English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta Mulheres. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Mulheres. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Novo Livro: Chegando no Amor





Pessoal, este é meu meu novo livro pela Amazon:

"Chegando no Amor".

Este não é um manual de regras, dicas ou técnicas. É para falar sobre Amor.


"...Algumas pessoas pensam que amor é um jardim, florido, gramado, quem sabe umas árvores bonitas e bem podadas, passarinhos bebendo água numa fonte bem colocada, quem sabe alguns enfeites, uma Branca de Neve e os Anõezinhos sacanas lembrando que este jardim é lugar das fantasias e o ponto de mirada de quem passa curioso.



Pelo contrário, acho que Amor, a relação amorosa, é o quintal.



O quintal é íntimo, pode-se até ver de fora, mas só quem é de casa entra neste espaço..."



Amor é um dos temas que abordo com frequência em todos estes anos. Este livro, foi baseado nos vários artigos e respostas que tenho postado em foruns, revistas e palestras os anos 90. Vários pontos foram reescritos para que o assunto seja apresentado numa sequência, mas deixando para cada um, a intenção de que possam perceber o Amor como a grande energia do universo.
E quem sabe, amar mais, sentir mais, se apaixonar.

Espero que gostem!

Compre diretamente no site da Amazon pelo link: Chegando no Amor (Portuguese Edition)




O livro é em formato Kindle, também disponível para PCs, smartphones, tablets, etc.
Baixar o Aplicativo de Leitura Kindle Gratuito.




.'.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O Mito da TPM e a consciência

It´s cool, I´m cool. (Arte em Papel)
Artista: Sarah (PlaidCushion) - Christchurch, New Zealand


Tanta gente já sofreu por causa de TPM. E tantos sofrem os efeitos da TPM de alguém nos seus ouvidos (no mínimo).... risos....

A respeito da matéria da Carol Casto na revista SuperInteressante: TPM pode ser só um mito, diz pesquisa


Meu comentário:


A evolução de consciência é algo em que tanto homens quanto mulheres estão engajados. Ao final deixo um link a respeito disto, e convido a leitura pois o que vemos aqui ainda faz parte de certos estereótipos, reinventados e manipulados. Precisamos continuar a evoluir e a energia feminina está em reequilíbrio em todo planeta.

Sobre a TPM ser mito, EU CONCORDO!!!

Existe é claro desconfortos físicos por causa da menstruação para algumas.
Mas temos visto tantos abusos de comportamento chegando até pontos extremos e sua “aceitação forçada” é uma imposição recente. (Vide feminismo-anti-homem mau intencionado).

Mulheres: pensem um pouco. Cada vez que falam dos tantos aspectos negativos da TPM como sendo um período em que vão até agredir as pessoas por qualquer coisa, isto é uma propaganda totalmente negativa para vocês. Vou repetir com outras palavras: isto desqualifica as mulheres. Vou usar outras palavras mais diretas: estão dizendo que não podem conviver em sociedade, que não podem trabalhar, que não podem assumir as responsabilidades que ter direitos iguais (obviamente merecidos).

TPM virou uma piada de mau gosto. Expressar a sua condição de mulher não significa impor uma situação de agressividade gratuita, ou de que num período de 3 a 5 dias em média, vocês se tornam menos racionais que um marimbondo gigante atacado por raiva canina e armada com armas de destruição em massa.

Vide também a falta de direitos iguais para os homens e o excesso de "politicamente correto" e também, a manutenção (perpetuação) da obrigatoriedade, exigência quase geral de que o homem se vire sózinho, faça de tudo e o que a mulher faz é só dela boa parte das vezes sob muita cobrança (mulher é vítima, homem é gigolô se se tem renda menor). A procura do macho-alfa e provedor continua.


Infelizmente a TPM se popularizou como desculpa para se fazer qualquer coisa, dizer qualquer coisa. Literalmente qualquer coisa sem que os demais possam reclamar. PENSEM bem: quem é que está plantando isto por toda parte?

Quem está incentivando isto? Será que são mulheres ou quem sabe, algum poder oculto (vide teorias da conspiração), que fazem com que as pessoas cada vez mais vejam as mulheres como seres bonitos por algum tempo, mas que não merecem sequer um mês inteiro de confiança? Estão manipulando vocês!

Como é que as mulheres, que tem muito mais resistência a dor que qualquer homem, estão cada vez mais entrando num papel assim?

Homens durante uma briga, ou quando precisam de força extrema, são movidos por hormônios que anestesiam tudo. Mas é só passar aquilo, e vem a mocinha passar um algodãozinho com remédio e o cara se desmancha todo. O homem pode ser o cara mais forte, mas a mulher faz um carinho no queixo dele e o cara se desmancha todo. Não é assim? Mas quem é que fica fazendo de tudo para não ir no médico? O homem! Dá para entender?

Dá sim. É só parar e pensar um pouco.

Direitos iguais e deveres também iguais não significa que vamos deixar de ser homens e mulheres.

"Um complementa o outro. E um é diferente do outro."

Sugiro a leitura deste outro artigo, escrito na virada do milênio: Nova Era, Convite as Mulheres:

"Os modelos de boneca, princesinha indefesa e Cinderela, já não servem mais. Temos a doçura e a beleza, mas que surgem de forma integrada e num nível maior de evolução.

Então, o convite que faço a todas mulheres, é que usem a intuição, para lembrar que os homens estão renascendo, que algo muito grande está surgindo."

Não precisa uma guerra entre homens e mulheres. Já tivemos uma eternidade delas e não resolveram nada. Então, Ame a si própria e amará os demais, sua família, filhos, amigos, colegas. E isto também mudará para melhor suas relações afetivas de forma permanente, com evolução.


.'.

domingo, 3 de junho de 2012

Sexo e Música – Parte Um de Muitas...

Master Rick Wakeman is an English keyboard player, composer, and songwriter
best known as the keyboardist for progressive rock group Yes.
Foto: StarCards


Pois é, tem um cara aí que aparece com um diploma de algum lugar pra lá da Transilvânia, e sai metendo o pau logo em quem? Rick Wakeman
Quanta coisa deve ter passado pela mente desta pessoa. Eu mesmo fico embasbacado, pois sou incapaz de falar mal de Leandro e Leonardo, menos ainda do Rei Roberto Carlos, ou do “Caê”... Gostos pessoais são uma coisa, mas quando descamba para a intolerância religiosa, aí surgem os terroristas, agitadores, os inconformados extremistas, a turma do contra sempre, e claro, os argentinos (risos). Lamento a comparação, mas nosso querido Pelé só usou uma droga, todo mundo sabe o nome e boa parte dos marmanjos e gostariam de uma provinha. E as marmanjas também, já que parece ser o prato preferido da rainha... ôps... estou saindo do assunto.
Mestre é mestre. Não precisa ser unânime, mas respeito é sempre necessário. As pessoas não conseguem altos degraus de realização técnica sem ter passado por muito esforço, muito estudo, muito treinamento. É diferente ser filho do dono da empresa e aos 18-20 anos já estar posando de “Diretor Assistente do Pápi”, ao invés de ter nascido com um baita dom de nascença e ter a obsessão de estudar doze horas por dia até ser uma astro de qualidade técnicas altamente elevadas. 
Mas voltando ao artigo deste Sr. que fez um desdém que talvez tenha feito nosso amado Mestre das teclas, Rick Wakeman, perder noites intermináveis de sono, enquanto tenta descobrir qual foi a piada que outro contou para poder repassá-la. Para quem não sabe, o Mestre Rick é um notório piadista, faz gozação com tudo e todos, é um prazer ouvi-lo brincando. No recentíssimo DVD Yes Acústico a parte do making-off é narrada por ele e dá uma idéia das suas outras habilidades. 
Então, como alguém fala mal do Mestre Rick? Será ele ultrapassado? Será que ele não usa uma determinada marca da roupa? Quem sabe a bebida da moda não está no seu cardápio? Ou é algum tipo de racismo contra branquelos altos?
Muitos questionaram o autor daquele artigo, e nas listas de discussão pela internet que participo, foi uma coisa! E como inspirador e agitador mór, o Alex Saba comentou o seguinte: “..não houve quem concordasse com o autor. Por quê será? (isso não é uma pergunta, ok?) 
Partindo disto, ocorreu-me um interessante comparativo, o qual gerou esta breve digressão que segue:.

