English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta Riqueza. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Riqueza. Mostrar todas as mensagens

domingo, 17 de julho de 2016

Memory versus Learning





Memory versus Learning


From times to times I meet someone who is very proud to know by head a lot of information.

But how much this is usefull?

This is an article where I do a mix about corporate software development and the occult study areas as I have told for some years, I found my work to be a whole at all.

Ok. If your company dislike because I love to walk at mountains and nature places there's no problem. People have personal lives. And my work as any other professional worker is what I do for life and to help companies growing.But personal interests are not of your business most of times and we observed any skilled talents in the market have other areas of interest to add to their experience and skills.

So we have a lot of information we receive in life, plus all training and experiences. This is what make us reach levels of expertize and being able to solve our work needs.

So there are many levels. Some will do only the basic, others will be able to work alone, others will be able to create and to do. Some others will lead and teach others. And few will reach the "wisdom level".  Each company need all of them.


I fully agree with this quote cited as being from Einstein:
Never memorize something that you can look up.- Albert Einstein"
Here is the comment about at the site Brightdrops:
"This is more true today than it was back in Einstein’s time, because the Internet means you can look just about anything up. That frees the mind from having to memorize useless facts and figures and explore deeper thoughts that require creativity and imagination, two things that Einstein prized above all else. It’s true that even some of the most successful business people followed this strategy. Henry Ford was once questioned about how smart he was and retorted that he could get the answer to any question with just the push of a button, so why did he have to know it?"

My comments:

For sure at school and university and some level exams you need to know for each area, a lot of information. 
And for times ahead, for example, if you chose an area like Medicine. A doctor must know a lot of principles related to so many areas and be able to identify the most symptoms as fast as possible.

One way to do it is often review your study and reread even old books. Our memory is a machine and need be oiled, Ok? So is very good to add new material, but also give a look even at some very basic materials. And as a book lover, I had many old books I reread sometimes.

Uhm, well, that is what we expect from most doctors and the really good ones can do it. 
But not all times. The purpose is to understand the information you get and develop your own expertise.

With time you have to be able to know how to use it. Keep what is important, have the main principles and understand what is needed to develop it.

Even the character Dr. House from the TV series who was really brilliant needed to search for information. 

My "uncle" Mr Spock was so brilliant but many times had researched for information too. Star Trek fans will remember he was too often at the computer researching, but other times at his personal place meditating and working on yourself.



Ok. There are the information needed and at what is needed to know about to deal with it. 


To me, the important is not how much information you can keep at mind ready to call it at once.

The important is if you is able to use it. To know how to use it!

Even some occult orders appears to pay atention to how much information you can have at mind.
What?
Uhm, Ok, for sure the good ones have people skilled to just talk with someone and to be able to see who is who.


But what the difference this have to any professional area?

To me, none.
For companies, a leveled professional must talk with someone skilled for just few minutes for a match. No stupid basic school test as some still does. Most of times that is rude.

Sorry friends at any of such groups as I've been able to talk with any people at any of my work areas in respectful ways at all levels.

What some are looking for? 

I'm sad to comment, I had talked with so many people who work in a way to make sure their companies will broke soon.  They do not look for a wide scene.

Ok, about to know. A simple example: you may know how to do a very nice better barbecue? Great!!! Please, invite me, I'm a very bad at cuisine!

Anyways, I still know the theory about how to make the fire and the meat, but most of you just are better at the cuisine. LOL...


Yes!!! Just because I like a barbecue this in no ways means I have to be so good doing it!

Barbecue done in a typical south Brasil way."Churrasco".

Information is only data. Useless without the expertize for practice. 
A scholar is someone who love research. A scientist, some skilled software developers, a medicine doctor and many others.

And many scholars don't know all that information by head!
Get this? If you visit a scholar at work most for sure you will see a lot of books for reference opened around. Just for curiosity, now I have nine books plus printings and notes around me I'm using this week. Plus usually a dozen tabs opened at the internet browser for references I'm looking for. They will be back to the stand but next day I get more up the tables.
A reason we love libraries!


So well, why I became a writer?

For sure not because I know everything by head!

I use to say I become a writer because I don't like to remember too much things, no matter the expertise I may develop on it. 

And why? Just because I know where I can find the information I need.

I may write about computer development work, a fantastic fiction tale or something about the occult or my experiences on human development. 

What I really need is to know what to do. Dot.

Despite some capability to write since early age, my first former article came to public only in 1986.

It was a ten pages article for for a local Computerworld journal (The DataNews Journal), about advanced software development of online systems (CICS/VS) for IBM mainframes. A high level technology and was ten pages at first. Wow! Guess how I felt! And the publisher did a lot on the Ads... LOL... 

But how I started that about writing? 
Just doing what I do almost all days since I remember. I always used to read a lot and was saving information and taking notes about my study. 
How many people goes to the bathroom with a 300 pages computer manual or an occult book? I was one since the 70s.  
And there was a lot of big books to study. Not only one, but usually a dozen each with 300-400 pages to read just for one area. And the need for practices few have did. 
Any  coincidence with occult area? Just to cite as you become better at some area, this will help to the others areas too. Need discipline and practice.

Computers to me always was related with the occult. And no mysticims about.  Just is something you need to go deep and try a lot, have errors and learn from that.


Both areas goes deep into realms with a wide knowledge to explore. 
And you can use your imagination to develop a personal method to work.


 
For sure I have a lot of processed information in my brain, but I have no memory about working only by head in life, but always working with all much I was using at time plus the need for references. 

And may be you do not know, astronauts who went to the moon had manuals to use all the time. They was real heros!
I remember to see photos of the Nasa people, all the team, doing trainings seated at the floor, not nice rooms, they was on extreme pressure and have to get the information as soon as possible, and put it in practice.
Just to remember, most of photos you will find about that missions had most seniors professionals, working hard, not only fashion teens as we see at many company profiles.


Apollo astronauts learning to survive in the depths of the Panamanian jungle.
Source: psyched4sport

Learning about the jungle is very related with many practical aspects of business. Are you able to continue despite the worst troubles?


So I found at some time, I had so many information collected to become an article and started to publish. This is how it started. Collecting notes. And I never stopped.


