English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta Humanidade. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Humanidade. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 30 de março de 2017

Be True

Fun Time In Our Secret Neverland
Art by Perry Gunawan - Indonesia

Be True

Teachings of a life.


Always tell the truth.
Be true, even if it takes decades for someone to listen.
If that is real, it’s your truth.
No matter what's happens tell the truth.
A lie need a coward weak foundation.
The truth only need one time.
The lie need to be recreated and feed daily.
Lie need the weak foundations where to feed from
Lie need feed all the time but one day the truth will be revealed.
So persevere when you work for the truth.
If what you do and say is true, it will never be different and will be revealed.
Be true to yourself and always be true throughout your walk.
Only then you will he reap the greatest of all prizes: that of having a true life.


.'.

P+
29/03/2017

terça-feira, 24 de março de 2015

Um Dia Especial

Nepal 
Photo: Martin Lion and Sebastian Gypser


It's A Special Day.
40 years ago I started an endless walk.
The great journey of spirituality.
A curiosity through a book, produced in me the desire to find out what was beyond the illusion of reality in which we live.
I met some of the greatest wonders and darkness and what is beyond the abyss.
To all my beloved Masters and traveling companions, my eternal thanks.
 

.'.

É Um Dia Especial.
Faz 40 anos que eu comecei uma caminhada sem fim.
A grande jornada da espiritualidade.
Uma curiosidade através de um livro, despertou em mim o desejo de descobrir o que estava além da ilusão de realidade em que vivemos.
Conheci algumas das maiores maravilhas e trevas e aquilo que está mais além do abismo.
A todos meus amados Mestres e companheiros de jornada, meu eterno muito obrigado.


.'. 

25/03/2015
 

domingo, 25 de agosto de 2013

Como ter sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo




Be happy

Foto: Ana (AlliDzi) - Poland




Como ter sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo
05/06/1997


A esperança das pessoas muitas vezes reside no simples fato de querermos que outras façam por nós aquilo que não temos coragem (ou disposição) de fazer para nós mesmos.

A alegria do estar suavemente relaxado junto de alguém que se ama, ou estar atento ao canto dos pássaros, pode representar o ideal para alguns. Para outros, o realizável está ainda na casa da busca do conforto físico, da busca pela saúde, no anseio de ter acesso à coisas mínimas e indispensáveis para a sobrevivência.

Como poderia alguém relaxar e contemplar quando sequer pode vislumbrar além do prato a sua frente?
De forma alguma, a questão da alimentação, da moradia, dos estudos, viagens, e todas as coisas do mundo material, podem ser consideradas como preocupações dos mais humildes. É uma crença falsa, explorada secularmente de que apenas os pobres ou menos favorecidos pela existência, assim como as vítimas de tragédias, sejam os atingidos pela aflição da falta de recursos materiais.

A qualidade das coisas está na maneira como as encaramos. Teremos pessoas de bom nível de renda, com tantos ou até mais problemas do que aquelas consideradas miseráveis pela pobreza. A maior miséria de todas, está na incapacidade do ser humano em se relacionar com a riqueza, na separação dos sentidos básicos de prazer, de satisfação pessoal, de autoestima, de valorização de si mesmo como criatura evoluída.

Os humanos evoluíram como uma espécie que teoricamente deveria estar acima das demais, pelo menos neste planeta. Acontece que, se um rato de esgoto já nasce com seu próprio casaco de pele, porque os humanos, mesmo que em frente a vultuoso patrimônio, sofrem e são incapazes de abastecerem a si próprios com o mínimo necessário?