Então vamos lá, pegue sua bebida favorita, abrace quem você ama, ou venha para pertinho de mim (se for mulher viu!) 
De um lado, alguém que prefere Stravinsky e deixa resvalar que o que gosta mesmo é de jazz.
De outro lado, os amantes do rock progressivo, e neste caso, os que apreciam o estilo teatral, pouco criativo, exagerado, etc, etc do Mestre Rick Wakeman.
De um lado, o método, a técnica mental. Rigidez de formas. Busca de beleza pela apreciação da complexidade.
De outro, a fragilidade da mutante e diversificada beleza desenfreada como são as gotas que se projetam numa cascata.
De um lado, a técnica, a forma, como grande meta.
De outro lado, o resultado como meta.
Bem, a que chego então: como tudo o mais neste nosso mundo, como poderia deixar de perceber que se trata de SEXO!
Sim, basta observar os trabalhos divulgados publicamente, e que são criteriosamente qualificados como "pornografia" por uns, e como "arte erótica" por outros.
Então vejamos. O crítico em questão revelou-se apreciador do clássico formal. E de Jazz. E ainda afirma categoricamente do alto da sua inteligência que Rick Wakeman deveria ter se aposentado antes mesmo de dar a luz suas obras...
A que isto remete? Ao cinema pornô americano!!! Aquelas mulheres horrorosas, todas iguais, cheias de silicone, em poses totalmente artificiais, sempre olhando para a câmera em poses típicas da revista Playboy e Penthouse... Mas esquecendo que estão num filme!!! Gemidos e gritos estilizados (e dublados, muito mal dublados), em quantidade e diversidade... Cenas de um falso gozo em que os olhos da "suposta atriz" não desviam um instante dos flashes...
Por acaso alguém aí reconhece a semelhança naqueles milhares de shows de Jazz iguais a milhares de outros? Chatos e sem graça... Parecendo serem apenas bonecos em sofisticadas dublagens?
E quando a coisa vai para o sofisticado "soft porno", começando pelos cineastas franceses... Eruditos... E que fazem grandes obras tal como a música clássica daquele cronista? Alguém notou que a música clássica, devido a certas mãos (e mentes) vai tantas vezes na direção de parecer apenas sexo com fins procriativos?
Qualquer semelhança com algumas religiões que só permitem sexo para procriação (enfase na disciplina formal) não é mera coincidência...
Bem, Rick Wakeman é inglês, portanto tem que ter alguma coisa de punk na veia. Além de beber cerveja, e ficar de porre, o que deve ser um completo horror para os puritanos, acaba deslizando totalmente das boas maneiras e da estética de fotógrafos enrustidos, para criar então, com muitas encenações e brilho, o que seria o equivalente musical de um bom filme pornô italiano ou holandês, com enormes cenas de gozo como nos filmes alemães (GGG)... Uma autêntica putaria musical, divertida, sem muito método, sem muito cuidado com a forma, mas cheio de nuances e intensamente preocupada com o resultado, a satisfação dos clientes que somos nós, os ouvintes...
Musicalmente, e também sexualmente, eu não tenho o menor interesse em mocinhas de família (e música) do tipo que acham que sexo é só para procriar, e que deve ser feito de luz apagada, e que só pode ser politicamente-correto, sem cheiros, gostos, dedos, mãos, cremes, doces e salgados, gritos, festas, cordas, corridas... esta turma só de escutar a palavra máquina fotográfica digital tem um ataque de histerismo puritanista vitoriano crônico!
E um tipo de música que eu tenho de estudar anos a fio, para pensar se gostei ou não, é algo tão absolutamente broxante, que eu consigo entender porque alguém escuta "The Journey" e não entende porque alguém sentiria alguma alegria em correr nu pela praia cantarolando uma melodia, ou então escutar "Awaken" sem perceber o quanto da essência divina está contida entre cada uma das milhares de dobras dos lençóis suados que nos envolveram naqueles momentos tão inesquecíveis... 
Então, só para completar, posso dizer que "concordo que o autor" tenha uma percepção diferente. Talvez nunca tenha trepado de luz acesa, ou talvez seja fã daqueles filmes pornôs americanos.
Mas se concordasse com ele, eu gostaria até de jazz mal feito e música erudita ruim! 


Publicado na Revista Comentando 02/outubro/2004

Nota: Parte do comentário sobre filmes foi também incluído no artigo: EU ODEIO JAZZ!!!!

Nota do autor: Aproveito para solicitar as nossas queridas leitoras que colaborem com a extensão deste importante trabalho de pesquisa psíco-mediunico-sensorial, enviando suas fotos pessoais, de preferência reveladoras, com pouca ou nenhuma roupa, ou em poses e atos íntimos explícitos relacionados ao tema. Este é um trabalho científico e que conta com a interação humana-social-hormonal e fluídica para sua consumação. Mulheres que gostam de Rick Wakeman, rock progressivo, são carinhosas e engolem terão preferência.

.'.

A influência do Rock no Sexo (ou vice versa)

Female Rock Singers, Hand-Made Typography
Imagem: Stana Tomsej


Nem tudo tem sexo no meio, pode ser nas pontas, e noutras partes também.

Os tecladistas sabem que um aftertouch bem aplicado pode resultados interessantíssimos na modulação de freqüência e com isto o sweeper é sensacional!

Sexo é uma das muitas manifestações da música, pois é baseado em ritmo, pulsação, timbres, freqüências, etc.
E também é uma das maiores fontes de inspiração da humanidade, logo, parece natural que os seres humanos tenham algum tipo de influência musical baseadas na sua sexualidade.
Aliás, qual é o problema de um pouquinho de sexo para quem gosta de usar o órgão? Conheci uma mulher que fazia uma leslie sensacional!

Mas falar de rock e sexo?

Pra alguns é pecado, coisa do demônio, heresia das brabas, a perdição suprema, inaceitável em qualquer forma, mesmo sendo criado por Deus desde o princípio dos tempos é negado e execrado por todo tipo de castradores, repressores, censores, alucinados e fanáticos religiosos em geral. E isto acontece também com sexo! Então claramente percebemos que o sexo compartilha esta aversão que muitas pessoas sentem pelo mais sagrado, belo e agradável ato criado por Deus, que é o prazer de um bom e saudável rock na veia. Eu disse na veia e não na velha seu tarado!

Falar de rock é falar de sexo, afinal, quem nasceu primeiro, o rock ou o sexo? Como falar de rock sem sexo e vice-versa?

Claro que sexo é algo de interesse de TODOS!!! Ôps, perdão, pois esqueci que temos leitores religiosos que acham que sexo é pecado e... (risos). Bem, Interessa a quase todo mundo então.

O quê? Ah sim... Tem os místicos que acham que sexo é divino e só deve servir numa conjunção cósmica de realização espiritual entre duas pessoas preparadas e purificadas pelo caminho sagrado na iniciação espiritual...

Ok, bem, então sexo interessa a uma boa parte da comunidade, ainda.

Hein, ah sim, desculpem. O pessoal da linha cartesiana discorda da abordagem religiosa espiritualista, pois sexo é natural como parte do matrimônio e deve ser praticado de forma correta e científica... ok, ok, então ainda temos alguns que se interessam, por sexo lendo este tratado de revelação ocultista.

Mas então o que acontece é que... Hein? O quê? Fala mais alto, por favor... Hããnn... Ah sim, sim, eu sei que tem vários solteiros encalhados e adolescentes lendo e onanismo não é considerado sexo... ok, ok, sem problemas.
Bem com certeza este é um assunto de interesse popular, afinal, todo mundo algum dia vai ter alguma atividade sexual e...

O quê? Sua santa mãezinha é uma senhora direita, sim, sim, não foi isto que eu quis dizer, claro, todos somos filhos de Deus, sim, sim, sim meu senhor, pois, entendi, ah... Sim, ok, está bem... Ufa...

Bem, sabemos que os seres vivos se multiplicam por graça das forças naturais e então uma sementinha encontra a outra sementinha e... O quê? Não minha senhora, aqui ninguém falou de cinta-liga... Hein... Como? Ah sim, desculpe, entendi mal...
Pessoal, por favor, quem foi que pegou o chicote com cabo vibratório da senhora ali da segunda fila faça o favor de lavar e devolver...
Ai... ai... ufa...

O rock é uma música de independência e liberdade. E o sexo é um ato em que duas pessoas, ou várias, relaxam juntas para compartilhar um momento de êxtase e união com o divino, e de outras partes também.

E liberdade é algo difícil para o ser humano. Nem terminou uma guerra, com bomba nuclear na cabeça de milhares de japonesinhas gostosas, o que foi um imenso desperdício de japonesinhas fofinhas e sensuais, e logo em seguida já estava colocando mais censura e repressão em todos.

Mas a guerra não foi para libertar? Bem, as coisas são meio avessas. E o rock neste processo de liberação, ou de estar presente na liberação sexual é trilha de fundo para todo tipo de coisa. Imaginem que a grande ascensão dos movimentos de libertação feminina, nos levou ao ponto de debater até a participação feminina na hora de pagar a conta, em atividades que antes eram tipicamente masculinas, como por exemplo, pagar a conta do motel.



Publicado na Revista Comentando, 2004

.'.

Leia também:
.'.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Fotos Roubadas: Apedrejem as Vítimas

Interessante como a questão do roubo e divulgação das fotos íntimas de uma atriz gerou uma onda de manifestações condenatórias.