The result from that article was interesting. I received a lot of letters from all major companies in my country while my boss (who had a copy of the journal in his desk) tryed to ignore it because he knew my salary was not so good... (LOL...) and used to recognized me after being called due costumers... I was a big reference in the market that time....  
Funny but true. 

Ok, I was not after his aproval. The first is my own. And a hundreds of good ones had returned too.  


This have happened to my softtware professional area and at the occult areas.

Remember, I use to say I see my work very related to all these areas. Human kind evolution and computers.
Sometime we will have a development level very advanced. Many are just Sci-fi for now. 


I'm not against yours approval of this or that.

A main point if you have a work you know to be true and work for it. 

Not all people will agree with you. 
And many will question what you are doing in all possible ways. 


And the first way I point all times is: I'm not a scholar! I'm a practictioner! 


What your company pay atention for? To know or just only know the current fashion tool? 
To just obbey orders or have oppinions to create and make your company grown?
 
There's not much difference using tools from centuries or the internet fashion tools. 


You must to know what to look for!

Juan Manuel Fangio
A guy who really knew how to do it.



Sorry people, I won't appears in a chat and be ready to talk by mind an entire text from an old grimoire or whatever on technology. 
Nor I will be able many times to present by head a work about a computer software among dozens I've worked. But I can talk by myself at any time and if I have few hours to get into something new or not it may surprise you.

I work to learn and develop about how to do it at my areas!

I love Juan Manuel Fangio as a big example. 
This guy had not automatic machines. He driven F1 cars in brute. No computers. No fantastic machines. Just a man and the tool he chose.

This guy for life, until dead, received each week visitors, the best pilots of the world, and guess for what? Just because he was knew as being a Master in his work. The most famous pilots came into him to learn and give respect. In practice, he worked his entire life. 

I will repeat this to so company leaders: Juan Manuel Fangio was visited until his dead by people who came to learn with him how to drive. They never was against the tools. 

If you pay atention for the tools only, you are ready to become a looser

Like a company where they only goes after costs. They will broke soon for sure. 

Creativity, being produtive is the first. 
Never, but never about having some information by head. 

You must to know how to use it.. 



Any good pilot will be ready to learn and drive a machine. Get this company managers? A decent professional must know what to do. The tool is only the way we may use.

So I will be able to comment at instant about how things work. 
If I need a phormula, I know where to get it. 
At internet times we have lots of sources. One must be able to filter all bulshit, find the best forums, and for sure, look for the best authors and books. 

When it is some tool I have not worked, I will be ready to recognize what I need to follow on that. 

This is Learning. 

I don't pay a f*ck if someone only know the current computer software tool. This is not so different from dozens I had used in deep for years. 

Remember when Nokia had to admit they lose their creativity near to broke? Hummm?? I had an article in 2009 about intrusions on people life many years before that is a critical reason to loose profesionals. A senior manager commented in public article to prefer hiring a criminal instead a smoker so I had to comment about some human and company aspects. Real talents have a real life. But if your company chose a raper, a murder or any other criminal because dislike someone personal interest, well, pay the price and I really wish that won't affect your family. Or better, remember you have a family. 

And going into the occult, want to learn another Grimoire area? What you need to follow? The Great Art is also named The work of God. This means standarts to follow, discipline, brain work, not became a saint, Ok? 


Why real good creative people does not want to work at your company? 

I suggest you to read this fantastic Aaron Shapiro's article, and it is very up to date to any area where talent is needed: Why Digital Talent Doesn’t Want To Work At Your Company.



And if this is about occult, there are a lot to do, and I will follow that for the needed time.


Memory is good to immediate needs, like the ceremonial rituals you are working for many time. 

But just to know phrases by head never, but never is the same as to know how to deal with that. 

I'm always far aways from the ultimate goal,

But I'm always sure about what I want to do and with some decent idea about how it can be done and most of all, be ready to discover a new way for that!


Want to grow your business? Grow your mind!


P+
17/07/2016
.'.


quinta-feira, 14 de abril de 2016

Guaranteed: Multiply Your Chances of Winning the Lottery - Humor



Guaranteed: Multiply Your Chances of Winning the Lottery



Wealth and magick can be good humored.

Note: This is a humor topic, Ok? But with some serious comments about.



There are a lot of speculation about methods for winning in the Lottery. 

So I will share with you a fantastic and garantee way to multiply your chances!

What about receive at once the money to buy a dream house, the car you always wanted, pay your bills, place your children at the best universities and give to your family a better future? 

This can be yours!


I will teach you by free!
Yes! As a long time magician I learned a lot, suffered a lot, had a lot of deep experiences. 
And for sure, as a magician I'm not a millionaire, I just use this method and let the Universe work to choose when it will be

So I know a lot about things that work! 

And this proposal works to multiply your chances! 

And why I can assure you this?
Because I had the practice and also, I learned from others too!
 
Note: A very good work about, and I suggest you to read is the article from Brother Moloch: Lotto & Gambling Spells. He give more information about what are your real chances and how it work. It is a great work about magick and Lottery, and he give some extras about how increase your luck and that are suitable to many areas. Highly recommended.



So I have to share this with you!

Not everyone want to become a millionaire, they just are looking for some extra money.
And even lesser values can do a difference for sure.   

What about some extra money at once? 
Most people want it!

What about have the money to give to your lover a nice jewerly or have vacations at the some of the best places in the world with your family? Or give to your dad that wonderfull machine he always wanted? Or make your mom happy with a complete new garden? 

Whatever are your dreams, winning a Lottery prize is always a way to realize it! 


House at Lago Moreno, Bariloche - Argentina
Photo credit: Zonaprop


First of all, you must have clear in yout mind this is a dream a lot of people have.

So remember this is like a dream, no problem to think about one and other time. The problem is to get lost into dreams and forgot reallity.

But some minutes of positive dreaming is a way many people discovered to think what they really want in life.
When people think clear about what they want, many discover they can do a plan, and work step by step to reach it. This is one way.


But when chance smile to you.... Wow!  You are one in millions! A big prize!
 