Desfrutar daquilo que se tem é a primeira e principal lei a ser observada por todo aquele que busca realização e independência.
De nada adianta acumular fortuna, se vives de maneira miserável. As pessoas incapazes de gastar adequadamente parte daquilo que ganham, de forma merecida e justa para satisfação e premiação de seu corpo, sentimentos e pensamentos, naturalmente experimentam de outras formas o que significa a retenção monetária.
O dinheiro é uma forma de energia, assim como os alimentos, as palavras, as emoções, as águas que correm livres. Um exemplo típico de retenção está na prisão de ventre. Gente miserável, o famoso pão-duro, isto é, que recusa-se a gastar (ou dar) o que deveria, normalmente tem problemas graves de retenção dos próprios dejetos (prisão de ventre). Um mau sinal, indicando também o tipo de pensamento que está retido, o estado emocional da mesma forma fica bloqueado. Lei de causa e efeito: a maneira como circula o dinheiro, indica como estão as relações emocionais. Economia nem sempre tem a ver com cuidados consigo mesmo.

Gastos abusados também indicarão uma tendência a perdas descontroladas, tanto emocionais, quanto de líquidos do corpo, ou de amizades frívolas e sem sentido.

Tantas coisas diferentes apenas mostram as múltiplas faces da vida humana. Se permitimos que coisas novas entrem em nossas vidas, estamos permitindo a circulação da energia em nossas vidas.
Por que o universo vai te dar algo novo se fica te agarrando as coisas velhas?

Digamos que a energia venha do Sol. Esta maravilhosa estrela de onde teve origem nosso Sistema Solar nos dá luz, calor, prana vital. Esta energia vêm até nosso planeta, que é nossa base material. Recebemos a energia solar e apoiamos nossos pés na terra para podemos crescer. Assim como árvores que fortalecem e aprofundam suas raízes, devemos ter nossos laços com a terra mãe para poder elevarnos cada vez mais alto em direção aos céus, ao espaço. Experimente saltar para cima sem apoiar-se no chão. Será impossível.

Esta força é a mesma que nos fornece a vida, que nos indica a forma de agirmos em relação ao que recebemos e como podemos e devemos repassá-la, de forma a que tenhamos o verdadeiro proveito da experiência da circulação e ampliação da energia, seja ela qual for, tenha o nome ou a apresentação física, emocional, mental ou espiritual que seja correspondente.

Os relacionamentos, serão como estar com nós mesmos. Aquilo que tu dá para ti, é o mesmo que dá para os demais. Têm a mesma qualidade.

Observa a Lei Universal de Causa e Efeito. Lembramos dela por causa do carma. Porém, a negatividade e a opressão de interesses às vezes externos, nos aponta sempre o aspecto destrutivo, a invalidação, a negação. O sistema te recorda continuamente que se fizeres isto ou aquilo, serás castigado, roubado, lesado, punido, agredido. Desperta! A lei de causa e efeito vale para qualquer tipo de manifestação.

Recebes o fruto daquilo que plantas. Isto é o que está escrito. Se tens atitudes, gestos, pensamentos e ações negativas, com certeza receberá algum tipo de retorno também negativo para ti. Porém, quando ages, pensas, sente, compromete-se e cumpre com tuas manifestações positivas, com toda segurança terás resultados positivos.

Aquilo que tu plantas, podem ser ventos, discórdias, inveja, insegurança. Algo em que vais tropeçar mais adiante.

Mas se preferes plantar a semente de teus mais lindos sonhos, se divulgas atos luminosos, palavras positivas, atos construtivos, o resultado beneficiará a ti e, com certeza aos demais.

Recorda: para ajudar aos demais, deves ajudar primeiro a ti mesmo. Pela lei de causa e efeito, como pode ajudar alguém sem fazer primeiro por ti? Como pode amar ao próximo sem amar teu próprio corpo, tuas emoções, teus pensamentos?
E como pode amar o feio, o que houver de ruim em ti? É necessário evoluir.

A lei de causa e efeito funciona porque estamos enviando (dando) uma energia para o universo. Esta energia será revertida de alguma forma para nós. Portanto, tens que fazer por ti primeiro, caso contrário, agirás de forma falsa e mentirosa, mesmo que tua intenção seja outra. Simplesmente, estarás enviando cartas vazias para o universo. Como se fossem envelopes vazios. Tu tens que preencher estes envelopes com tuas mensagens, teus pensamentos positivos, tuas construções e obras.