Um verdadeiro festival de moralismos em que aparentemente, ignoram que ela foi roubada. Teve sua vida invadida e algo que é de caráter pessoal foi exposto em público.

Conentei a pouco no artigo da Conjur: As fotos da atriz e o elogio do decoro escrito pelo Carlos Costa

"No início dos anos 1960, fui estudar em um seminário. E os padres e professores insistiam no que se chamava de “decoro”, com recomendações de não se expor em público (ou seja, não se pentear ou cortar as unhas na frente dos colegas), a subir escadas sem saltar degraus de três em três, a cultivar o que se chamava de bons modos. E uma nota era lançada no boletim quinzenal sob o título de “urbanidade”.
...
...
No entanto, hoje, constrangidos, subimos no elevador em companhia de jovens casais que se agarram em beijos derramados, sôfregos, lúbricos — algo que em outros tempos se fazia, quando se fazia, a portas fechadas. Alguém poderá dizer que são coisas da modernidade, mas volto a pensar nessa falta de decoro que se tornou uma das marcas dos dias atuais.
... ...

O recente episódio das fotos da atriz Carolina Dieckmann faz parte desse cenário."

Meu comentário:


Alguns aproveitam para inverter a situação  e despejar uma torrente reprimida de moralismos condenatórios.

Aliás, quantos destes fazem parte da famosa escola "moralismo de cuecas"?

Será que são "santinhos assim"?

Quantos vi nestes dias, babando na frente do computador, procurando fotos e ao mesmo tempo criticando e acusando? Se não gosta por que querem tanto ver?

Isto é perversão de quem critica mas demonstra desejo pela vítima.


Quem muito grita geralmente tem algo a esconder. E neste caso grito é prova de falta de argumentos.

Quem muito critica os demais, costuma estar mostrando suas próprias fraquezas.

Em certos países ainda hoje, em pleno Século XXI, se uma mulher for estuprada ela é acusada e punida, geralmente de forma terrível, chicoteamento e até com a morte por apedrejamento.


Leia também: Apedrejamento: Manifesto


A vítima é punida, acusada. Pedras virtuais machucam também.

Abençoam e elogiam a fofoqueira do bairro que vai na missa todo domingo, mas passa todo tempo despejando veneno! E pior agora está ganhando terreno pois agora usa a internet para se intrometer na vida dos outros?

Estão construíndo templos ao vício da inveja, da fofoca e da repressão!

Condenem Romeu e Julieta!

Cadê o senso de humanidade? Cadê o senso de Justiça quando um profissional desta área mistura totalmente a agressão com crítica moralista sobre questões de fôro íntimo?

Antes de usarem os argumentos da religião que praticam, lembrem que muitas religiões consideram sexo pecado, algo horrível e que a mulher é considerada como coisa do diabo e que tudo é culpa dela.

Critiquem.
Mulher estuprada por polícial no oriente.
Algum pervertido quer reclamar
porque ela aparece em trajes menores?
Foto: Keen Observer9
Quantas mulheres violentadas deixam de ir a policia por medo  de sofrer nova violência por parte das "autoridades"?

Existe uma clara distinção de assuntos aqui e que precisa ser observada.

As pessoas tem vida íntima e o que um casal faz na sua intimidade é de caráter pessoal.

Existem os que usam da internet e participam em sites de exibicionismo. Mas só entra lá quem QUER. De maneira ampla e geral, ninguém está se colocando no meio da rua para afrontar. São locais reservados. 

Mas historicamente, as fofoqueiras do bairro, os mexeriquentos, os que anseiam por dominar até o mais íntimo pensamento das pessoas, insiste em se pendurar na janela e apregoar regras e falar mal dos outros.

Hoje as carolas e fofoqueiras usam a janela da internet para invadir a vida dos demais.

O artigo em princípio, fala muito bem sobre uma coisa importante, a urbanidade, o convívio em sociedade. Isto vem da família e de cultivarmos bons valores.

Conviver com as demais pessoas tem a ver com respeito mútuo e consideração. Caráter, bons costumes. Higiene, respeitar o espaço dos outros.

Mas é muito diferente uma pessoa ser roubada! Alguns aproveitaram para criticar a intimidade desta pessoa. Essa pessoa e outras, não estão colocando suas coisas num objeto pessoal, o computador, e com isto se oferecendo para o mundo. Ela foi roubada. Seria o mesmo que dizer que não posso colocar minhas cartas no cofre forte do banco porque estou me oferecendo a exposição pública caso o cofre seja arrombado e os ladrões publicarem minhas cartas.

Então cadê o direito de intimidade, de preservar o que é seu?

Vamos adotar a tirania e invasão da intimidade das negras eras feudais ou dos regimes totalitários que punem até com mortes cruéis e verdadeiros atos animalescos, qualquer pessoa que esteja fora de um suposto ideal de perfeição?

E quem são estes seres "perfeitos" que condenam os demais? 

Nada a ver com o comportamento de alguns que acham normal fazer qualquer coisa em público. Se um estuprador fotografar e divulgar fotos da vitima então condenam esta? Voltará a prática ainda existente nalguns locais em que a vítima de estupro é punida também? Credo!

Então qualquer um teria o absurdo direito de invadir uma residência e ainda por cima dizer que seu morador está errado em ter uma vida privada? Os tiranos adorariam colocar câmeras dentro das suas casas e controlar tudo, o que fazem, o que pensam.

Noutro artigo recente (link abaixo) comentei a respeito. É algo normal e bastante comum entre casais.

Infelizmente, os moralistas (será?) adoram se meter na vida dos outros e parecem sempre prontos a criticar. Que moral é esta que semeia a tirania e condena tanto?

Confundem roubo (crime) com ato de livre vontade.



Se eu concordar alguma colocação em que expõe que a invasão total da vida privada como sendo natural e algo que deveria ser aceito, eu estaria aceitando a tirania, a opressão.
Temos a histórica luta dos que se recusam a serem meros objetos, joguetes nas mãos de alguns que buscam impor seus valores pela força.

A repressão das mais básicas liberdades humanas é o mecanismo mais usado pelos tiranos, sejam políticos ou religiosos.

Se eu temer pela minha integridade pessoal pela possibilidade de algum pervertido sem escrúpulos me assaltar, e ser elogiado pelo seu ato criminoso, também temerei por tudo o que faço e deixarei de acreditar na justiça e na possibilidade de uma real evolução da espécie humana.

Eu estaria aceitando a volta da barbárie da era das trevas, das câmaras de tortura de tantos séculos que serviram basicamente para impor na marra, desejos egoístas e mesquinhos de dominação, de satisfação unicamente pelo jugo através da violência e incapacidade de aceitar divergências e por um imenso medo de que alguém nalgum lugar possa estar sendo feliz.

Se alguém acha que um cidadão que não faz nada fora da lei, não tem o direito de privacidade dentro de sua moradia, então me desculpem, mas é difícil imaginar em que tipo de valores ou caráter possa estar falando. Isto não é urbanidade, muito menos civilidade. São escravidão e tirania pura e simples.


Existem riscos e são verdadeiros. Não os ignoro em absoluto.

Veja, vamos para outro exemplo: Quem escala uma montanha está sujeito a diversos fatores de risco. Pedras soltas, falta de ar, avalanches, torcer um pé.

Nas minhas incursões vi pessoas se lesionando simplesmente porque não cuidaram de usar uma meia correta e amarrar direito o cadarço do calçado.

Mas ao invés de deixar de escalar ou fazer trilhas, aprende-se a dominar as técnicas para interagir neste ambiente hostil e ter o máximo possível de recursos disponíveis no caso de alguma adversidade.

É um risco real, e muitos consideram este esporte, uma tentativa de suicídio.

Mas ficar jogando dominó na praça também pode ser arriscado. Têm locais em que alguns se aproveitam da distração dos jogadores, ou simplesmente pode cair um galho de uma árvore.

Não é muito diferente da questão "urbanidade", assunto que dá a entrada no artigo.

Conviver em sociedade não difere muito com os cuidados necessários para andar pela natureza.

Simplesmente caminhar pela mata ou numa área montanhosa, sem cuidar do que se faz é um risco enorme.

Visite uma caverna e rapidamente vai ser lembrado de que o teto pode estar muito baixo, é preciso olhar para todos os lados. Cuidar muito onde pisa, pois as pedras soltas no chão não tem o assentamento causado pela chuva e vento. Podem estar equilibradas de forma precária. Ou estarem escondendo, da mesma maneira, um buraco profundo.

Temos paralelos com as tecnologias. Elas trazem conforto e muitas novas oportunidades.
Mas pode ser como deixar de andar pela mesma trilha e adentrar-se por labirintos desconhecidos.

Quem coloca música alto dentro do ônibus, perturba os demais. Mas também pode ser vítima dele próprio, ao deixar de ouvir um grito de alerta.