A big house with a private playground, boats, hot cars, travels of dream, the best clothes, support charity groups, have your own farm or even a temple for your practices!


Well, for sure many of this this can be yours if you win a big prize in the lottery.

So I learned a fantastic method to multiply my chances!

And guess what? It works!

Most of the ancient grimoires and most magick areas have spells to better your luck on gambling.

But what was gambling that old times? Dice games?

Something a minor group of people played together. Too often half a dozen.
So that techiniques work best for minor groups.

But when millions of people are after the same? What is your true chance?

Can magick help you?

Well, I can asure this method will help you!

Magick can do many things, but some magical works are just the result of planning and acting!

Well, sorry to say, but on thousands of people are doing spells each week trying the same.

This is simple statistics!

And because this, is really hard to say there's a magick way to multiply your chance. 

So, the best you can do is to use math to increase your chances!

Yes, use statistics to improve your chance! 

And here is the best of all!

No candles, no rituals, no pyramids, no


Ok, Here is the method: 

First, if you want to have a chance, you must buy a ticket!
This is the first reason most why people got delusional and lose their mind into dreams, they just never buy that fucking lottery ticket!

But if you want to use this fantastic method, I say, if you really want multiply your chance, for example by 100%, just buy two tickets! (with different numbers for sure).

Get this?



Money is good! 

And when you use your money for good things, all that is good too!
And the best way is to do a good use for your money.

So just buy an extra ticket and all it's done.

And if you win, that is grace! 
And please, remember to save some 10% for true charity, not looking for who and remember doing true charity. 

So buy an additional ticket wil double your chance! But don't be stupid buying thousands because that won't change statistics so easy.


And When Luck Comes...

If luck come to you, I wish you have nice and wise ways to use it!

Even for something you desired since you was a children.





.'.




sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Seja Uma Grande Empresa!

Um grande carro, não, espera...


Seja Uma Grande Empresa!

É muito fácil ser uma empresa grande. Isto é só tamanho.

Difícil, é ser uma Grande Empresa. Isto é fazer diferença.

A diferença entre conversar com líderes empresariais, diretores ou gerentes/supervisores, é que estes últimos, geralmente estão preocupados primeiro de tudo em segurar seu emprego. Segundo, em garantir seu dinheiro no final do mês. Terceiro, em ter uma boa aparência social.

 
Mas só os líderes, os que verdadeiramente estão no comando, se preocupam para onde vão.

Os outros apenas tentam garantir seu osso magro ao final do mês. Não tem outra expectativa além da própria sobrevivência. Infelizmente uns quantos, sem escrúpulos, apenas fazem isso. 


Para ser uma Grande Empresa, o verdadeiro líder empresarial vai buscar  o melhor, o extraordinário.
E não apenas palavrinhas baratas de um jornal qualquer, concordando com tudo, mas sim questionando, estimulando, incentivando para que saiam do lugar comum.

Porque os verdadeiros líderes, tem a coragem de enfrentarem até a si mesmos.

Não se ajuda uma empresa com métodos e planilhas milagrosas se o produto for ruim, os funcionários não conseguirem ser autênticos naquilo que fazem ou se tornarem apenas meras peças num joguete administrativo.

Empresas são organismos sociais, portanto, vivos. Pode-se aprender muito sobre administração, pesquisa, estratégias, etc. simplesmente indo para a natureza. Mas não aquela natureza esterilizada dos resorts e centros de turismo ecológico que mais parecem uma feira hippie organizada.
Deve-se buscar sempre que possível, o contato com a natureza bruta, que pode estar mais perto do que você pensa.


É fácil ser uma empresa grande.Difícil, é ser uma Grande Empresa.

.'.


21/07/2014

domingo, 25 de agosto de 2013

Como ter sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo




Be happy

Foto: Ana (AlliDzi) - Poland




Como ter sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo
05/06/1997


A esperança das pessoas muitas vezes reside no simples fato de querermos que outras façam por nós aquilo que não temos coragem (ou disposição) de fazer para nós mesmos.

A alegria do estar suavemente relaxado junto de alguém que se ama, ou estar atento ao canto dos pássaros, pode representar o ideal para alguns. Para outros, o realizável está ainda na casa da busca do conforto físico, da busca pela saúde, no anseio de ter acesso à coisas mínimas e indispensáveis para a sobrevivência.

Como poderia alguém relaxar e contemplar quando sequer pode vislumbrar além do prato a sua frente?
De forma alguma, a questão da alimentação, da moradia, dos estudos, viagens, e todas as coisas do mundo material, podem ser consideradas como preocupações dos mais humildes. É uma crença falsa, explorada secularmente de que apenas os pobres ou menos favorecidos pela existência, assim como as vítimas de tragédias, sejam os atingidos pela aflição da falta de recursos materiais.

A qualidade das coisas está na maneira como as encaramos. Teremos pessoas de bom nível de renda, com tantos ou até mais problemas do que aquelas consideradas miseráveis pela pobreza. A maior miséria de todas, está na incapacidade do ser humano em se relacionar com a riqueza, na separação dos sentidos básicos de prazer, de satisfação pessoal, de autoestima, de valorização de si mesmo como criatura evoluída.

Os humanos evoluíram como uma espécie que teoricamente deveria estar acima das demais, pelo menos neste planeta. Acontece que, se um rato de esgoto já nasce com seu próprio casaco de pele, porque os humanos, mesmo que em frente a vultuoso patrimônio, sofrem e são incapazes de abastecerem a si próprios com o mínimo necessário?

Desfrutar daquilo que se tem é a primeira e principal lei a ser observada por todo aquele que busca realização e independência.
De nada adianta acumular fortuna, se vives de maneira miserável. As pessoas incapazes de gastar adequadamente parte daquilo que ganham, de forma merecida e justa para satisfação e premiação de seu corpo, sentimentos e pensamentos, naturalmente experimentam de outras formas o que significa a retenção monetária.
O dinheiro é uma forma de energia, assim como os alimentos, as palavras, as emoções, as águas que correm livres. Um exemplo típico de retenção está na prisão de ventre. Gente miserável, o famoso pão-duro, isto é, que recusa-se a gastar (ou dar) o que deveria, normalmente tem problemas graves de retenção dos próprios dejetos (prisão de ventre). Um mau sinal, indicando também o tipo de pensamento que está retido, o estado emocional da mesma forma fica bloqueado. Lei de causa e efeito: a maneira como circula o dinheiro, indica como estão as relações emocionais. Economia nem sempre tem a ver com cuidados consigo mesmo.

