Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Grandes Pessoas em Grandes Cargos. Você empregaria Confúcio?

Contratar pessoas famosas, de reconhecido mérito e conteúdo, é bom para a empresa? Pode ser sim.

Nome não é só aparecer na mídia. Se a pessoa é alguém reconhecidamente sucedida, pelos seus feitos, então nada mais justo do que serem indicadas para atuarem junto as corporações.

Por outro lado, colocar alguém num cargo de peso, só por que é amiguinho de coluna social, ou parente (mesmo que incompetente), é apenas prova de incapacidade.

Os grandes líderes, em todas grandes culturas, sempre se cercaram de personalidades ilustres e de grande mérito.


Claro que eventualmente alguns são questionados, mas a idéia é justamente que se coloquem pessoas que sabem pensar por si e não são apenas mais um joguete.

Um verdadeiro colaborador, um conselheiro, o que seja, deve ter idéias próprias e se necessário, questionar seus superiores SIM. Mas as vezes, pode calar-se, se estiver sob o jugo de um tirano. O próprio silêncio pode ser questionador e de acordo com a situação, caberá apenas observar e guardar para si, mas atento.

Por toda história, muitos sábios, monges, etc, tem sido conselheiros de governantes, grandes e pequenas empresas, e assim o tem sido com muitos que trabalham do desenvolvimento das práticas espiritualistas, humanas, etc.


Veja também  o post: "Contrate um Buda".



Quem só obedece ordens sem criar nada, pouco agrega.

Hoje quantas são as empresas que buscam as palavras sábias de alguém como Confúcio ou dos grandes conselheiros? Quantas companhias delegam esta tarefa para um ombudsman, deturpando suas virtudes portanto? Quantos colocam sem segundo plano, o conhecimento do produto em si, preferindo alguém que tenha siglas e siglas de regras pré-decoradas, meras maquininhas de repetição de conceitos, que até podem funcionar num contexto estreito, mas não evoluem sozinhas e tem duração limitada?



Parte deste post é meu comentário para matéria publicada na Revista Amanhã: "Conselho ou hall da fama?: Estudo revela aumento nos preços dos papéis de empresas que têm algum famoso em seu Conselho"

.'.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...