.'.

Leia também:

.'.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Direitos das Santas. E se fosse um Homem?

Foto: American Photo

Editado: Só para acrescentar este comentário. Tenho gostado das diversas manifestações. Todas elas, mesmo as mal humoradas e a mais machista de todas respostas que vi até hoje me chamando de machista.. Todas publicadas com certeza. Hey, repito o tempo todo que uso de humor nos meus textos esqueceram? (que Deus mal humorado é o seu?). E não coloquei Tag de humor aqui porque isto não é. Por favor relax, o assunto é sério, mas acredito que devemos encarar as coisas com Luz e não com ódio pré-julgado. E para quem perguntou se tenho "balls" (bolas) para aceitar o comentário, lamento, foi a coisa mais machista e preconceituosa que li nos últimos tempos. Moça, você É machista ao extremo!




Em relação ao artigo publicado no Conjur: Violência à mulher - Vazamento de fotos deve ser julgado como lesão corporal, escrito por Carlos Eduardo Rios do Amaral.


O artigo fala dos idiotas que publicam fotos íntimas de suas parceiras, como vingança machista pelo fim do relacionamento, ou por teres sido traídos ou algo assim. Claro que isto não tem nada a ver com fotos roubadas como acontecimentos que por vezes ocorrem.


Trecho inicial do artigo:
Casos que vêm ganhando grandes proporções e que crescem a cada dia nos Juizados de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher são aqueles em que o ex-namorado ou ex-companheiro, não aceita o fim do relacionamento e, para se vingar, despeja na internet) todo o acervo íntimo de áudio e vídeo do casal, muita das vezes mantendo relações sexuais ou em momentos de generosa descontração.
Poucos dias depois, tomando conta da indevida exibição feita pelo seu algoz, através de amigos, vizinhos e conhecidos, até mesmo de estranhos, o estado físico e mental da vítima é aflitivo e infeliz.
Nos diversos atendimentos que pude realizar de mulheres vítimas desses agressores, a constatação é inequívoca: a saúde da mulher fora atingida no seu âmago, irradiando-se o ato criminoso por todo o seu corpo, como um câncer agressivo e invasivo.
A totalidade dessas vítimas acaba tendo que se afastar de seus empregos, estudos e ocupações, desenvolvendo diversos tipos de doenças e crises emocionais, vivendo à base de remédios e de visitas a consultórios médicos, além de sessões com psicólogos. Muitas, no começo, mal conseguem sair de suas próprias casas, até mesmo para fazer o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia.
Ou seja, o ex-companheiro conseguiu seu objetivo: reduziu sua ex a cinzas. Sabe esse carrasco que a mesma nunca mais será a mesma, pelos menos por um futuro razoável, suficiente para saborear sua vingança. Afinal, se “ela não for minha não será mais de ninguém”. É o velho mandamento do homem do paleolítico, que hoje vive disfarçado na sociedade sob o rótulo de machista, trocando o porrete pelo mouse.


Meu Comentário:

Com certeza nem toda mulher é safada ou santinha de família. Muito menos homem não é tudo igual como apregoam as que não deram sorte ou que só querem tirar vantagem ou são mal amadas mesmo.

Claro que expor fotos íntimas pode não ser desejável.

As pessoas podem  descobrir que você faz as mesmas coisas que as demais!

Mas É agressão mesmo.

A pessoa tem direito a sua privacidade.

Não tanto pela exposição, pois geralmente o tiro sai pela culatra e se torna uma imensa propaganda especialmente para a mulher. Ela é bonita, sabe ser carinhosa e você perdeu otário.

Mas a dor maior, é pelo ato de traição cometido por quem divulgou o material. Foram momentos bons que são depois transformados em pedras afiadas. 

Lembrem que muitas vezes, quem divulgou o material está fazendo isto por que descobriu ter sido traído, enganado. Ou seja, está respondendo de forma agressiva as agressões que sofreu primeiro. Não é legitima defesa, é uma reação por ter sido machucado também.


Para ambos isto pode ter sido o resultado de uma agressão mútua. As vezes julgam apelativamente o ato desmesurado da publicação das imagens, mas ignoram que antes disto pode ter ocorrido outros
atos por parte da mulher ou quem seja que tenha sido exposto.

Ou seja: a discórdia ou briga entre os dois foi a público. Quem nunca assistiu briga de casal em público? Tem cada coisa absurda...

Quem nunca viu uma briga de gritos em público atire a primeira pedra. Geralmente é uma baixaria, falam todo tipo de coisas mesmo que falsas com a intenção de ofender e até mesmo impor uma versão.

É a famosa "idéia" de que gritar mais alto vale algo.

Na prática, geralmente quem muito grita é porque geralmente não tem argumento, exceto o barulho.

Vamos observar que ocorre um processo de Ação e Reação.O pior extremo é quando isto se torna "olho por olho" até que todos fiquem cegos.


E claro, existem alguns casos em que a pessoa que divulga faz apenas para se exibir. Aí sim está a grande maldade, quando o objetivo é apenas alimentar a vaidade pessoal e deixa de ser resposta passional (perda de controle) para ser alguma agressão fútil ou sentimento egoísta de perda.
Neste caso, houve a intenção de prejudicar desde o início. Usa-se a pessoa exposta como troféu de uma conquista, usada e exposta em público como se fosse um bicho caçado numa armadilha.

Expor a vida íntima de alguém que foi sua companheira, parceira, amante é uma agressão sim, mas nem sempre vai ter esta conotação que o autor do artigo citado pretende.

Antes de um dano material, é um dano sentimental e isto já dói bastante. É uma agressão é claro, de teor íntimo que pode realmente ferir terrivelmente os sentimentos e levar a manifestações físicas.

Quem nunca sofreu por amor perdido não sabe como dói. A dor do amor não correspondido é terrível. E numa agressão como esta, torna-se um golpe extremamente duro.

Mas não confundam nem generalizem as coisas, por favor.

Esta dor também não tem nada a ver com as vinganças idiotas das mal amadas que maltratam, abusam e depois fazem questão de se vingar de qualquer coitado que tenha tido a infelicidade de cruzar seu caminho e tente escapar legitimamente das suas garras.


Existe sofrimento, mas não é da totalidade dos casos assim como escreve o articulista. Tem manipulação sim. Lamento dizer isto, mas é só ter pensamento coerente e observar. Manipulação acontece dos dois lados!


Lembrem-se da astúcia conveniente. Lembre do choro oportunista.  Estes imperam pelos tribunais do país.
Não são apenas os maus políticos que se fazem de bonzinhos quando estoura um escândalo.


Tem casos, como de uma garota com pretensão de modelo, que a muito tempo tinha muitas fotos sensualissimas em trajes e biquinis ridiculamente minúsculos divulgada por ela mesma em páginas de redes sociais. Um belo dia, a mesma apareceu na TV chorando por que "divulgaram" as fotos dela.
Mas eram as mesmas fotos que eu já havia visto muitas vezes publicadas a torto e direito por ela e o namorado quando estavam juntos.

Presenciei casos de mulheres que até espancavam violentamente seus companheiros, arrancaram os bens que eles tinham e não tinham e quando estes tentaram se afastar, ainda por cima foram acusados pela Lei Maria da Penha, que deveria proteger as vítimas e não as agressoras. Elas fizeram carinhas de choro e arrumaram uma "amiga" para sustentar o depoimento e pronto. Pelo menos neste caso, o juiz percebeu que havia algo incoerente e negou seguimento, apesar do estrago já feito. Num dos casos que fui testemunha pessoal, quase fui esfaqueado pela mulher duas vezes (tentando apartar a briga que ela provocou) e ainda por cima o sujeito perdeu até a própria casa que foi roubada por ela.

Teve outra que conheci intimamente em familia, que juntamente com seu marido era assídua praticante de trocas de casais em clubes de swing e coisas assim. Na separação, coisas foram jogadas em público. Na famosa hora da briga, lá estava a famosa carinha de choro, de vítima inocente.Que não era nem um pouco.


Falo isto para deixar bem claro que ainda existe sim, e muito, diferença de tratamento por parte do judiciário. Se os direitos são supostamente iguais, os deveres e responsabilidades com certeza continuam não sendo.



Voltando a questão das fotos pessoais.

Foto: •°o.OSassy ShotsO.o°•
Olha, é muito comum casais brincarem com fotos e vídeos. Faz parte da intimidade de um casal, namorados ou amigos. É absolutamente normal.

Convivendo com as pessoas, o que percebo acontecer é que a exposição indevida de fotos tem como resultado principal qualificar quem divulgou como sendo um idiota, canalha, bobalhão, enquanto que a pessoa retratada recebe uma publicidade.

Infelizmente é claro, publicidade muitas vezes indesejada.

Isto já ocorria anteriormente pela divulgação entre conhecidos de cartas e bilhetes picantes. Isto foi antes da internet, quando as pessoas ainda escreviam cartas. Já acontecia.