E que são estas obras? Serão as realizações de tua própria vida. Quando te presenteias toda semana com algo para ti mesmo, algo singelo, como um doce, uma pausa para descanso, ou talvez, sempre que puderes, algo de muito valor, estás criando uma energia que será refletida.

Quando compartilhas com teus amigos a delícia de uma celebração pelo colorido de uma tarde ensolarada. Se buscas teus ideais e sonhos com verdadeira vontade de tornarse vitorioso para que outros possam te seguir.

Se empreende dia a dia tua caminhada pela liberdade e queres que todos venham contigo, luta por ti mesmo, encontra a pegada certa, o apoio sólido, um caminho que te leve ao mais alto cume. Tudo isto será multiplicado pelo universo.


Alguns passos do caminho

Cada pessoa tem sua própria identidade. Busque tua própria verdade. Seja você mesmo.

Como?

Muito antes da busca pelo Nirvana, temos múltiplas opções.

Cada pessoa deve conhecer seu próprio corpo, seu funcionamento, sua alimentação.

Conhecer o mundo onde mora. Para conhecer teu ambiente externo, tens que te relacionar contigo mesmo.

Quando te relacionas contigo mesmo e com teu ambiente externo, podes então conhecer e explorar as relações entre as pessoas.

Quando compreendes as bases da amizade, do companheirismo, iniciam as relações mais profundas. Nascem as relações de família.

Da família, se origina o clã. Do clã familiar surge a vila. Das vilas vêm as cidades. Destas formam-se os estados e países. Um dia, deixaremos de ter divisões políticas (linhas no papel) para termos então verdadeiras relações de irmandade entre os povos. Como imensas famílias.

Neste momento, em que estamos próximos a outra mudança de milênio*, o que podemos fazer de verdadeiro quanto ao nosso mundo? Simplesmente ajudando pelo cumprimento de teu próprio papel, da melhor maneira que puderes. Com ações positivas. Cada pessoa têm sua missão, suas metas, seu fardo de tarefas a cumprir para o bem de todos.

(Nota: *o artigo foi escrito em 1997)


Se tu queres verdadeiramente evoluir, conseguir tudo que aspiras na vida, abandona imediatamente as palavras negativas.
Busca aprender a observar tua mente e transformar os pensamentos negativos de forma a que possas criar coisas novas.
Já se criou destruição demais.
Ajude da melhor forma possível que é a seguinte: simplesmente não crie mais coisas negativas.
Se não tens palavras positivas a dizer, simplesmente não fale. Simplesmente isto.
Uma boca fechada, é melhor que uma boca lançando destruição. Mesmo que te creias com razão, prefere o silêncio.
Nada se constrói a partir do negativo. Usa em teu próprio favor a lei de causa e efeito.

As pessoas não alcançam o que querem, simplesmente por não acreditarem que seja possível, ou por desmerecimento. Porém a luz do Sol está aí para todos não está?

Recorda sempre, que se queres algo com verdadeiro amor, com sinceridade, se o que desejas é justo, planta a semente da criação.

Tu mereces tudo o que existe no mundo. Se tu queres, podes. Se podes, mereces.

.'.

Gilberto Strapazon

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Royal Canin = Covardes.

Cachorros atacam ursos na Ucrânia, para diversão dos assistentes.
O evento foi patrocinado pelo segundo ano pela Royal Canin.
Imagem: www.express.co.uk



Royal Canin = Covardes. 

