo de enfrentar a desonestidade.

Assistir ao vivo um sujeito com cara de deboche dizendo praticamente que você é quem deve calar a boca senão você é quem vai ser prejudicado, lembrou algumas cenas que presenciei e outras que ocorreram comigo.

Eu não protejo sem-vergonha.
Sem vergonha é sem-vergonha, seja corporativo ou não.

Quem foi que pagou essa gente para falar isto e com qual intenção?

Vou discordar especiamente da postura "engula o sapo senão perde seu emprego".

Já passei várias situações assim, algumas foram solucionadas, outras não.


Com toda certeza, verifique o que houve. Se alguém realmente roubou sua idéia, não estamos falando de falta escrúpulos. Quem rouba é ladrão. Quem protege ladrão também é ladrão.

É necessário consciência de ambos os lados. Não se trata de ser politicamente correto, mas de não incentivar atitudes que certamente vão repercutir negativamente e para pior logo adiante.

O funcionário que rouba uma idéia, para alguns é um modelo desejado de "competidor". Mas é justamente este tipo de gente que logo adiante vai tirar o corpo fora quando algo acontecer de errado na empresa, ou vai causar um enorme prejuízo, ou vai roubar a própria empresa. Enfim, o sujeito está mostrando que não é de confiança.

Claro que você trabalha e precisa do seu emprego. Mas isto não significa que uma pessoa precise ser capacho de outra.

Se você tiver uma bagagem profissional de credibilidade e seriedade, isto conta a seu favor.

Se você tem um relacionamento sincero com seu chefe, converse com ele, mas as vezes eles também estão de mãos atadas.

Se a postura da empresa, como citado (no exemplo, pessoas demitidas porque foram numa "Ouvidoria Falcatrua"), for de quebrar com quem reclama, você já sabe que tipo de lugar está.

Não brigue, mas deixe claro sua posição, busque outro emprego assim que possível pois será certa a repetição.

Sobre trabalhar no projeto, isto deve ter servido para você aprender a cuidar do que fala e com quem fala.
É por isto que publico todo e qualquer artigo que faço. Um resumo de numerologia que publiquei em 2002, virou "entrevista" de outra pessoa num jornal. Eu devia ter brigado mais, pois além de me roubar descaradamente, a pessoa que não sabe responder a nenhuma pergunta direta sobre o assunto como publicado, tem a cara de pau de se achar a dona de tudo e dizer para os outros que eu (que fui roubado) não sou de confiança (acreditem, tem gente assim...).

Já fiz desenvolvimento para chegar no dia da apresentação, descobrir que outro sujeito que nunca participou, levou os créditos e foi promovido. O diretor sabia que ele não tinha feito nada e todos colegas da empresa sabiam e comentaram.O clima na empresa toda piorou muito e a direção teve que amargar com o prejuízo da sua insensatez.

Uma empresa séria deve cuidar dos seus bons colaboradores ao invés de publicar ameaças.

Eu disse publicar? Sim, pois este é o tipo de matéria que é veinculada com a clara intenção de dizer para as pessoas aceitarem ser roubadas por algum imbecil que só consegue algo na vida roubando os outros.

Precisamos elevar o nível de consciêncida das empresas. Quando falam em gestão verde, em empresas sociais, é necessário lembrar que dentro de toda natureza existem as ervas daninhas, os predadores. Mas na natureza, um predador é conhecido como isto. Um lobo é um lobo e todos sabem o que ele faz. Ninguém diz que o lobo é uma ovelha e puxa seu saco.

E lembrem que as pessoas não são bicho!!! Citar exemplos da natureza tem a finalidade de mostrar alguns princípios observados nos degraus mais básicos. Os seres humanos fazem parte de toda natureza com certeza, mas um salafrário, apesar de parecer com uma erva daninha, ou um animal qualquer ladrão de galinhas, deve ser tratado como uma pessoa e assumir o que faz. Se fosse no galinheiro, teria uma armadilha. Na plantação a enxada faria o serviço.

Mas pessoas ainda tem a possibilidade de melhorar, o que em hipótese alguma significa baixar a cabeça e deixar que façam qualquer coisa. Quem tem de melhorar são ELES. Você precisa aprender a negociar e deixar de ser prejudicado nestas situações.


.'.
Leia também:
.'.

Leia outras matérias relacionadas clicando nas tags abaixo:

sábado, 10 de dezembro de 2011

Compromisso

Faço da traição, inspiração.
Da desilusão, clareza.
Ds falta de respeito, certeza.
Podem me derrubar mas não vou dobrar os joelhos.
Poder bruto qualquer um tem
Só tenho tenho medo de esquecer o que é verdadeiro.
Se eu permitir corro risco de também
tornar-me uma poça de lama, secando
agonizante, ao lado do rio que corre
rumo ao oceano infinito. da vida.
Coragem é também teimosia, na direção certa, ok?

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Valorização do Trabalho Humano Aumenta a Satisfação

Estava relendo um site, "Japan for Dummies" escrito por ocidentais, sobre algumas diferenças culturais vistas no Japão. A intenção do site é mostrar de forma bem humorada, o quão estranho algumas coisas que são muito mais civilizadas podem parecer para as pessoas deste lado do planeta.

Este povo tem tradições culturais e sociais milenares. Seus costumes vêm desde o berço, fazendo parte de seus ensinamentos e modo de vida diário.

Meu propósito aqui é de valorizar aspectos que considero extremamente cultos, evoluídos e que demonstram muito bem o que significa pensar em coletividade, fazer parte de uma sociedade e de valorizar as pessoas.