Muitas vezes, estas mulheres tornam-se heroínas para as demais. São as "poderosas" do grupo enquanto a pessoa que divulgou o que não devia, faz merecido papel de idiota e é publicamente ridicularizado.

Claro que sempre tem algum outro mais idiota que vai incentivar e apoiar, mas só porque quer ver mais fotos. Na verdade, observem, estes que "apóiam" desejam a mulher (propaganda) enquanto intimamente consideram o sujeito (pelo menos) um trouxa, ou um merecido "corno".


Foto: jazamo
Enquanto alguns carolas e moralistas condenam como de costume se intrometendo na vida alheia, o que se observa em boa parte das mulheres é a manifestação de que foi um ato no melhor estilo "fiz sim, estava com alguém que gostava", foi algo artístico. E ponto.

Entendam isso por favor: quando estão a dois muitas coisas lindas acontecem, então foi algo que foi apenas carinho mútuo.
Não vou falar que foi "por amor" por que simplesmente tem SIM muita gente que curte uma transa legal e está apenas se divertindo. A maioria das pessoas normais gostam de coisas assim. Ponto!
Fotos e vídeos que são publicados SEM autorização são uma fração realmente mínima de tudo que se faz. Que tal 0,000001%?? Mas ainda assim É uma agresão é claro. Mas sempre são feitas por idiotas De ambos os lados para deixar bem claro (sim, mulheres fazem isto também para deixar bem claro).


Por favor, não generalizem estendendo o assunto para esferas que tendem a colocar (de novo) a mulher sempre como coitadinha inválida e desprotegida.



Se a mulher divulgar fotos e comentários do seu (ex) companheiro com a intenção de prejudicar, com toda certeza o assunto será diferente.


E a famosa e histórica contrapartida feminina nem é considerada no artigo: as mulheres que na intenção de vingança, fazem sexo com todos os amigos dele e fazem questão de espalhar que o sujeito era ruim de cama, mesmo que antes fosse o "cara". Cansei de ver. Nojo.

Isto é geralmente aceito, mesmo que o cara fosse uma boa pessoa e a mulher uma mal amada IU apenas mais uma interesseira. Neste caso o comportamento lascivo chega a ser aplaudido. Se ela fizer algo assim, além de heroína entre outras mulheres e ainda ganha mais prestígio ainda entre os oportunistas que vão fazer fila para serem "usados".


Ilustração: Peter Gander

Estamos no século XXI meus caros! Então, chega desta balela de que mulher que faz o que quer é p*ta e homem é garanhão.


A mulher tem vida sexual tão ou até mais ativa que os homens. #falei.


Na hora de fazer, as mulheres são hiper-ultra-liberadas, mas na hora de assumir, volta a secular carinha de santinha enganada.


O idiota que faz uma coisa destas "é carrasco". Mas a mulher que historicamente tem uma conhecida capacidade vingativa terrível é tratada de "santinha", ou simplesmente esquecida do seu papel como no artigo citado.


Protejam as pessoas legitimamente agredidas. Considerem sim que as mágoas verdadeiras machucam e muito. Mas não generalizem situações.

Você só tem direito quando reconhece que o outro também tenho direito.

Homens e mulheres são diferentes e complementares.

Mas a santinha inocente em tudo, genericamente é um papel de muitos tempos passados.

Se eu ainda aceitar uma coisa destas, vou ter que pregar contra os direitos das mulheres, pois cada vez mais, mostram ser um acúmulo de privilégios e protecionismos sobre uma plataforma ilusória e conveniente: "a de se fazer de santinha".



.'.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Quanto? Quantas? - Atração Tipo Fatal Afasta Juíza

Referente a matéria da Conjur: Juíza acusada de grampear telefone de ex tem HC negado:
"...durante inspeção na comarca de Presidente Epitácio, juízes da Corregedoria Geral da Justiça encontraram uma série de irregularidade na vara comandada pela juíza. Havia um número elevado de processos atrasados, despachos meramente protelatórios, delegação de servidores para atividades exclusivas da juíza e abandono injustificado durante o expediente normal.
    Segundo a denúncia, a juíza, depois do rompimento com o namorado, valendo-se das prerrogativas do cargo, oficiou à Telesp Celular. Requisitou interceptação de telefone do ex-namorado, mesmo não havendo nenhuma ação criminal contra ele. Além disso, condenou o pai do ex-namorado em ação penal, sem declarar-se impedida para o caso e negou todos os benefícios legais ao réu.
    Ela determinou, ainda, a abertura de três inquéritos policiais contra o ex-namorado, pelos crimes de ameaça, tentativa de homicídio e tentativa de estupro, mesmo sabendo que tais eventos não tinham ocorrido. Segundo a denúncia, “em nenhum dos inquéritos houve o menor indício de veracidade das assertivas” feitas pela juíza contra seu ex."

Meu comentário:

Imaginem o desespero da família deste Ex-namorado, vítimas de uma pessoa que cometeu uma série de crimes.
Imaginem o quanto devem ter pedido, gritado, implorado por alguém que lhes ajudasse.
Parece coisa feudal ou pior. Amplos poderes na mão de alguém que usou e abusou.
Pode até ser que o sujeito não fosse tão boa gente (não conheço), mas ainda assim, a vingança mascarada de justiça pelas próprias mãos, praticada justamente por quem jurou defendê-la é algo lamentável.

Temos muitos casos em diversas áreas que são assim. A pessoa vai pedir ajuda para quem?

Mulher quando está com ódio vai até as últimas consequencias ao ponto da total falta de escrúpulos.


Pior ainda se tiver algum poder.

Reclamar para quem?

Por isto talvez, algumas práticas espiritualistas que estudamos acabam sendo até bastante procuradas. Pelos mais diversos motivos.

Com certeza isto não substitui nenhuma das áreas das ciências humanas, são parte complementar e intangível, ligadas ao senso de cada pessoa.

Se for para ajudar a ter clareza, acalmar ânimos, encontrar paz de espírito, trazer luz para alguma situação e seguir em frente de forma mais harmoniosa na caminhada de todo ser humano pela felicidade e maior consciência, acho ótimo.

Mas não concordo quando o objetivo é obrigar alguém ou forçar a situações de origem mesquinha ou até mesmo por pura maldade.

Até mesmo porque o resultado nunca terá uma verdade ou um resultado com mérito. Será apenas opressão e não merece respeito.

Se esta pessoa chegou ao ponto de usar ao extremo dos recursos formais, só imagino quantos outros poderá ter usado.

Costumo avisar que se for para vingancinha de gente mimada, tipo levou um "pé na bunda" porque o namorado descobriu suas traições, não me peça ajuda para ferrar com ele. Nem para ferrar com um sócio e tomar sua parte, etc, etc.

Prefiro pedir luz para as situações. Você pode ter uma satisfação curta numa vingança destas, um longo tempo de amargura e como resultado, apenas tempo perdido e vidas estragadas. E sem nenhum respeito ou mérito.

.'.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Como funciona o Viagra, Cialis, etc?

Series of 20 illustrations for Ciallis, based on Kama Sutra.
Imagem: Paula Izzo

Aproveitando uma releitura em posts passados, aproveito para passar novamente esse aqui.

Meninas: Estes medicamentos não são que nem laque (spray de cabelo)!

Os medicamentos utilizados para tratamento de disfunção erétil, só funcionam "se e sómente se" a parceira excitar o parceiro.

Estes medicamentos ajudam a parte química do organismo. Não substitui o interesse pela parceira.


Citando uma antiga piada (mas bem atual):

"As mulheres que usam sutiã com armação, enchimento, calças elásticas modeladoras, maquiagem, cílios postiços, peruca, tinturas para cabelo, unhas postiças, silicone pelo corpo todo, salto alto, roupas que escondem os defeitos, etc, etc, são AS MESMAS que ficam dizendo que não existem mais homens de verdade."

Antes que mais uma metida a gostosa fique "ofendida" se achando "usada" ou com aquele papinho furado "de que o homem tem que ficar enlouquecido é pela minha linda beleza"... (que inclui maquiagem, silicone, roupas, e um monte de coisas que saem no banho, etc)", lembro que o assunto é sério.

Não se trata de você ser linda, gostosona. Pode até ser. Mas beleza só serve para ajudar a atrair o parceiro. Na hora "H", ele não vai estar olhando de longe, pelo contrário. Seu parceiro vai esperar que você demonstre interesse nele (e não apenas em você mesma) e que além de tudo, goste do que está fazendo, e que saiba fazer. Se ele tem que pedir para você se mexer a coisa está ruim mesmo!
Tudo bem se você for (realmente) inexperiente, mas neste caso, seja sinceramente carinhosa.