Gastos abusados também indicarão uma tendência a perdas descontroladas, tanto emocionais, quanto de líquidos do corpo, ou de amizades frívolas e sem sentido.

Tantas coisas diferentes apenas mostram as múltiplas faces da vida humana. Se permitimos que coisas novas entrem em nossas vidas, estamos permitindo a circulação da energia em nossas vidas.
Por que o universo vai te dar algo novo se fica te agarrando as coisas velhas?

Digamos que a energia venha do Sol. Esta maravilhosa estrela de onde teve origem nosso Sistema Solar nos dá luz, calor, prana vital. Esta energia vêm até nosso planeta, que é nossa base material. Recebemos a energia solar e apoiamos nossos pés na terra para podemos crescer. Assim como árvores que fortalecem e aprofundam suas raízes, devemos ter nossos laços com a terra mãe para poder elevarnos cada vez mais alto em direção aos céus, ao espaço. Experimente saltar para cima sem apoiar-se no chão. Será impossível.

Esta força é a mesma que nos fornece a vida, que nos indica a forma de agirmos em relação ao que recebemos e como podemos e devemos repassá-la, de forma a que tenhamos o verdadeiro proveito da experiência da circulação e ampliação da energia, seja ela qual for, tenha o nome ou a apresentação física, emocional, mental ou espiritual que seja correspondente.

Os relacionamentos, serão como estar com nós mesmos. Aquilo que tu dá para ti, é o mesmo que dá para os demais. Têm a mesma qualidade.

Observa a Lei Universal de Causa e Efeito. Lembramos dela por causa do carma. Porém, a negatividade e a opressão de interesses às vezes externos, nos aponta sempre o aspecto destrutivo, a invalidação, a negação. O sistema te recorda continuamente que se fizeres isto ou aquilo, serás castigado, roubado, lesado, punido, agredido. Desperta! A lei de causa e efeito vale para qualquer tipo de manifestação.

Recebes o fruto daquilo que plantas. Isto é o que está escrito. Se tens atitudes, gestos, pensamentos e ações negativas, com certeza receberá algum tipo de retorno também negativo para ti. Porém, quando ages, pensas, sente, compromete-se e cumpre com tuas manifestações positivas, com toda segurança terás resultados positivos.

Aquilo que tu plantas, podem ser ventos, discórdias, inveja, insegurança. Algo em que vais tropeçar mais adiante.

Mas se preferes plantar a semente de teus mais lindos sonhos, se divulgas atos luminosos, palavras positivas, atos construtivos, o resultado beneficiará a ti e, com certeza aos demais.

Recorda: para ajudar aos demais, deves ajudar primeiro a ti mesmo. Pela lei de causa e efeito, como pode ajudar alguém sem fazer primeiro por ti? Como pode amar ao próximo sem amar teu próprio corpo, tuas emoções, teus pensamentos?
E como pode amar o feio, o que houver de ruim em ti? É necessário evoluir.

A lei de causa e efeito funciona porque estamos enviando (dando) uma energia para o universo. Esta energia será revertida de alguma forma para nós. Portanto, tens que fazer por ti primeiro, caso contrário, agirás de forma falsa e mentirosa, mesmo que tua intenção seja outra. Simplesmente, estarás enviando cartas vazias para o universo. Como se fossem envelopes vazios. Tu tens que preencher estes envelopes com tuas mensagens, teus pensamentos positivos, tuas construções e obras.

E que são estas obras? Serão as realizações de tua própria vida. Quando te presenteias toda semana com algo para ti mesmo, algo singelo, como um doce, uma pausa para descanso, ou talvez, sempre que puderes, algo de muito valor, estás criando uma energia que será refletida.

Quando compartilhas com teus amigos a delícia de uma celebração pelo colorido de uma tarde ensolarada. Se buscas teus ideais e sonhos com verdadeira vontade de tornarse vitorioso para que outros possam te seguir.

Se empreende dia a dia tua caminhada pela liberdade e queres que todos venham contigo, luta por ti mesmo, encontra a pegada certa, o apoio sólido, um caminho que te leve ao mais alto cume. Tudo isto será multiplicado pelo universo.


Alguns passos do caminho

Cada pessoa tem sua própria identidade. Busque tua própria verdade. Seja você mesmo.

Como?

Muito antes da busca pelo Nirvana, temos múltiplas opções.

Cada pessoa deve conhecer seu próprio corpo, seu funcionamento, sua alimentação.

Conhecer o mundo onde mora. Para conhecer teu ambiente externo, tens que te relacionar contigo mesmo.

Quando te relacionas contigo mesmo e com teu ambiente externo, podes então conhecer e explorar as relações entre as pessoas.

Quando compreendes as bases da amizade, do companheirismo, iniciam as relações mais profundas. Nascem as relações de família.

Da família, se origina o clã. Do clã familiar surge a vila. Das vilas vêm as cidades. Destas formam-se os estados e países. Um dia, deixaremos de ter divisões políticas (linhas no papel) para termos então verdadeiras relações de irmandade entre os povos. Como imensas famílias.

Neste momento, em que estamos próximos a outra mudança de milênio*, o que podemos fazer de verdadeiro quanto ao nosso mundo? Simplesmente ajudando pelo cumprimento de teu próprio papel, da melhor maneira que puderes. Com ações positivas. Cada pessoa têm sua missão, suas metas, seu fardo de tarefas a cumprir para o bem de todos.