Destaco primeiro este aqui, que achei bem interessante, e que deveria ser pensado, ponderado, analisado e meditado por muitos dirigentes de empresas, que "acham" que sua emrpesa vale alguma coisa.

Estou me referindo sobre dar valor as pessoas e lembrar que todos fazem parte de uma grande corrente. Todos os seres estão interligados.

O texto marcado a seguir é uma tradução do original:

Fonte: Japan for Dummies



"Muitos postos de trabalho no Japão só parecem existir devido a algum esquema de criação de empregos concebido pelo governo ou alguma zelosa empresa  - eles aparecem totalmente supérfluos para um ocidental.
O trabalho destas meninas no  estande de informações com os chapéus elegantes pertence a essa categoria.
Quando um trabalho é maçante demais para uma única pessoa a fazer, as empresas japonesas contratam duas pessoas. Pelo menos elas podem falar entre si.
Para fazer com que os funcionários pareçam mais importantes, a eles geralmente é dado algum uniforme. 


Notas: 

Achei isto muito interessante.

Veja o exemplo das recepcionistas.

É comum por aqui, a pessoa chegar à recepção de uma empresa e o pessoal da recepção estar superlotado de tarefas. Acumulam a tarefa da recepção, serviços diversos de secretaria, recepção de documentos, telefonista, fazer serviços que seriam competência de outros departamentos (que também com certeza estão saturados), enfim, fazem de tudo e quando sobrar algum tempo, finalmente atendem os que chegaram (que ficam esperando).

É assim que as empresas atendem seus visitantes?

Chega a parecer fila de banco lotado em época de pagamento. Além da imagem estressada que passam, a empresa perde pontos logo de cara por muitos quesitos.

Pior ainda, é se você, além de perder tempo pela má administração, é ter que ouvir de um diretor/gerente mal-educado de uma empresa que pagou por (mais) um fajuto ISO-qualquer coisa que está atrasado ao chegar à sala dele, exclusivamente por causa da recepção.

Na maioria das empresas recepcionistas tendem a conhecer a maior parte dos colegas. Portanto, vão ser reflexo do ambiente interno de trabalho. São eles que representam a empresa antes de tudo. Então pense por favor, não adianta apenas tirar estas atividades que não tem nada a ver com a recepção, se eles sabem (e sentem-se penalizados) que nos demais departamentos a coisa não é bem assim.

E mais engraçado, é ver depois estas empresas gastarem muito mais dinheiro em propaganda para mostrar uma "boa imagem" da empresa. Não adianta a empresa ter um prédio bonito se logo de cara mostra uma imagem negativa.

Junto com os demais funcionários, o pessoal de recepção deve ser dos que melhor representam a empresa. Não adianta dar ordens para "forçar sorriso" ou decorar respostas mecânicas. São pessoas tão importantes quanto às demais. Satisfação verdadeira é algo que não se compra, é algo que se constrói e se mantém no dia a dia.

São estas coisas que representam ter "consciência" de si e dos demais. Quando falo de meditação nas empresas, esta começa por simples momentos para contemplar, pensar, refletir, estudar coisas novas.

Sobrecarga de tarefas significa perda de rendimento e qualidade. Gera prejuízo. E quando o funcionário se esgota, tem empresas que o descartam por outro que "ainda" tenha forças. Perdem todo treinamento e conhecimento do negócio com isto. Dinheiro e pessoas no lixo.

O outro exemplo que o pessoal do site apresentou:

Um dos trabalhos mais engraçado que encontramos (para o autor) foi o cara do "Cuidado, atenção" que você encontra em locais de construção. Você vê pelo menos duas dessas pessoas montando guarda em locais de construção, mesmo minúsculas, acenando com brilhantes, lanternas  para pedestres terem cuidado e não e não tropeçar."


São os funcionários que auxiliam quem passa pelas construções. Mais do que fornecer emprego, isto é preocupação com a segurança, qualidade de vida das demais pessoas. E é uma mostra de cidadania.

É comum por aqui, que as construções invadam as calçadas e até a rua, sem se importar com o que possa ocorrer com pedestres e veículos. Se sua empresa causa o estorvo, é a sua empresa e não os demais quem deve assumir a responsabilidade e prevenir problemas.

Pelo que vemos diariamente, a maioria destas empresas nunca parou para pensar realmente na quantidade de pessoas e veículos que passam por ali. Quantas são clientes em potencial? Quantas vão lembrar do transtorno que virem uma propaganda desta empresa? Seja quantos forem, com certeza vão comentar com outras pessoas, sobre o transtorno causado pela sua empresa. Lembre que custa muito mais e dá muito mais trabalho recuperar uma imagem de insatisfação do que gerar uma realmente positiva.

Ter consciência na empresa é para todos. Começa pela parte mais alta. Mas isto só acontece quando as lideranças fazem esta busca por primeiro. Não adianta muito, fazer uma palestra ou alguma atividade com os funcionários se as lideranças não fizerem isto primeiro. Não adianta os proprietários/presidente mandarem seus diretores/gerentes/funcionários fazerem isto e aquilo, se eles mesmos não estiverem compromissados ou não acreditam no que fazem?

O comprometimento com o que se faz deve ser para todos.

.'.

O próximo é um exemplo para as empresas que pensam que tamanho é alguma coisa:

Fonte: Japan for Dummies

Neste esquema de criação de emprego, um cortador de grama elétrico foi substituído por vinte jardineiros humanos. Altamente qualificados, sem dúvida. (comentário do autor)


No ocidente teríamos  dezenove pessoas desempregadas. E apenas uma trabalhando sobrecarregada e insatisfeita.
Além de prestigiar o trabalho especializado, a empresa que contratou o serviço, tem mais dezenove FAMÍLIAS que poderão falar melhor de seus empregadores.