Atenção! Saber fazer não é uma "decoreba" de posições. Se você sabe todas e mais um pouco, ótimo, contanto que não seja automático. Sexo, antes de tudo, é estar presente, fluir, acontecer. É você estar ali, participante. Isto vale até para quem gosta de ser passiva. Se quer ser passiva, seja mesmo, legal, na boa mesmo. Mas entenda que a verdadeira passiva, curte deixar fazer de tudo com ela. Então lembre que as vezes você tem que mostrar que está viva, ok? (risos)

Sobre a beleza "ajudar" a atrair o parceiro, é claro que ajuda. Se você que fazer o papel "tenho ódio do mundo e prefiro parecer um brutamontes de batom", não espere encontrar muitos que gostem disto. Claro que existem. Mas de uma forma geral, atrativos físicos fazem parte do processo de sedução. E sim, cuide da sua higiene íntima!

Mas tenha certeza, que não é só a sua beleza física. A maioria dos homens gosta também do conteúdo, da mente, do espírito. Faz parte do "pacote".

Sexo fala de biologia, e principalmente de "química". Aquele "papo cabeça" de que "o homem tem que me aceitar como eu sou" e com isto continuar usando a mesma (a mesma mesmo) lingerie velha por anos e anos, não vai ajudar muito. Lingerie nova, além de higiene, é demonstração de auto-estima. Se apertar, corra para as liquidações pô!!! Lembre que a intenção conta muito numa hora destas.

Passando da fase visual, o que vale a partir daí é o contato íntimo. Contato, movimento, sons, gemidos, etc

Entenda: estes medicamentos não funcionam sem Tesão por você. A menos que o cara seja aquele tipo de troglodita que as mulheres reclamam, que não sabem a diferença entre uma mulher e um buraco de fechadura. Entendeu? Machão que chega com a quinta marcha já engatada não está dando a mínima para você.

Consulte a literatura médica, Google, etc, as informações são bem abrangentes. Nem fofoca de conhecida, nem de mãe de santo mal amada (algumas também são) não é orientação válida, muito menos prova de experiência vida. É apenas fofoca e geralmente, aproveitando para falar mal da vida de alguém. Dar o rabo para uns 10.000 caras da região qualquer cadela faz. Mas pergunte-se, se não ficou (ou amou) com nenhum, então por quê?. Lembre que boa parte das fofoqueiras são também mal amadas e geralmente invejosas ou mal agradecidas. Portanto é mais um motivo para desconfiar (e muito) de tudo que elas falam.

Lembre que quem te conta fofoca vai fazer fofoca de você. Então lembre que quem faz fofoca da vida dos outros quer geralmente prejudicar alguém e se puder vai te prejudicar também.Ou já está prejudicando...

A pessoa mal-amada não serve como fonte de conselhos. É tão perigosa quanto a fofoqueira. Se for uma combinação das duas, pior. A mal amada clássica é do tipo que bota a culpa das suas fraquezas nos outros. A mal amada sempre vai estar pronta a te contar (além da fofoca), que nenhum homem presta, ou que todo homem é isto e aquilo, ou que toda mulher deve ser assim ou assado porque nenhum homem é bom o suficiente para ela. Sempre botam a culpa nos outros. Geralmente estas nunca conseguiram ficar com alguém o tempo suficiente para saber a diferença. E se deram um jeito, foi de se agarrar em alguém na marra (certos casos só abaixo de muita macumba toda semana e olhe lá). Neste caso elas fazem questão de mostrar o tempo todo que são "as boas". Até que passem vergonha com as supostas "rivais".

Ninguém é rival de ninguém. Você vai ter consigo mesma, o que for fruto do teu mérito.

Avalie portanto quem te orienta, quem comenta e "por quê" comenta. Andar com qualquer um não é o mesmo que saber seduzir. É apenas isto, sair literalmente com "um qualquer" sem qualquer critério.Quem sai com qualquer um, não tem respeito nem por si mesma, muito menos pelo outro. Apenas quer uma coisa dura naquele instante e pronto. Pior que bicho. Mas e o resto????

É importante ressaltar que o Viagra, Cialis, etc só funcionam se houver estímulo sexual, tem que ter desejo. Isto é medicamento e não um afrodisíaco milagroso.

Reforçando:
Quando uma ereção se forma, a liberação de óxido nítrico pelas terminações nervosas no pênis promove um suave relaxamento muscular. O óxido nítrico consegue isso ao estimular uma enzima chamada guanilato ciclase. Esta enzima, por sua vez, promove o acúmulo de guanosina monofosfato cíclico (cGMP), um composto que causa a redução na quantidade de cálcio dentro de uma célula muscular. Isto, por sua vez, relaxa essa célula muscular e promove a ereção do pênis. Quanto mais cGMP dentro da célula, melhor será a ereção.

No entanto, o cGMP é quebrado pela enzima PDE5, que existe em grandes quantidades no pênis. É por isso que a capacidade do Viagra de bloquear a ação do PDE5 é tão essencial. A droga possibilita o acúmulo de cGMP, que permite que uma ereção ocorra e se mantenha.
Como o Viagra não relaxa o tecido erétil diretamente, na ausência de óxido nítrico e cGMP ele não tem nenhum efeito sobre a ereção. É por esta razão que a excitação deve ocorrer para o Viagra funcionar. E é por isso que o Viagra melhora o desempenho, mas não inicia, relações sexuais.
...
E estudos demonstraram que, tanto a satisfação com a relação e a satisfação sexual geral, duplicaram após o tratamento com Viagra.
...
O interessante é que a única área na qual o Viagra, Levitra e Cialis não demonstraram melhora significativa foi a do desejo sexual. Fica claro que estes medicamentos não são afrodisíacos. 

Fonte: Como Tudo Funciona: Viagra, Levitra e Cialis



Não adianta ser bonitinha, metida a gostosa, o que for, mas não saber excitar seu companheiro. Entenderam?

Sexo se faz a dois, ambos devem participar. Um pouco de carinho e afeto sincero ajudam muito.

Ponto.


ATENÇÃO: 
Estes medicamentos podem ter efeitos colaterais e portanto não devem ser usados sem orientação médica.

.'.

Leia também:

Leia outros assuntos relacionados clicando nas tags abaixo:

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Mulher objeto?

Retrospective Bust of a Woman - Salvador Dalí

Foto: IslesPunkFan



O Dalber Alexandre repassou um texto, do  Aluízio Amorim, e que catei na íntegra para fazer meu comentário após este. Ele comenta sobre um comercial da Gisele Bündchen, que tentaram tirar do ar por que ela está sexy e gostosa:
Fonte: GISELE, VÍTIMA DO PRECONCEITO E DA INVEJA DAS BARANGAS POLITICAMENTE CORRETAS DO (sigla partido)
Comentário do Aluizio: " No dia em que acabar o desejo sexual que as mulheres despertam nos homens a humanidade desaparecerá. Mulheres bonitas e atraentes jamais admitem que são apenas objeto sexual. A beleza das mulheres é que faz a humanidade existir. É claro que podem haver mulheres bonitas repetindo essas bobagens. Mas se investigarmos bem veremos que são exceções e que provavelmente as militantes do feminismo sofrem de alguma desordem mental. 
Objeto sexual é um conceito completamente furado, uma mentira, uma bobagem politicamente correta propalada através da mídia como uma verdade pelas feiosas e ressentidas que infestam as redações dos veículos de comunicação.
As mulheres verdadeiramente femininas estão se realizando sexualmente de forma plena. Estão fazendo amor! O resto é conversa fiada politicamente correta. Depois que o comunismo foi derrubado os esquerdistas abraçaram o pensamento politicamente correto como tábua de salvação. Sempre foram idiotas. Hoje, mais do que nunca, são super-idiotas e ridículos. Mas nunca desistem de controlar a vida privada das pessoas. Estão sempre de mau humor, de cara feia, gritando palavras de ordem. Normalmente são feios e sujos. Afinal, o que se passa num cérebro obtuso se exterioriza no aspecto geral da criatura.
O CONAR não tem nada que tirar do ar o comercial. 
Se derem mole, o PT põe em ação os seus "conselhos comunais" (vide a Venezuela), que decidirão o que as pessoas poderão ver e fazer. E mais do que isso: se poderão continuar a ser os donos de suas propriedades, de suas casas, apartamentos, terrenos e veículos.
Viva a Gisele lindona, gostosa, feminina e ainda por cima bem sucedida profissionalmente. Um exemplo a ser seguido pelas mulheres femininas brasileiras."

Nota: Aluizio, perdoe-me por tirar a sigla do partido no título. Tenho provas incontestáveis de que tem mulher assim em todos partidos. Portanto, antes que me acusem de discriminação, acho oportuno lembrar que não existe nenhuma legislação que assegure "cotas"... (risos).