(Nota: *o artigo foi escrito em 1997)


Se tu queres verdadeiramente evoluir, conseguir tudo que aspiras na vida, abandona imediatamente as palavras negativas.
Busca aprender a observar tua mente e transformar os pensamentos negativos de forma a que possas criar coisas novas.
Já se criou destruição demais.
Ajude da melhor forma possível que é a seguinte: simplesmente não crie mais coisas negativas.
Se não tens palavras positivas a dizer, simplesmente não fale. Simplesmente isto.
Uma boca fechada, é melhor que uma boca lançando destruição. Mesmo que te creias com razão, prefere o silêncio.
Nada se constrói a partir do negativo. Usa em teu próprio favor a lei de causa e efeito.

As pessoas não alcançam o que querem, simplesmente por não acreditarem que seja possível, ou por desmerecimento. Porém a luz do Sol está aí para todos não está?

Recorda sempre, que se queres algo com verdadeiro amor, com sinceridade, se o que desejas é justo, planta a semente da criação.

Tu mereces tudo o que existe no mundo. Se tu queres, podes. Se podes, mereces.

.'.

Gilberto Strapazon

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Software - Simplificação Inteligente é Trabalho do Desenvolvedor

As fotos mostram um belo exemplo de design bem bolado. 
Software bem feito também pode ser assim.
Multiplo by HeyTeam

Software - Simplificação Inteligente é Trabalho do Desenvolvedor
18/03/2010

Em resposta ao artigo "A Dificuldade da Simplificação", de Letícia Polydoro publicado no site Baguete. 

"Menos é mais. Esta sábia frase foi dita em 1919, por Mies van der Rohe, sintetizando a filosofia da renomada escola de design e arquitetura alemã Bauhaus que fez história. Que impacto teria essa frase dita por um arquiteto do século passado nas nossas empresas de tecnologia atuais?"


Meu comentário


Simplificar é agregar inteligência ao sistema. Acho muito oportuno os comentários sobre a tendência dos programadores, quanto a colocarem excesso de recursos de software numa mesma tela, ou num mesmo programa.

Excessos de mecanismos são prejudiciais, tanto quanto a falta de funcionalidade que observamos em muitos sistemas.

Um programa inteligente, ou que utilize conceitos de sistemas especialistas, deve ter previsão no seu funcionamento para executar, sem esperar pela solicitação do usuário, muito mais do que os tradicionais 10% a 20% (quando muito) do que a ampla maioria dos analistas e programadores fazem.

Infelizmente por aqui, o nível de requerimento das empresas para gerar bons resultados desenvolvendo recursos melhores para suas atividades fim (ou seja gerar lucro ao invés de só cuidar de economizar papel higiênico), costuma ser tão baixo quanto seu descaso em formação de equipes e estrutura adequada. Mas continuam gastando fortunas em propaganda para fingir que são modernas, mostrando até Ferraris quando só querem pagar por fusquinha para não gastar nem com água.
Não existe milagre no desenvolvimento de software profissional para gerar verdadeiros e bons resultados. E não adianta ficarem publicando aquela tantos estúpidos artigos sobre "falta de jovens talentos". Tradução: querem novatos sem experiência mas que sejam gênios de nascença (existe um a cada 10 milhões talvez) e com o poder de um deus e com salário de faxineiro. Por favor me desculpem os zeladores que cuidam de manter nossos ambientes limpos por favor.

Desenvolver com inteligência deve ser abrangente tanto em termos do que é o mínimo a fazer (nem isto vemos tantas vezes), seja otimizando a navegação entre campos, telas, etc., seja efetuando pré-processamentos, ou por outro lado, realizando uma grande quantidade de tarefas pela dedução (mecanismos de inferência) das atividades e passos complementares que o usuário vai realizar, o sistema deve fazer mais com menos.

Mas também, lembremos que fazer mais na interação com o usuário, também deve seguir um conceito de “menos é mais”. Eliminar interações desnecessárias, atuar como um expert na atividade que realiza, são atributos de um programa inteligente.

Uma interface bem feita é importantíssima. E fazer com que esta interface tenha um funcionamento de alto nível, é mais ainda.

Existe uma relação inversa entre cada recurso que o programa disponibiliza facilitando a vida do usuário e a quantidade de trabalho de programação necessária para criar seu funcionamento. Ou seja, quanto mais simples (e poderoso) para o usuário, a tendência é de que haverá muito mais trabalho para o programador.

Existe certa resistência entre trabalhar para criar soluções inteligentes de software, amigáveis ao usuário final e, desenvolver objetivando facilitar a vida do programador ou de usar aqueles recursos que este está interessado.

Devemos lembrar, nosso trabalho é para o usuário final, não para nós mesmos. Imagine um restaurante em que o cozinheiro tende a ignorar o gosto dos clientes, e impor seus gostos pessoais, mesmo que o restaurante acabe ficando quase vazio, ou que o pessoal da cozinha nem consiga limpar os pratos depois.

É importante interagir com os usuários para avaliar suas necessidades. Mas também, pela experiência, aprendemos que apenas reuniões não fornecem tudo que precisamos saber. Um certo distanciamento, como apenas estar por perto, observando o que os usuários realmente fazem quando estão por sua própria conta, fornece muitos pontos importantes.

Outra coisa importante de lembrar, é que o processamento faz parte da interface, tanto quanto quaisquer retornos fornecidos ao usuário. Uma mensagem de erro que não seja extremamente clara e precisa sobre o ponto e o que causou um problema, é inútil.
Inclusive, neste aspecto, tratamentos de erro devem ser inteligentes sim! Veja, voltando para o exemplo comparativo do restaurante, boa parte dos programas que vemos por aí, servem arroz queimado para o cliente. Se o cozinheiro viu isto, deve por sua própria conta preparar outro arroz, trocar os pratos e servir o cliente, e também avisá-lo sobre a demora se for o caso. Um programa razoavelmente bem feito tem que ter estas características.

Dá trabalho? Sim, dá muito trabalho. Mas este é o meu trabalho e a minha opinião. Eu não acredito em fazer “programinha” e tenho pavor de trabalhos sem um pingo de acabamento ou interfaces precárias. Acredito que nossa área é trabalhar na interação Homem X Máquina e que isto faz parte do processo de evolução social, econômica, científica, enfim, de tudo em que poderemos realizar e melhorar com a utilização dos computadores.