As empresas precisam de pessoas, tanto funcionários, quanto clientes, quanto observadores. Cada vez que a empresa perde ou dispensa alguém nestes grupos, estará perdendo muitos outros (familiares, amigos, conhecidos).

Cada máquina que substitui seres humanos, faz com que a empresa perca diretamente, para cada funcionário dispensado, muitos mais clientes. Claro que automação é boa para várias coisas, mas exageros tem prejudicado toda economia. De que adianta ter uma fábrica bonitinha automatizada sem clientes? E suas familias e amigos que perderam o emprego justamente por causa disto?

Administração míope é aquela que destrói sua própria base, que só pensa em "reduzir custos" ao invés de focalizar em aumentar sua produtividade.
Sai muito mais barato ter uma equipe satisfeita do que pagar uma fortuna em propaganda de "imagem" (muitas vezes falsa). 

Empresas são organismos sociais. Empresas são como seres vivos e não podem se isolar do ambiente.

Uma empresa é muito parecida com uma árvore. Ela pode ser grande, mas estar isolada no campo. Ou estar em meio a uma grande floresta, com todos recursos naturais em harmonia. Em qual destes locais os pássaros vão procurar abrigo seguro? Qual gera mais resultados, ser equilibrado e tende a ser autosustentável?

É fácil ser uma empresa grande. Difícil é ser uma Grande Empresa.

.'.
Leia também: 

.'.
Para ler outros artigos relacionados clique nas tags abaixo:

.'.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Quanto? Quantas? - Atração Tipo Fatal Afasta Juíza

Referente a matéria da Conjur: Juíza acusada de grampear telefone de ex tem HC negado:
"...durante inspeção na comarca de Presidente Epitácio, juízes da Corregedoria Geral da Justiça encontraram uma série de irregularidade na vara comandada pela juíza. Havia um número elevado de processos atrasados, despachos meramente protelatórios, delegação de servidores para atividades exclusivas da juíza e abandono injustificado durante o expediente normal.
    Segundo a denúncia, a juíza, depois do rompimento com o namorado, valendo-se das prerrogativas do cargo, oficiou à Telesp Celular. Requisitou interceptação de telefone do ex-namorado, mesmo não havendo nenhuma ação criminal contra ele. Além disso, condenou o pai do ex-namorado em ação penal, sem declarar-se impedida para o caso e negou todos os benefícios legais ao réu.
    Ela determinou, ainda, a abertura de três inquéritos policiais contra o ex-namorado, pelos crimes de ameaça, tentativa de homicídio e tentativa de estupro, mesmo sabendo que tais eventos não tinham ocorrido. Segundo a denúncia, “em nenhum dos inquéritos houve o menor indício de veracidade das assertivas” feitas pela juíza contra seu ex."

Meu comentário:

Imaginem o desespero da família deste Ex-namorado, vítimas de uma pessoa que cometeu uma série de crimes.
Imaginem o quanto devem ter pedido, gritado, implorado por alguém que lhes ajudasse.
Parece coisa feudal ou pior. Amplos poderes na mão de alguém que usou e abusou.
Pode até ser que o sujeito não fosse tão boa gente (não conheço), mas ainda assim, a vingança mascarada de justiça pelas próprias mãos, praticada justamente por quem jurou defendê-la é algo lamentável.

Temos muitos casos em diversas áreas que são assim. A pessoa vai pedir ajuda para quem?

Mulher quando está com ódio vai até as últimas consequencias ao ponto da total falta de escrúpulos.


Pior ainda se tiver algum poder.

Reclamar para quem?

Por isto talvez, algumas práticas espiritualistas que estudamos acabam sendo até bastante procuradas. Pelos mais diversos motivos.

Com certeza isto não substitui nenhuma das áreas das ciências humanas, são parte complementar e intangível, ligadas ao senso de cada pessoa.

Se for para ajudar a ter clareza, acalmar ânimos, encontrar paz de espírito, trazer luz para alguma situação e seguir em frente de forma mais harmoniosa na caminhada de todo ser humano pela felicidade e maior consciência, acho ótimo.

Mas não concordo quando o objetivo é obrigar alguém ou forçar a situações de origem mesquinha ou até mesmo por pura maldade.

Até mesmo porque o resultado nunca terá uma verdade ou um resultado com mérito. Será apenas opressão e não merece respeito.

Se esta pessoa chegou ao ponto de usar ao extremo dos recursos formais, só imagino quantos outros poderá ter usado.

Costumo avisar que se for para vingancinha de gente mimada, tipo levou um "pé na bunda" porque o namorado descobriu suas traições, não me peça ajuda para ferrar com ele. Nem para ferrar com um sócio e tomar sua parte, etc, etc.

Prefiro pedir luz para as situações. Você pode ter uma satisfação curta numa vingança destas, um longo tempo de amargura e como resultado, apenas tempo perdido e vidas estragadas. E sem nenhum respeito ou mérito.

.'.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Empresas com Dono



A respeito do artigo da Levi Carneiro na Revista Amanhã: Sobre marcas e famílias
"As empresas familiares têm melhores condições de fornecer referência e propósito para suas marcas corporativas."

Meu comentário:
 
Antes de falar em "linhagem" vem a percepção de proximidade.

É comum a preferência pelo "Armazém do Seu Zé". As pessoas sabem quem é o Seu Zé.

Em grandes empresas, existe um distanciamento, mas as pessoas sabem quem é o dono.

Já nas corporações impessoais a expressão negativa "coisa de empresa que não tem dono" é comum.