Meu comentário politicamente INcorreto:


Bem, se a mulher sente-se como objeto:

-OU se deixou usar;
-OU é mal amada;
-OU não conseguiu segurar seu homem;
-OU anda com a auto-estima baixa e faz qualquer coisa prá tentar agradar qualquer um que não está nem aí e depois reclama pelo que ela fez. Vulgo "tiro que saiu pela culatra";
-OU está se dando um valor (eu diria preço) bem alto para si mesma e se aparecer alguém que ainda por cima paga o tal preço, acha-se usada. Ué, mas se está cobrando o que é?
-OU é politicamente corretíssima, tipo melhor melhor politicamente correta do mundo.
-OU quer agradar alguém que vai dizer que ela é uma boa menina e bem obediente;
-OU a concorrência está melhor;
-OU tem nojo de homem; (note que existem lésbicas objeto também).
-OU quer mandar nos outros (pensamento sádico-dominante);
-OU não tem argumentos, excepto falar mal dos outros. Caso típico das fofoqueiras mal amadas;
-OU é ruim de cama e acha que o parceiro é quem tem que fazer tudo por ela: Complexo do "já tirei a roupa e fiz até demais";
-OU é demagogia;
-OU tem algum cargo qualquer que lhe dá um poder qualquer sobre alguns. Sente-se a senhora da vida dos outros. Aí ninguém pode ser feliz porque ela também não é.
-OU recebeu uma revelação divina de algum mestre ascencionado que ninguém nunca ouviu falar, mas que lhe disse que ela é a salvação dos bons costumes;
-OU é muito mal amada;
-OU é hipócrita;
-OU está obedecendo o que o padre/sacerdote disse que ela devia fazer e garantindo um lugar no céu;
-OU é mal amada mesmo e tem uma amiga feia que pega todos homens antes dela;
-OU não tem argumento então diz que está na TPM.



Atenção: Mulheres objeto devem pensar também nos novos tempos da economia mundial. A concorrência de objetos manufaturados na China e outros países asiáticos está trazendo uma gama enorme de objetos, práticos, baratos, de menor custo e facilmente descartáveis. E de quebra, elas vêm com uma cultura milenar, fazem coisas diferentes e costumam estar sempre com um enorme e lindo sorriso.


Cuidado para não confundir mulher objeto com mulher capacho.


Bad-girls podem também ser mulher objeto, sem perceber, mas de outro tipo. Ó...


.'.


Em tempo:

Homens tem sido tratados como objeto.

Cadê os direitos iguais para os homens?

 (risos)



Leia:



.'.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Carla Perez - Trash ou Cult

No blog do Heu, um dos melhores sobre filmes, tem uma crítica muito engraçada sobre um filme da Carla Perez. Será um filme trash ou uma atrocidade?
Amem ou odeiem! Quer dizer, nem tanto. Tem seus defeitos propositais ou não.
E as questões que não calam.

Veja a análise do filme no site Blog do Heu - Cinderela Baiana (e volte aqui).

E agora segue meu comentário a respeito de Cinderela Baiana comentada pelo Helvécio Parente.
 
Bem, por que essa discriminação com a Carla Perez?
Vejamos por partes, como diria Jack o Estripador.
Dançarina melhor? Olha Helvécio, o filme é sobre uma dançarina de AXÉ, um ritmo muito popular naquelas bandas. Então nada mais natural que a música seja Axé.
E fique feliz porque não colocaram forró, daquele de verdade que toca lá em cima.
Fazendo um parenteses: Morei lá na época que a boquinha da garrafa estourou em todo país. E apesar da brincadeira, muitos se escandalizaram por esse Brasil afora… muitos? NÃOOOO… lá em Salvador sentar na boquinha da garrafa era uma das coisas mais inocentes que se ouvia nos rádios. Coisas que deixariam o funk de morro carioca vermelho de vontade de entrar na farra.
E tinha o forró, aí a coisa pegava mesmo, tipo "rala o teu treco aqui atolando a garrafa para entrar mais a cadeira que entrou antes..." era coisa pouca.
Tem outros músicos por lá? Tem sim. Adivinha o que boa parte deles ouvia nas horas de folga? Axé e forró.
Parece que até o Robertinho do Recife não encara umas boas farras.
Gilberto Gil? O cara tá lá no palanque oficial quando tem aqueles muitos carnavais. Esse cara merece respeito.

Voltando para a estória.
Tem demagogias? Tem. Eu vi essas crianças de braços estendido na beira da estrada emquanto carros e ônibus passam e jogam moedas, pacotes de biscoito, qualquer coisa. É um semi-árido, não tem nada além da poeira. Gente, miséria mesmo, em todos níveis.
Aí vem patricinha criada no bom e do melhor dizer que criança não tem que fazer isto e aquilo? Vão a merda suas putinhas de sabonete francês, só muda o preço. A maioria de vocês não tem coragem de ir lá ver como é e ficar muitas horas convivendo com eles, não é só passar ligeirinho numa van de turismo. Primeiro vão viver numa casa sem muitos de empregados, nem papaizinho pagando todas contas e o colégio fora da realidade. Qualquer um que more em zona rural, ou que tenha uma família um pouquinho estruturada sabe que café da manhã não é buffet, e que ajudar em casa, ajudar a cuidar de si e dos outros mesmo que seja lavar a louça, varrer a casa ou alimentar as galinhas faz parte do ritual familiar. Exploração é outra coisa bem diferente. Claro que existe, mas saiam de seu aquário, o mundo é muito maior. Vão lavar sua própria roupa incluindo suas calcinhas e aprendam a cozinhar algo decente (nada de Miojo e muito menos tele-entrega) para a família toda que está trabalhando.

Voltando ao filme.
Cinderela, bem, aí o privilegiado roteirista deve ter tentado fazer uma sátira anti-Disney desmistificando a coisa. Ao representar uma pessoa mais humilde que tenta a sorte e consegue crescer muito rápido (a questão da idade é uma representação simbólica entendeu?), ainda fica a constatação de que o exterior nem sempre acompanha o crescimento interior e os conflitos e aprendizados que foram atropelados numa adolescência que foi incomum.

E como é que pode dizer que os caras são péssimos? Meu, olha aqui. Um bando de caras profissionais vão fazer um monte de cagada assim? Lembre que a Carla, que é realmente uma pessoa simpática, simples e muito carismática, não é uma atriz shakesperiana porra! Provavelmente eles procuraram fazer algo mais informal, típico de várias linhas do cinema cult francês.

E voltando a questão da “dançarina”, queria quem? Alguma elitizada bailarina russa? Mas báh que barbaridade! Dançarina de Axé não tem que saber só rebolar! Tem que ter aquele carisma e contato com o público. Estes grupos fazem sucesso primeiro de tudo e só se mantém se tiverem contato muito próximo do público. Olho no olho. Assistir na TV é uma coisa. Estar perto, e ter a interatividade é outra.
Tanto é que em Salvador, estes grupos fazem do ensaio um evento público, com 3.000, 4.000, as vezes 10.000 pessoas e claro que cobram ingresso. É uma farra, todo mundo ensaia junto e interage com os artistas.

O filme infelizmente vai perder muito deste processo. Talvez aí que tenha ocorrido a sensacional “sacação” do diretor, ao colocar alguns pontos de som fora de sincronia, propositadamente! É sim, isto é uma figura representativa de uma analogia simbólica que nos remete a lembrança de que nem sempre o que somos, falamos e fazemos, é entendido da mesma maneira pelos demais!

Sei que o Helvécio fez uma sugestão filosófica ao falar do Raul Seixas, pois se numa festa de Axé alguém gritar “Toca Raul”, iria ser algo muito interessante, no mínimo. Sim, pois seria bem capaz da banda sair tocando mesmo, aliás, já ocorreu isto algum tempo atrás, em ritmo de Axé!!! E poderiam atualizar a letra! Metamorfose Ambulante poderia virar um acessório para fisting gigante no aconchego do leãozinho do Caê que trocaria e invocaria a lua do “seu Jorge” para o Caimmy abençoar a Carla e sua troupe.

Bem, o tempo curto me impede de uma melhor disgressão, mas enfim, reclame o que quiser, este filme é uma obra que até pode ser considerada trash, mas só se for como “Hors Concours”!!! (rssss)

Ah sim, esqueci de completar sobre a questão da criança com a gaiola de passarinhos:
Lembremos que sendo uma pessoa simples, mesmo que alcance nacional, a Carla ainda assim vai ser colocada para representar campanhas que nem sempre ela tenha o mesmo alcance e entendimento.
Mas por ter contato desde cedo cedo com populações mais carentes (no interiorzão da Bahia tem coisas de chorar por compaixão, os cariocas que não reclamem), acho que ela também representa parte deste sonho de muitos de ter realmente uma vida melhor.
A maioria não vai ter o que fazer, não podem soltar os passarinhos e detestam ficar pedindo esmolas. Mas não é culpa do governo. A culpa, é de cada um que deixa de fazer o seu pouquinho de todo dia para melhorar o mundo.