Nosso trabalho é criar boas soluções, dentro é claro, dos recursos disponíveis, mas que devem ser necessários para o que se pede. Não existe sistema de grátis, assim como nenhum restaurante distribui comida. Pode ser um sanduíche, mas pode ser bem feito e ter um guardanapo para acompanhar.
Se o cliente do restaurante deve pegar uma mesa, buscar as cadeiras, levar o pedido na cozinha, comer qualquer coisa que seja servida, ou então receber a comida numa dúzia de potinhos separados e ainda descobrir que é ele quem tem de lavar a louça porque o pessoal da cozinha não gosta, é algo de se pensar. Vemos isto acontecer em software a toda hora e é preciso melhorar. Temos excelentes exemplos no mercado internacional, e não estou falando das megacorporações de software.

E também é possível fazer tanto trabalho de forma simples. De que adianta tantos frameworks se isto não for usado justamente para otimizar a qualidade e a produtividade? A barbaridade que virou o uso da linguagem Java é um exemplo catastrófico de como conseguiram piorar toda experiência acumulada por décadas com o Cobol. Cada empresa tem uma "coisa" tipo framework de Java que não tem nada a ver com o resto. Todo mundo quer sentir-se importante inventando mais um framework apesar da solução já existir por toda parte. Mas não. O ego, a vaidade tem falado tão alto que é realmente uma temeridade olhar cada nova proposta na área. 
Não está na hora de pararem de reinventar a roda o tempo todo?

Mas mesmo assim, se usarem inteligência aquela coisa que faz parte do cérebro, (sim existe algo dentro da cabeça, acreditem), pode-se criar grandes resultados, com simplicidade. Mas é preciso pensar, estudar, aprender sobre interações humanas e empresariais, observar o mundo ao redor.

Um software simples de usar pode ser não tão trabalhoso de fazer. Mas se tiver que ser que seja, mas também, já como o alicerce para um próximo passo em que podemos utilizar aquilo que aprendemos e realizamos. Ou seja, um trabalho bem feito, mesmo que difícil, vai facilitar o que for feito depois.


.'.

terça-feira, 19 de março de 2013

Sua Empresa Tem Valor ou Não Vale Nada?

Fonte: Grupo Taller 2012

Nota: No México "Não mames" significa: "deixe de sacanear".

19/03/2013


Faz algum tempo que não coloco algo mais gerencial.

Mas se vocês que acompanham meu trabalho, já devem ter notado que muitas das "tags" de gestão, administração, dinheiro, riqueza, etc, etc. estão em artigos sobre consciência.
Se faltar consciência humana e empresarial, sua "empresa" será apenas uma "coisa" mecânica, funcionando solta aos ventos. Mas lembre que foi quando a humanidade aprendeu a usar o vento, surgiu a vela nos barcos, os moinhos, a energia eólica e outras tantas coisas.

As coisas tem preço. Lamento dizer isto para os que só pensam em "cortar custos". Se você só pensam nos custos, sua empresa é um fracasso. Não interessa quanto tempo vai demorar, vai ficar para trás na concorrência, pode quebrar escandalosamente ou quem sabe conseguir se arrastar por muito tempo, dando um retorno que pode parecer confortável mas muito aquém do que poderia render.

O mesmo acontece quando a empresa é focada demais em metodologias de administração, metodologias demais, regras para tudo. Empresa bonitinha demais para aparecer, tudo arrumadinho demais e as pessoas obviamente amarradas e trabalhando mecanicamente feito robozinhos. Esta é a maneira mais certa de afugentar para bem longe o pessoal criativo e os bons talentos.
Se você tentar controlar tudo, até se a pessoa levanta para caminhar um pouco, tenha certeza de que ali está alguém infeliz e insatisfeito com o que faz. e seu lucro, certamente lá embaixo. E a culpa é sua, você que é o dono da empresa.

Valorize as pessoas, o trabalho e principalmente, a qualidade do que você faz.

Lembre, sorrisos forçados nunca são verdadeiros. Da mesma maneira, não adianta nos contratar para ir na sua empresa fazer palestras de motivação ou mecanicamente colocar a equipe para fazer aqueles workshops sensacionais se você, a liderança da empresa, não fizer isto primeiro em você mesmo.

Agências de publicidade e marketing podem usar até Photoshop e gráficos bonitos para mascarar, disfarçar seu produto. Mas não vão melhorar a qualidade dele e seus clientes obviamente vão perceber isto.
Não adianta a empresa queimar a parte boa da marca fazendo promoção de outro produto que continua sendo ruim.

Minha sugestão: ao invés de pensar apenas em custos, em inventar mais regras de administração, pense em FAZER dinheiro, ter criatividade e produtividade, ter lucro justo. Sem investimento e trabalho sincero com a equipe não tem lucro. Sem risco (que é seu) não tem a chance do ganho maior.

Porque aquela famosa marca de eletrodomésticos que era uma referência em qualidade caiu quase ao  mesmo patamar das piores marcas? Porque deixaram de valorizar o que fazem, entraram na guerra dos custos e da administração. Esqueceram que as pessoas pagavam mais para ter um bom produto. Aquela qualidade não existe mais. Economizaram em componentes e na equipe e perderam quantos clientes?
E não, a culpa não é dos chineses nem do governo. A culpa é sua. Se você não valoriza o que faz, porque os outros vão se importar ou gastar dinheiro com algo ruim?

É muito fácil passar alguma atividade para o amigo do sobrinho do vizinho do outro cara que jura que deu certo (será?) por um preço ridículo e depois de anos jogando tempo e dinheiro no lixo, botar a culpa na equipe que teve que ficar com a "bomba"!

Se você é o "empresário", é melhor passar a ver a si próprio como o capitão do seu navio. Lembre, o navio afunda e o capitão vai junto. A menos que seja um covarde que foge e deixa os outros.

Se você coloca algo importante de sua empresa que vale milhões na mão de alguém só porque vai custar quase NADA, veja bem: é você mesmo está dizendo isto: que sua empresa não vale nada.
Mas não se preocupe, se a sua empresa é uma porcaria mesmo, sempre vai ter uma agência de publicidade ou um colunista social para inventar falsos elogios e fazer um Photoshop na sua imagem.