Percebem-se os veios da raiz familiar estendendo-se por toda empresa. Se eu fizer a numerologia de uma empresa familiar, ou melhor dos donos, vamos ver os aspectos emocionais e familiares permeando a empresa.

Até o software é reflexo disto, por isto falo de "informática esotérica" desde os anos 90.

A família tem seus problemas, metas, ideais, virtudes e defeitos.

Empresas são organismos sociais, é natural a possibilidade de uma maior identificação.

Outra coisa importante é o (auto) questionamento do "quem somos".

Empresas que tenham líderes focados numa direção clara tendem a uma melhor compreensão de si e assim, chegar a expandir sua percepção e contato com o mercado. Estou falando de meditação, mas não se trata de você se fantasiar de hippie ou fugir para o Himalaya.
Meditação empresarial é uma forma de elevar seu nível de percepção evoluindo em produtividade e qualidade. Leia: Meditação Empresarial, Sementes de Pontos de Vista.

Veja por exemplo, é diferente o dono de uma concessionária de veículos pesados que se considera "empresário" daquele que se considera em essência, um caminhoneiro.

Ambos podem ser bem sucedidos empresarialmente.

Mas qual deles terá intimidade com seu público alvo?

E não se trata de mera propaganda. Daí a exploração interior, buscar a evolução de consciência, encontrar o que está dentro para descobrir o que há lá fora.

É fácil ser um empresa grande Difícil é ser uma Grande Empresa.


.'.

Leia outros artigos relacionados clicando nas tags abaixo:

sábado, 26 de novembro de 2011

Criatividade em Cada Folha

Foto: Hannah "brightdawns"

Está um dia maravilhoso, com nuvens se emplumando redondas, preparando aquele tipo de chuva que dá vontade de sair caminhando no campo para escutar os bichos conversando na beira das lagoas. É o que vou fazer amanhã, com ou sem chuva. Escutar as árvores balançando, olhar o vento, encostar a cabeça no tronco de alguma árvore e olhar a fogueira dançando suas estórias.

Inspiração é algo assim, como fogo. Acende e queima intensamente. Quando ela surge, é a vida se manifestando, é gostoso. Sinto-me intensamente vivo. O corpo inteiro trabalha nisso.

Gosto de compor e tocar música (sou tecladista) e já fiz algumas trilhas e coisas bem interessantes e criativas.

Mas percebo que escrevendo a pleno, a entrega é total, todos os corpos funcionam a pleno.

E por vezes acontece de perceber que estou suando, correndo, escalando, o corpo todo agitado pelo que está se desenrolando através das palavras. Como sou muito calado, talvez seja esta a forma de compensação, quem sabe por isso a percepção ampliada no toque da energia.

Toque que pode ser pelo olhar, pelo som. Não é apenas a coisa física que me liga com as pessoas, é qualquer forma de contato, um cheiro, um som, uma paisagem, um tempo no relógio, uma folhagem que nos espia quietinha no seu canto, com cada folha, feito olhos de criança, curiosa.

Observar inteiramente uma planta é uma técnica de percepção muito interessante. Pratique um exercício de meditação para centrar-se e depois observe uma planta específica e com o tempo vai perceber que ela também nos olha. Chega um momento em que percebemos que todas as plantas nos olham, todas as árvores nos vêem. E elas vão saber que você percebe isto. Este é mais um dos tantos motivos pelos quais aprecio tanto ruas arborizadas! É uma troca.

Gosto da criatividade porque me deixa mais curioso. Vontade permanente de  crescer, de conhecer o novo. De ver as coisas sempre de uma maneira nova. De poder voltar aos lugares que gostamos, sabendo que sempre serão novos para nós. E de poder ir onde nunca estive antes e às vezes, poder ir onde ninguém esteve antes.


Gilberto Prabuddha
19/11/1999


.'.
Leia também:
.'.

Sonho Essencial

Fresh Air
Foto: Ben Heine


Sonho Essencial
Sonhar é essencial no caminho.
No caminho dos sonhos é essencial despertar.
Para despertar é necessário sonhar que se está desperto.
Para despertar é essencial o caminho.
Para achar o caminho é preciso a essência.
Para chegar à essência é necessário o reflexo.
Para ver o reflexo é necessário o outro.
Para chegar ao outro é necessário sonhar junto.
Gilberto Prabuddha
19/11/1999

Seja o que for que se faça, acredito que seja pelo coração.
O mestre de Carlos Castañeda, o índio Don Juan falava em seguir o caminho com coração.
Daí que em tudo que faço, pergunto ao coração e ele me responde.
É daí que vêm minha motivação.
É por aí que eu sigo.
É por aí que eu trabalho.
Poderia talvez dizer que é por esta porta que as coisas se passam para mim.

Quando existe um fluir, como um riacho de montanha, como a chuva fresca que cai livre, existe um fluir de sensações que resultam em ação.
Por exemplo, escrever. Apesar de ter uma certa facilidade em escrever, é necessário ter o porque.