Só podemos mudar a nós mesmos, um de cada vez. E desde cedo, a Carla ajuda muitas famílias. Pode não ser uma daquelas lindas instituições de entediados riquinhos desocupados que funcionam em prédios lindíssimos e gastam fortunas em propaganda. Mas um prato de sopa sincero pode ser melhor que muita propaganda bonitinha de alguma fundação ou ONG que na verdade só está ajudando os amigos publicitários a faturarem uma grana preta. Ou no mínimo, ter árvores frutíferas, inclusive na beira da calçada ou plantando em toda parte para quem quiser pegar, começando pelos pássaros.

.'.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Apedrejamento - Manifesto

É tão pervertido que especifica o tamanho das pedras e quanto
do corpo deve ficar de fora, para que o sofrimento dure mais.

As notícias sobre uma mulher que foi condenada a morte por apedrejamento no Irã, são pelo menos, a chance desta mulher ter uma morte menos violenta nalgum outro momento, ou como é comum de acontecer, simplesmente desaparecer.

Tento entender, como o islamismo, uma religião que tem nos seus escritos sagrados, algumas das mais belas palavras sobre a vida humana, tem dentro de si, tamanha crueldade e barbarismo.


Animalesco é o mínimo que posso pensar sobre tais atitudes. Mas observando um pouco mais, pelo tamanho da reação que certos assuntos causam naqueles povos, a coisa mais parece uma imensa aberração sexual, típica das maiores perversões.

As leis de cada país a muito deixaram de ser apenas coisas resolvidas a portas fechadas.

O mundo todo está em comunicação, e as pessoas não aceitam mais coisas como comprar produtos feitos pelo trabalho escravo, ou sentar-se a mesa de alguém que acha normal ficar mais de uma hora jogando pequenas pedras, para aumentar sadicamente o sofrimento de um apenado.



Homens e mulheres sofrem semelhante bárbaro e covarde martírio.

O Cristianismo, através da Inquisição praticou algumas das maiores atrocidades já vistas.

A culpa não é do estado se a religião é quem dita as regras.

Que mundo viveremos logo adiante?

Que mundo semeamos para nossos filhos?

Apedrejamento é uma ação tão pervertida quanto a pedofilia.
Covarde, cruel, bárbara, animalesca, primitiva e sub-humana.

Somos cidadãos do mundo, podemos dizer que buscamos uma vida honrada, ou apenas passamos um dia após o outros, inventando estórias para esconder nossos defeitos?

Alguns sites sobre o assunto, com textos e vídeos, inclusive de dissidentes. Opiniões políticas a parte, leia, olhe, pondere e chegue as suas próprias conclusões.

Atenção: os vídeos e imagens são realmente fortes.

Video of Stoning to Death 

6 Muslim Countries Inflict Death by Stoning

Afghan couple stoned to death by Taliban after their families turned them in when they tried to elope


Mais imagens no Google

.'.

Leia outros artigos relacionados clicando nas tags abaixo:

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Nova Era: Convite às Mulheres


Nova Era: Convite às Mulheres

Gilberto Prabuddha


Os novo ciclo já começou fazem algumas décadas. A energia do planeta passa por uma mudança que move a vida.

Por milhares de anos a energia global esteve nas montanhas dos Himalayas e agora, transferiu-se para o outro lado do planeta, para a Cordilheira dos Andes.

E da mesma forma, depois de milhares de anos de energia masculina dominante, as mulheres estão iniciando um período de natural intuição e criatividade.

Se por um lado as mulheres, ou a porção feminina é criativa e intuitiva, os homens, ou a porção masculina é racional e lógica. Ambos em suas mentes e corpos funcionando de maneiras similares, mesmo que algumas feministas radicais ou algumas religiões e culturas arcaicas ainda queiram que a humanidade seja apenas comparada apenas por órgãos genitais.

Por que a criação, Deus, ou o universo, como queira chamar, perderia milhões de anos na polaridade, se apenas parte dela fosse um diferencial?

Homens possuem uma porção feminina, assim como as mulheres têm seu lado masculino.

É da natureza masculina a força bruta e é próprio da parte feminina a beleza e a criação. O quanto cada aspecto se manifesta indica o grau de evolução de cada ser.

Toda pessoa que utiliza sua criatividade, que a desenvolve de forma consciente, vai ter sua feminilidade estimulada e trabalhada. No caso das mulheres, como graça e beleza nos seus atos. Nos homens, como gentileza, suavidade.

Quando se estimula a energia de ação, o princípio masculino é exercitado, e faz com que o homem seja mais enérgico e a mulher, mais decidida e segura.

Um complementa o outro. E um é diferente do outro.

Se você olhar o símbolo do Tao, dos princípios Ying e Yang verá que se interpenetram e que dentro de cada um, está um pequeno círculo indicando a presença do outro em essência e semente. Um torna-se o outro.

No sexo tântrico, homem e mulher se fundem, e tornam-se um só. E conhecem Deus em si mesmos.

Mas a maioria da humanidade ainda está dividida, o processo de transformação e mudança para esta nova era, que já começou, não acontece do dia para a noite.

Nos pequenos atos de cada ser, estão contidas as pequenas chaves que abrirão as portas de cada célula de seu coração, cada partícula de sua energia para uma nova sintonia.

Vemos no mundo inteiro que as pessoas estão se agrupando, que existem de forma cada vez mais clara, os grupos místicos, igrejas e religiões com seu próprio conjunto de princípios e regras e crenças. Isto é um processo natural de sintonia das pessoas.

A religiosidade aos poucos está se manifestando de uma forma sutil e o fanatismo e intolerância aos poucos torna-se em compaixão e compreensão. Existem milhares e milhares de caminhos para Deus. E as pessoas estão dando-se conta que nada adianta preocupar-se se outra pessoa tem uma fé diferente da sua. O que está em conta, é se cada pessoa tem uma fé. E a fé é o princípio manifestado do amor. Ninguém tem fé em algo que não ame. O amor chega primeiro.

E o que é o amor? Energia feminina. Por isso as mulheres sempre são as primeiras a perceberem as mudanças. Normalmente são as mulheres que chegam primeiro quando surge um mestre. E os homens, quando chegam primeiro, é porque já descobriram sua intuição, ou já tem um grau suficiente de evolução.

Agora, depois de tanto tempo, a intuição que é uma energia feminina, confunde os homens. Porque? Porque o homem atua de forma racional, a frieza da lógica o limita a pensar em termos de passo A, depois o passo B, o passo C, e em força bruta. Já a intuição, junta tudo de uma vez só e apresenta um resultado instantâneo. E isto vêm junto com um sentimento de feminilidade. É natural então que os homens confundam-se quando algo dentro deles comece a falar com uma certeza irritante e completamente desconcertante.

Isto não é fragilidade. É o princípio divino surgindo. E reconhecer a própria fraqueza é um parte do processo de cura e evolução.

Graça e beleza, juntam-se à força.

Os modelos de boneca, princesinha indefesa e Cinderela, já não servem mais. Temos a doçura e a beleza, mas que surgem de forma integrada e num nível maior de evolução.

Então, o convite que faço a todas mulheres, é que usem a intuição, para lembrar que os homens estão renascendo, que algo muito grande está surgindo.

Vocês estão vendo nascer uma nova civilização planetária e são abençoadas por isso. A benção de poder participar de forma ativa neste processo e escolher por si seus caminhos e ajudar no parto destas novas crianças.

Da mesma forma, as mulheres também estão mudando. O que se passa, é que a mulher é a própria flexibilidade, mas o homem é rígido, por isso, quebra facilmente. Uma mulher com dores atrozes continua trabalhando e cuidando dos demais. Um homem com um simples resfriado fica de cama completamente frágil e indefeso. E estes extremos aos poucos vão se fundir, não numa raça hermafrodita, porque o sexo é absolutamente natural, mas chegarão a um estado de equilíbrio e colaboração mútua.

Desta colaboração já surgem as novas crianças, que de uns poucos anos para cá, todos percebem serem muito mais inteligentes. É delas este mundo. E é nosso trabalhar e desfrutar dele também.

Através da meditação entramos em sintonia com o silêncio, com a energia universal. Descobrimos o Sol e a orientação divina. Percebemos a chegada do mestre e sentimos a energia de cada flor que nos agracia com sua suavidade.

A meditação em grupo nos possibilita trabalhar para que todos alcancem um grau maior de percepção, pela multiplicação da energia envolvida.

De certa forma, estamos nos tornando como anjos, de carne e osso, mas plenamente conscientes de que primeiros devemos trabalhar na terra, cuidando de nossos corpos, de nossas casas, nosso trabalho, e formando assim, a estrutura de que precisamos para ancorar na terra esta nossa realidade, nossa própria criação.

18/06/2000
.'.



Algumas republicações:
.'.

Leia outros assuntos relacionados clicando nas tags abaixo:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...