Mérito deve ser conquistado.
Ninguém compra o verdadeiro mérito.
Valorize seu tempo, sua equipe e quem mais for contratado.

Empresa é um organismo social, um ser vivo. Então autoestima e boa relação com os demais faz parte disto.

É muito fácil ser uma empresa grande. Difícil é ser uma Grande Empresa. (Precisa pensar nas pessoas).



.'.





segunda-feira, 18 de março de 2013

Abelhas entrando na sua casa - Bees entering at your home

In A Bee's World


Fotografia: Nadav Dov Boretzki  (Israel)


Dica do dia:

Abelhas são sinais de prosperidade e luz, são guiadas pelo Sol.
Se uma abelha entrar na sua casa ou local de trabalho, agradeça a benção.
Muito provavelmente ela foi atraída pela luz ou flores que tenha no local ou porque a energia é boa.
Quando elas entram na sua casa sem motivo aparente, costuma ser uma indicação ou aviso de algo bom. Receba bem estes visitantes.
Se necessário, ajude-a a sair em liberdade, toda colméia irá agradecer com suas bençãos de prosperidade.
Se a janela ou porta não estiver evidente para ela, tenha calma e use um pote de plástico e uma folha de papel como tampa. Aguarde com calma ela pousar, coloque o pote sobre ela e deslize a folha de papel gentilmente por baixo, fazendo ela subir no pote sem se machucar.
Não as machuque, mesmo sem querer elas vão tentar se defender.
Depois leve para fora, aproveite para conversar com ela e agradecer pela visita, desejando-lhe que siga em paz. E liberte-a. 

É claro que se um enxame entrou na sua casa, é um pouco diferente. É uma invasão!!! Rsss... Mas mesmo assim, procure chamar alguém que lide com abelhas para que as recolha, assim serão levadas para um apiário. E agradeça a visita!

Trate bem toda natureza e ela saberá retribuir.


English version

Tip of the day:

Bees are signs of prosperity and light, they are guided by the Sun.
If a bee comes into your home or workplace, thanks for the blessing.
Most likely she was attracted by the light or flowers she has on the spot or because the energy is good.
When they enter your home for no apparent reason, it is often an indication or warning of something good. Get these visitors well.
If necessary, help her out in freedom, every beehive will thank you with their blessings of prosperity.
If the window or door is not obvious to them, take it gentle and use a plastic pot and a sheet of paper as a cover. Wait quietly for her to land, put the pot over her and slide the sheet of paper gently underneath, making it rise inside the pot without getting hurt.
Do not hurt them, even if they inadvertently try to defend themselves.
Then take it outside, take the opportunity to talk to her and give thanks her for the visit, wishing her to continue in peace. And free her.
Of course, if a swarm came into your house, it's a little different. It's an invasion!!! LOL... But even so, call someone who deals with bees to collect them, so they will be taken to an apiary. And thank the visit!
Treat nature well and nature will know how to reciprocate.



.'.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Água e Negócios Melhores, Vida Melhor

Font de l'Ermita de Santa Justa (Cantabria)
Foto: Pere Ramon

Água e Negócios Melhores, Vida Melhor

Indo um pouco mais além da ciência, temos aspectos importantes sobre a água e que as vezes são apresentados de forma separada e as pessoas não percebem quantas outras coisas nos são benéficos.
Então, a partir da matéria na Revista Amanhã, da nutricionista Thaís Eliana Carvalho de Lima: Seu corpo pede água, acrescento algumas coisas simples que levam a uma melhoria real de qualidade de vida e na sua capacidade de trabalho, físico e mental.
Se você é um executivo sabe a importância de estar com a mente clara.


Meu comentário

"Não há como negar que a água é uma substância de extrema importância para a manutenção da vida."


E o que isto tem a ver com negócios? Hahahah, estou brincando!
Água tem tudo a ver com negócios, com toda vida.

Sempre estou falando em consciência e meditação empresarial, gestão e coisas assim nos artigos do blog.
De que adianta faturar milhões e não poder desfrutar? Issto é falta de fluidez! De que adianta um trabalho estressante que custa mais caro para sua vida e sua família do que qualquer dinheiro que pague?
Qualidade de vida, produtividade, criatividade, é disto que falo.
Água é excelente veículo de energia.

Observar a água em movimento, é calmante e ajuda a LUBRIFICAR O CÉREBRO.

Encontros com a natureza  bruta são ótimas oportunidades para trabalhar questões pessoais e profissionais.

Não é coisa de "hotel fazenda", tudo bonitinho. Claro que um pouco de conforto é legal, mas a natureza bruta é onde está a fonte.
Você pode tranquilamente ir para algum lugar propício, com boas acomodações e passar muito tempo em excursões por áreas mais selvagens. Volte para sua confortável cama mais tarde caso não goste de acampar. Lembre-se, não é preciso ser extremista nem fanático para desfrutar da natureza. E claro que é muito melhor sair do restrito espaço do conforto para lugares onde seu corpo, mente e espírito vão poder se expandir.
E se você é um executivo, deve entender bem o que estou dizendo a respeito de expansão, pensar melhor, ter idéias melhores. E também se tornar uma pessoa melhor para você mesmo, sua família, a sociedade e o mundo.

Se quiser, faça uma experiência simples por algumas semanas: todos os dias, quanto tiver reuniões  ou nos momentos de trabalho, principalmente aqueles que são "chave" e que precisem de decisões criativas e claras, beba ANTES um ou dois copos grandes de água. Apenas água pura. Isto vai começar a dar resultados positivos. Com o tempo você vai beber mais água e perceber uma melhorar na sua qualidade e produtividade nos negócios, e na sua vida como um todo.

Isto é um pequeno passo para crescimento de você na sua empresa e de você mesmo.

E mais importante de tudo: isto não é uma regra que você possa impor sobre seus funcionários! Qualquer tentativa de obrigar as pessoas a fazerem coisas relacionadas a consciência é garantia de maus resultados. Não tente obrigar as pessoas a beber água achando que vai lucrar. Intimamente elas vão pensar que você quer afogá-las e o resultado será perda em todas áreas.