O poema do início foi por causa de uma mensagem que recebi. Acho mais simpática a figura da carta de papel. Aliás, eu gosto de cartas, quem sabe perfumadas, mas sempre com a energia do remetente.
E porque isto, a carta? É que eu trabalho me extendendo de várias formas, em vários níveis de percepção, a partir de uma técnica semelhante a psicometria, que é a percepção da memória nos objetos, misturada com algumas outras técnicas que fui aprendendo e praticando. É mais ou menos como ler as impressões deixadas por alguém em algum objeto. Então, numa carta, além das palavras, eu tenho um tipo de contato de pele, que me fala sobre como é a pessoa.
Certa vez estava conversando com um amigo sobre um sabre que uso. Apesar de vir do outro lado do mundo e, ser um modelo feito para comércio, estava registrado na lâmina o trabalho pessoal do artesão e vi que a pessoa que faz aquilo também é um verdadeiro mestre armeiro, que como todos nós, também precisa fazer coisas um pouco mais comerciais. Encantador. Talvez um dia possa descobrir esta pessoa, sentar ao lado dele e cantar poemas dos antigos guerreiros enquanto ele martela a lâmina. Se você assistiu Highlander vai ver que o mestre ferreiro entoava canções de poder. Por isso também aprendi que a poesia é mágica. Por isso acho que a magia está no coração.
Talvez seja essa magia que faça com que eu costume escrever textos meio grandes. É que neste processo de fluir eu também aprendo, pois é tudo novo para mim.
As palestras que faço também são assim. Eu tenho o assunto, e às vezes alguma anotação sobre algo que acho importante falar e na hora eu olho para algo em branco e deixo que venha, lá de dentro, onde estão as estrelas.

.'.

Gilberto Prabuddha
19/11/1999

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Direitos do Cliente de Tarot - Comentado



Direitos do Cliente de Tarot - Comentado

Tarot é um espelho para a alma.

Nestes mais de 30 anos estudando este caminho do Tarot, concordo com este título de um livro muito acertadamente escolhido por Gerd Ziegler.

Existem muitos oráculos, dos quais fiz o Tarot minha principal escolha.

Outros oráculos são também muito eficientes, como as Runas que nos remetem a visão dos antigos para um mundo que requer nossa participação as vezes ativa e noutras mais contemplativa.

O I-Ching, creio que foi meu primeiro oráculo ainda nos anos 70. Nos mostra o equilíbrio das energias mutantes do universo.É uma vasta escola de vida por si só.

O Tarot é uma ferramenta com séculos de existência e trabalho nas mais profundas escolas ocultistas ocidentais. Temos através dele, a visão da alma, mas principalmente, nosso próprio interior.

Chegamos ao macro e microcosmos. O que está acima é como está abaixo.

Por isso sua abordagem tão penetrante e abrangente. Da vida pessoal, chegando a visão maior da sociedade, das empresas, dos projetos, das grandes engrenagens que movem o universo.

O tarot engloba várias das principais ciências ocultistas. E da própria vida. Cada uma de suas cartas é um imenso tratado ocultista a ser explorado e descoberto.
E por isto, é sempre uma ferramenta fascinante e que requer estudos verdadeiros e dedicação.

Mas não é nada que se faça bem apenas com rápidas leituras de banca de revista.

Muito menos com a comodidade de jogar um copo de cachaça para alguma suposta entidade.

O conhecimento requer respeito ante de tudo.

A prática do Tarot nos leva a busca interior, a caminhada maior.


E todos fazemos parte da caminhada evolutiva deste imenso e maravilhoso planeta. Pessoas, empresas, projetos, artes, pesquisas. São vastos caminhos onde podemos aprender tanto.

E a caminhada do aprendizado é maravilhosa.



Muito bem, temos uma lista? 


Sobre esta lista de direitos. Encontrei num dos grupos independentes chamado Tarot Certification Board of America. Existem outros grupos, nalguns países que oferecem certificações. A lista original (que tem apenas os títulos de cada item) está em Tarot Certification Board of America. Client Bill of Rights
Atualização: Na verdade existem vários grupos de certificação nos EUA e Europa. 

Nota: Não tenho qualquer relação com tais grupos. Apenas acho interessante seu trabalho.



Bem, sobre "certificação em tarot", isto não é algo que seja como um teste de direção, ou um exame de matemática. Existem muitas coisas que devem ser aprendidas e praticadas e que dependem de uma avaliação pessoal por pessoas realmente mais graduadas na área.
Tarot é um trabalho de vida, não é apenas "decorar" cartas. É preciso viver cada uma delas e também, um intenso trabalho diário de autoconhecimento.

Imagem: thegreathorsecigar


Em todo caso, achei esta lista bem interessante, como referência e, a partir dos títulos apresentados, adicionei meus comentários a respeito dos vários pontos apresentados.



Observação importante: 
Repito, os comentários adicionados a cada um dos itens tratam-se de minha opinião pessoal, baseada na minha vivência e atividades de mais de trinta anos na área.
Os exemplos citados são baseados em fatos e situações reais. Nomes e quaisquer indicações de identificação foram omitidos para evitar de prejudicar ou denunciar quem seja.









 
Direitos do Cliente de Tarot
(uma sugestão prática)


* Você sempre tem o direito de exercer sua própria vontade e fazer suas próprias escolhas.
A leitura é para você, sua vida ou empresa. Portanto as decisões sobre o quê fazer serão suas. Só posso indicar, sugerir, falar do que estou vendo e apresentar minha opinião se adequado. 
Acho inaceitável, absurdo e manipulador, se durante uma consulta (com qualquer oráculo), forem colocadas opiniões, neuroses ou frustrações pessoais do tipo "achar que dinheiro é pecado", ou que "sou feliz sendo pobre e miserável" ou que "homem é tudo igual", ou que "nenhuma mulher presta", ou que não gosto da religião tal ou tal (que pode ser bem adequada para seu caso). Isto inclui fofocas, comentários perjorativos, opiniões políticas, religiosas, sexuais, esportivas, etc. Admite-se no entanto, comentar exemplos DESDE QUE não sejam identificadas as pessoas ou empresas a que se referem e sejam JUSTOS.Por exemplo: Para uma pessoa tal prática não foi adequada porque ela precisava trabalhar primeiro tal aspecto da vida dela. Ou, tal indicação ao meu ver não é adequada porque faltou isto e aquilo que deveriam ter sido notados, o que indicou falta de preparo de quem fez. Etc.


* Só você tem o direito de decidir se e quando quiser uma leitura de tarot.

Se você acha que não precisa de conselhos, então está bem. 
A vida é sua. Se você quer ajuda, procure e encontrará. 
Não se ajuda quem não pediu.


* Você tem o direito a uma leitura de tarot que seja útil e lhe dê apoio.

Primeiro, a vida é sua e nem sempre você aceitará as sugestões. 
Segundo, o que lhe for apresentado, mesmo que você decida não usar, deve-se mostrar correto. 
A informações devem estar de acordo com o que está sendo debatido (o tarot é como uma conversa a três), e fornecer indicações relativas para fundamentar e embasar uma continuidade do que você vai fazer. 
O que for falado tem que estar certo e ser útil, mesmo que as vezes a leitura não seja tão ampla quanto desejamos. Tem coisas que não se pode falar ou por algum motivo, ficam fora de alcance, ou pode ser algum assunto que tenha muita interferência pública, (inclusive suas) em certos casos.
Também pode ser seja um assunto que a pessoa que está lendo e interpretando o tarot não conheça, mas tenho tido sucesso em fornecer indicações claras e precisas sobre a que o assunto se refere, incluíndo até coisas relacionadas a ensinamentos secretos que a pessoa estava deixando de seguir. Digamos que vai ter uma espécie de "sinalização" apontando. Tarot é baseado em símbolos, então se eu disser que tem uma coisa ou situação com determinadas características, uito provavelmente o cliente saberá de que se trata.
Consulta de tarot não é lábia de vendedor. Vou dizer o mesmo que falo sobre numerologia: o que estou falando tem que lhe tocar direto no coração. Ponto. Até pode ser que você não concorde e proteste, como uma criança pega numa lorota, mas se for verdade, esta é imediata. No meu trabalho eu sei se a pessoa está mentindo ou não quer aceitar. Ficar inventando toda uma estória para empurrar algo, ou (como já vi muitas vezes) pegar cartas ao acaso para (forçar) montar um resultado conveniente é apenas mostra de que algo está (bem) errado. Já vi até livro ensinando como jogar cartas colocando armadilhas para fazer a pessoa falar o que quer ouvir sem perceber que está sendo enganada. Por exemplo, se eu disser que tem duas pessoas muito próximas com muita inveja de você, em 99% dos casos terei acertado (mas é puro chute).
Outro exemplo, posso achar que seria interessante por tais e tais motivos que você procure se dedicar numa determinada linha de atividades, seja profissionais, espirituais, intelectuais. Ou sugerir material de apoio (livros, filmes, cursos), etc. 
Meu trabalho principal com pessoas é indicar o caminho de cada uma. Alio a numerologia e o tarot (que são complementares) e busco identificar qual direção, desafios, o que trabalhar em si mesmo. Para isto incluo praticamente todas religiões e práticas profissionais possíveis (cada um tem seu caminho, suas aptidões). Chamo isto de tarot iniciático.


* Você tem direito a toda a atenção de seu leitor.

O tempo da consulta é para você. E também requer concentração para a leitura. Interrupções para fazer outras coisas, ficar atendendo telefone, etc, impedem a concentração e dificultam muito os resultados. 
Este também é um dos motivos pelos quais prefiro estar a sós com o consulente.


* Você tem direito a fazer perguntas durante a leitura para ganhar esclarecimentos.

Pergunte. A oportunidade é esta. Posso estar falando sobre coisas que não estão claras ou você não tenha um entendimento a respeito. Muitas vezes uma consulta pessoal é uma aula de espiritualidade. 
MAS não seja repetitivo. Eu não vou apresentar trezentos exemplos da mesma coisa. Não faça perguntas só para TESTAR se vai ter uma resposta diferente sobre o mesmo assunto (o próprio tarot e seus anjos guardiões) muito provavelmente vai apresentar uma resposta bem direta lhe chamando atenção sobre isto ser uma atitude incorreta. 
A consulta é para você então não leve uma lista de perguntas de todas suas amigas que querem aproveitar que VOCÊ pagou (e vai gastar SEU tempo) para ver alguma "coisinha para elas".
Também não faço adivinhações. Pergunto idade, estado civil, profissão, etc. Leitura de tarot NÃO É adivinhação. Eu não faço número de circo. Ao invés de gastar tempo e energia para mostrar que adivinho que você gosta de pão com requeijão no lanche da tarde, prefiro utilizar estes recursos para analisar e fornecer orientações úteis.
E principalmente: não minta ou faça perguntas sem cabimento para testar a leitura do tarot. Se você acha que é mentira, ou brincadeira, melhor nem ir. Seja educado, agradeça, pague a consulta e vá embora. Todos os dias as pessoas pagam restaurantes, cinemas, roupas, etc para depois decidirem que não era o que deejavam.
E se você tem algo a esconder, também não minta. Você não precisa contar detalhes picantes da sua vida íntima, mas se estiver claro que você tem problemas de relacionamento, eu vou falar sobre isto dentro do que eu achar necessário procurando não invadir a sua privacidade e capacidade de entendimento. E se for uma questão que você não aceita nem ouvir, pode acontecer que eu me recuse a dar outras respostas.
Você paga pela consulta, mas não sou nem eu nem você quem escolhe o resultado. Se quiser ouvir mentiras, tem bastante gente sem escrúpulos por aí que vai gostar de pegar seu dinheiro.



* Você tem direito a respostas completas às perguntas feitas na sua leitura.