As pessoas só vão fazer bem fazer as coisas sabendo o porque. E o que isto tem a ver primeiro de tudo com a vida delas.

Motivação não é uma frase bonita e completamente idiota colocada num lindo painel da sua recepção para os clientes ver. Não tem nada mais estúpido do que aquelas placas de "missão da empresa" espalhadas por aí quando todo mundo vê que o pessoal está insatisfeito e os produtos da empresas e seus negócios não andam bem.

Mesmo palestras e atividades de motivação devem ser voluntárias e primeiro de tudo, devem dar a chance das pessoas aprenderem e com isto se interessarem em ir mais além.
Eu não vou ir na sua empresa para oferecer pílulas milagrosas de aumento do lucro. É um processo que envolve evolução da consciência.
Se você quiser uma empresa bonita e com metodologias regradas e estatísticas bonitas, então chame uma agência de propaganda.

Claro que o que citei acima é um exercício básico, uma melhoria pessoal e que dá resultados interessantes. Mas precisa ser praticado com verdadeiro desejo de tornar primeiro de tudo, você mesmo, uma pessoa melhor. 

Ok?

P+
23/12/2012

.'.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Negócios São Entre Pessoas.

 Business Meeting
Foto: Clumsy Juggler


Referente meu comentário no forum da Linkedin da IBM São Paulo:

"Pessoas não fazem negócios com empresas. Pessoas fazem negócios com pessoas

Pessoas não fazem negócios com empresas.Pessoas fazem negócios com pessoas. Por que e como tornar-se um Negócio Social ..."


Meu Comentário:

Muitas empresas ainda questionam redes sociais nos mais básicos de seus aspectos: a interação entre pessoas humanas. A tecnologia ajuda muito quando bem usada.
Citando um artigo em que comento sobre a preferência de lidar com pessoas, "Empresas com Dono":

"É comum a preferência pelo "Armazém do Seu Zé". As pessoas sabem quem é o Seu Zé.
Em grandes empresas, existe um distanciamento, mas as pessoas sabem quem é o dono.
Já nas corporações impessoais a expressão negativa"coisa de empresa que não tem dono" é comum."
 
 


É óbvio que certos negócios são com grandes empresas. Mas existem muitas e muitas companhias de tamanho grande com as quais simplesmente não se sabe com quem está falando*.
Claro que prefiro um computador Dell** do aquelas "coisas" que alguns montam com componentes vindos sabe-se lá donde.

Quem for como eu, mais um insatisfeito cliente de operadora de telefonia (o que inclui uns 98% dos meus colegas e conhecidos) sabe o que é empresa sem dono.
Existe uma barreira formada pelos atendentes e ninguém sabe quem são certos Zé-Ruela em cargos de gerente/diretor que tomam algumas das decisões mais absurdas e que são amplamente criticadas e de longe o maior motivo das milhares de queixas na justiça e Procon.

O termo que usei é pejorativo para alguém? Zé-Ruela é feio? E o que fazem com as pessoas e empresas o que é então? Lamento, mas um anônimo que se esconde atrás do cargo dificilmente vai aparecer e dar as caras (ter caráter) para assumir publicamente o que fez. E não vale citar pesquisa comprada em agência de propaganda.

Em tantas outras companhias, eu sei com quem estou falando. Não é um funcionário usado como escudo para filtrar só o que convém para os que estão por traz.
A empresa pode ter 50.000 funcionários e mesmo assim ser acessível para os clientes ter acesso aos seus vários escalões e saber QUEM faz o quê e quem realmente bota o nome no que faz. Anônimo não é ninguém. 

Pode ser o armazém do Zé, pode ser a Mega-Corp. É tudo uma questão de abordagem e de como as pessoas trabalham e são tratadas lá dentro.

Pessoalmente odeio empresas que arrancam o couro dos funcionários e depois pagam propaganda bonitinha. Olhem a idade média da equipe e o tempo de casa. Aguentam uns poucos anos, fogem ou são chutados fora, ou enfartam prematuramente e são descartados.

Conheço gente que trabalha/ou na Dell. E também apenas "sei" de pessoas que estão nas telefônicas, mas geralmente não falam onde trabalham porque o festival de reclamações imediato é certo. Olha, quando as pessoas tem vergonha de dizer onde trabalham é porque o problema é muito maior. Citando o caso dos gerentes/diretores anônimos, quando estes escondem onde trabalham é pior. Não vale citar evento VIP fechado (local seguro) para distribuir supostas premiações compradas em agências de marketing.

Lidar com pessoas não é CRM, não é metodologia, não é método, não é sistema. É lidar com GENTE.  Se não houver compreensão e consciência de nada adianta ler todos tipos de livros de autoajuda e adotar as técnicas de gerenciamento da moda que trocam todo ano.

Quantas destas empresas com ISO são realmente boas de trabalhar ou tem bons produtos? Falando sinceramente, quantas? De novo, não vale pesquisa feita por agência de marketing.

Se você quiser ser bom no seu ofício, aprenda todas as técnicas da profissão. Mas se quiser um dia ser um Mestre no que faz, aprenda sobre as pessoas, começando por você mesmo.

A grande corporação que se torna apenas máquina, pode até fazer bons produtos mecanicamente repetidos. Padronizam até os funcionários, determinam como vestir, o que fazer, falar, pensar. Em nome do falso politicamente correto podam, cortam fora a naturalidade das imperfeições humanas impondo um padrão de restrições e censuras. Mas esquecem de que em princípio as pessoas que são criativas e tem iniciativa não querem ficar amarradas, muito menos por um monte de bobagens ou de coisas que parecem as regras do algum convento. E que pessoa seria o padrão de pureza tão elevado assim para criticar tanto? Você? Ou quem sabe algum deus ou será alguém que nunca precisou lavar a louça e acha horrível que alguém ajude em casa? Vejam o exemplo de grandes corporações literalmente perdendo mercado pela falta de criatividade e até assumindo isto publicamente, como foi o caso da Nokia.


Notas:
*Não tenho qualquer relação com nenhuma das empresas citadas exceto como cliente ou consumidor. **Eu não tenho computador da Dell.A citação é ilustrativa.


.'.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...