Dentro da esfera de competência da consulta, espera-se que a resposta mostre o quê, porquê e como da questão. Por exemplo, se for numa empresa, digamos que seja algo relacionado ao ambiente social ou do mercado. Claro que detalhes técnicos serão dados por especialistas. O tarot vai dar indicações o mais aproximadas possíveis.
Claro que existem questões que por princípios gerais e por ética não são abordadas ou não podem ser colocados diretamente. Se você acha que seu marido tem um caso, eu vou primeiro olhar se você parece um bagulho mal cuidado ou se a sua personalidade é difícil de aturar por algum motivo. 
Muitas questões na verdade, são de responsabilidade da própria pessoa. Se você não se cuida, não tenta ser uma pessoa agradável, acho que é bem claro que é você quem tem que mudar alguma coisa primeiro de tudo. Se a sua empresa vai mal, quem sabe trata mal os clientes e/ou funcionários, então este tipo de questão será abordado. Não dá para fazer milagre se o seu produto for ruim.
Tem situações que podem ser trabalhadas com aconselhamento. Outras podem ter ajuda por processos complementares, magia ritual, terapias, etc. Mas fazer isto é decisão sua.


* Suas leituras de tarot são privadas e confidenciais.

Isto é o mínimo. Uma consulta de tarot comigo é uma profunda varredura na sua alma. Isto pode ser muito mais íntimo que uma consulta médica (risos). É a sua vida, sua caminhada. 
Não pode virar assunto para fofoca, deboche e chacota generalizado. É mostra de falta de respeito pela vida dos outros. Lembre, quem muito critica, fala mal, ganha de tudo e sempre se mostra mau agradecido, certamente vai fazer o mesmo quando você não estiver presente. Ou pior, logo vai se achar tão confiante que vai fazer isto na sua cara, vai te ameaçar ou fazer algo para lhe prejudicar caso não aceite o abuso. Só quem é escravo das suas próprias falhas quer escravos.



Imagem: thegreathorsecigar
* Sua leitura é um serviço completo em si mesmo. Você não é obrigado a comprar qualquer outra coisa.

A consulta de tarot é um trabalho de orientação e aconselhamento. Só isto. 
Você não é obrigado a fazer "trabalhos", magias, nem comprar perfumes, cristais, livrinhos ou qualquer outra coisa.

Se for adequado para o caso, serão indicados que para esta ou aquela situação, se podem fazer tais e tais coisas, sejam banhos de ervas, rituais, terapias com especialistas nas areas indicadas, ir ao médico ou a um advogado, etc, etc. Pode ser também que você precise de algumas mudanças, tipo mudar a carga de trabalho, aprender a dividir o tempo e ir viajar com a família mais vezes (e isto pode incluir como necessário mudar algo na sua empresa).
Mas se você não quiser fazer, a vida é sua, a decisão é sua.Ou seja: problema seu!
Da mesma forma, eu também não sou obrigado a fazer nada para você além da consulta. Isto inclui principalmente coisas que sejam anti-éticas, imorais ou criminosas. Não faço qualquer coisa só porque o cliente quer. Muitas vezes vou indicar justamente uma direção ou mudança de atitudes para ter um resultado melhor, indicado pelo tarot como sendo um caminho de luz, prosperidade, amor, saúde, etc. 
Muitos problemas precisam apenas de uma limpeza geral.
Não ajudo em vingança contra alguém que você queira prejudicar. Por exemplo, seu ex-namorado que te deu um pé-na-bunda porque ele descobriu que estava sendo traído vergonhosamente por você. Nem vou ferrar seu credor porque você nunca quer pagar suas contas. Não vou ferrar seu funcionário ou seu chefe se você é um mau profissional e quer botar a culpa do que faz de errado noutra pessoa. 
Eu não acredito em gente sem escrúpulos que diz que"não faz escolha pelos outros" e aceita fazer qualquer patifaria em troca de uns tostões. Na espiritualidade nós pagamos junto pelo que se faz, temos responsabilidades.

Se eu fizer algo que vai trazer luz, recebo um pouco desta luz. Se fizer algo para prejudicar, eu também sofro consequências. Entidades, deuses, energias estão num outro plano arquétipo onde as coisas talvez não tenham muita diferença para algumas destas energias. MAS AQUI no plano humano eu acredito que temos o direito e o dever de buscar e trabalhar num caminho luminoso. Posso ajudar você contra uma pessoa má, uma situação que precise de neutralizar alguém ou uma situação negativa. Mas não vou fazer isso para proteger bandido ou sem-vergonhice (sem falsos moralismos por favor).


Assim como você não é obrigado a fazer nada além da consulta, eu também não sou obrigado a fazer qualquer coisa OK? E lembre que as coisas tem preço. Se você não pode pagar por algo, não pense que alguém tem que lhe dar as coisas de graça. As coisas tem preço, e cada caso é um caso. Não vou usar calices de ouro se puder usar um copo de vidro normal é claro.


* Leitores de tarot não são qualificados para dar conselhos médicos a menos que sejam médicos.

O tarot pode indicar até com bastante clareza que é necessário um médico para seu caso. Mas diagnóstico e tratamento são especialidades médicas e você deve ser encaminhado para eles.
Da mesma maneira, se eu for lhe ajudar com hipnose, e você quiser por exemplo, ajuda desta prática para emagrecer, antes de tudo eu vou lhe pedir que visite um nutricionista.
Vale o mesmo para casos em que é adequado o trabalho de psicólogos e psiquiatras. Já vi muitas pessoas manifestarem algum tipo de surto psicótico até durante sessões de meditação em grupo, e isto é bem comum de acontecer. Dirigi grupos de meditação por anos e é necessário consciência e responsabilidade. Não se trata de apenas colocar uma musiquinha qualquer e mandar todos respirarem fundo para dormir.
É muito fácil botar a culpa nos outros, quem está lhe atendendo tem que ter, além do conhecimento no assunto, possuir caráter para assumir o que fizer ou não souber fazer. Se a pessoa sempre bota a culpa nos outros, pense muito a respeito. 

Gritar é falta de argumento e competência. Ninguém demonstra capacidade apenas destruindo, se alimentando de ruindade. Qualquer bandido analfabeto pega uma arma e vira "poderoso". 


Competência e merecimento são demonstrados pelas boas obras e retidão (positiva) de caráter.





Imagem: thegreathorsecigar
* Leitores de tarot não são qualificados para dar assessoria financeira a menos que sejam qualificados consultores financeiros.

Eu acredito que prosperidade e abundância são naturais de todo ser e faz parte de nossa jornada a realização nestas áreas. 
Em hipótese alguma alguém que acha que "500 reais" é um monte de dinheiro vai lhe ajudar quando for um negócio realmente de grande escala. Você pode acabar sendo convencido de que morar num cortiço foi um grande negócio (!!!).
A menos que seja uma situação de tragédia emergencial, eu sempre vou achar que você pode e merece se desenvolver e crescer mais. Conformar-se sem nunca tentar crescer é próprio de quem nunca tenta fazer algo a mais. 
Também não vou concordar se a pessoa tem um problema de milhões e não valoriza o que está sendo feito. Consertar um carrinho 1.0 é uma coisa. Um defeito semelhante numa Ferrari com certeza é mais delicado e um erro pode ser muito mais desastroso.
Quem nunca erra, quem acha que sabe mais que todo mundo, é porque nunca tentou ir além e porque parou de aprender a muito tempo. Se o argumento é ferrar com a vida dos outros, fica evidente.

Tenho uma vida de trabalho de várias décadas em computação, já fui empresário, participei de associações de dirigentes e meu trabalho inclui portanto conhecimentos bem variados. Mas isto não quer dizer que eu seja um especialista em finanças ou administração, ok? Tenho como fruto destes anos, visão de empresa e de como esta funciona como um grande organismo até os planos mais sutis. Esse é um dos motivos pelo qual criei o termo "informática esotérica".
Vou procurar orientar nesta e naquela direção, mas assim como a medicina, o mecanismo financeiro tem suas especialidades. em certos casos vamos ter um debate a respeito. Exemplos são as reuniões de "brainstorming", ou em que se precise de sugestões para novas alternativas, questionar. Ou elaborar e ponderar sobre os tempos que virão, as energias que se apresentam, explorar possibilidades do futuro. Não se trata de fazer profecias, mas de olhar para mais além. Muito do trabalho empresarial é de assessoria senior, levar uma luz sobre as questões maiores. Levar um grupo de empresários para fazer longas caminhadas e atividades na Chapada Diamantina pode ser uma grande oportunidade de evolução pessoal e profissional, por exemplo. A natureza é uma grande instrutora.


* Leitores de tarot não são qualificados para dar assessoria jurídica a menos que sejam advogados.

Mesmo que eu tenha um senso de certo e errado, as leis tem um grande emaranhado de possibilidades. Nem sempre a legislação local, estadual, nacional vai lhe dar cobertura de uma maneira simplista. Posso mostrar se algo está certo ou se precisa mudar/melhorar, mas de nada vai adiantar se isto não for apresentado de forma clara e correta perante o juiz. Existem magias para ajudar nestes casos, especialmente se você estiver do lado do que é certo. Buscar um resultado justo e perfeito para todos é uma forma de nos libertar de laços kármicos.



Foto: Lorenzo Borghi - Itália


* Leitores de tarot não são qualificados para prever o futuro.

Comentei antes que não faço adivinhação. O futuro é uma possibilidade variável que muda a todo instante, mas como um grande rio, que distinguimos seu trajeto, porém cheio de detalhes. 
Algumas coisas vão mudar com certeza e de uma forma geral, implicam toda humanidade, já tenho comentado, inclusive sobre o que virá depois de 2012.Por isto falei da imagem de ser um grande rio. Os antigos egípcios já falavam do Rio da Vida.
Certos eventos podem ser influenciados, por nós ou de alguma outra forma, mas ainda assim, eventos individuais são afetados por decisões individuais.
Você pode ter no seu caminho o príncipe encantado de seus sonhos. Três meses depois descobre que a oportunidade se perdeu, porque desprezou aquele simpático rapaz correndo de bicicleta no parque, achando que iria aparecer algum sujeito famoso numa Ferrari para lhe levar direto ao melhor restaurante da cidade... (risos...)

Se eu lhe avisar para não pular do precipício e você insistir em fazer isto, com toda certeza não vou pular junto. E não reclame dos maus resultados. Tem ocasiões em que é necessário ser objetivo. E também porque alguém tem que ficar lá em cima para lhe alcançar uma mão (ou jogar uma corda).




* Leitores de tarot não são qualificados para tomar decisões por você.
Tarot é um trabalho que busca ajudar na evolução, a elevar o nível de consciência. 
O aprendizado é seu, as escolhas serão suas.

Eu só posso acender uma luz, mostrar caminhos, apresentar sugestões. 
Se sua mente estiver lotada de perguntas não vai ter espaço para as respostas. 
Quando algo precisa mudar na sua vida, isto significa que você tem que mudar algo na sua vida.

 P+
18/11/2011 

.'.

Leia também:

.'. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...