Matéria chocante publicada aqui pela ANDA, Agência de Notícias de Direitos Animais: 


Após publicação de denúncia na ANDA, Royal Canin pede desculpas por ter patrocinado rinhas de cães contra ursos

Depois da repercussão gerada pela notícia publicada na ANDA, no último dia 27, que denunciava a Royal Canin como patrocinadora de uma rinha brutal e ilegal na Ucrânia, a marca entrou em contato com a redação para se retratar. A matéria trazia a público a denúncia da organização internacional de bem-estar animal FOUR PAWS, que publicou um vídeo comprovando o envolvimento da empresa de rações com o evento sangrento.
As imagens documentam um torneio ocorrido em abril de 2013 nas florestas da região de Vinnytsia, na Ucrânia. Por diversas horas, com intervalos de aproximadamente 10 minutos, dois ou três cães são induzidos a atacar um urso pardo covardemente  acorrentado. O “Segundo Campeonato entre Cães Caçadores, Ursos e Feras Selvagens” tinha, entre os prêmios, troféus estilizados para a disputa que tornavam clara a referência à rinha, com o logotipo da empresa estampado neles. A Royal Canin confirmou à FOUR PAWS o seu envolvimento no evento de abril, mas declinou em aceitar marcar uma reunião e se negou a comentar o assunto. Até então.

Meu Comentário:

Terrível.


Inaceitável.

Estamos mesmo no Século XXI?

Pode ser uma mega corporação, mas se o supervisor lá na ponta da porcaria da filial do último buraco do mundo fez uma barbaridade, o mínimo que a matriz deveria fazer, é demitir todo mundo (ou tentar realmente educá-los) e demonstrar que realmente tomou uma medida de (bom) caráter.

E notem bem, a Ucrânia não é nenhum buraco. graças a internet temos conhecidos por todo o mundo. Mas alguém lá na "estratosfera" dizer não sabe o que acontece dentro das suas unidades, é triste.

Não adianta falar palavrinhas bonitas que provavelmente algum advogado escreveu.

Segundo um dos comentários postados na matéria: “A Royal Canin é de propriedade do grupo americano Mars, que também é dono das famosas marcas Kitekat, Snickers, M&Ms e Whiskas.”
(não tive tempo de confirmar sobre a M&M e a Snickers)

Lembram da propaganda: "blá-blá-blá whiskas..."?  Pois é isso aí. Blá-blá-blá.

Isto é o que se chama de capitalismo selvagem. Dinheiro sujo. Não adianta pagar propaganda bonitinha para esconder as coisas. Todo mundo sabe que eu acho ecochato uns chatos mesmo.
E que também acho que quadro de "Missão da Empresa" (Brand Values) na maioria das vezes não reflete o verdadeiro ambiente organizacional. É algo que comento com frequência quando falo sobre carreira, mas também sobre o papel da empresa e o que ela faz.

Normas ISO? Eu vou dar valor para alguma delas no dia que uma empresa destas for certificada por Shamãs. Com bom senso é claro, sem extremismos por favor. A civilização tem coisas boas,mas precisa de muitos ajustes. Em boa parte das vezes que colocam ISO e outras normas técnicas a qualidade do produto, o ambiente funcional, a coerência na atividade ou a relação com clientes não mudou. Só adicionaram burocracia e tinta colorida.

Não precisa de nenhum extremismo, apenas um pouco de sensatez.

Desculpas? Neste tom de pura balela? Tem coisas que não dá para ser "politicamente correto" apenas. E amanhã continuam fazendo a mesma coisa?

Pelas inscrições nos troféus é o segundo ano que a Royal Canin patrocina o evento.

Felizmente a Internet é pequena. A memória está lá e por muitos anos isto vai constar em todas pesquisas. Então Srs da empresa, mudem. Eu tenhos meus pets e sou seu ex-cliente agora. E vou falar disto.

As mensagem da Royal Canin seria (ao que entendi) do Sr. "Herve Marc, global corporate affairs director for Royal Canin". Tipo, diretor para assuntos internacionais. Puxa, impressionante.
Agora, se o tal pedido de desculpas é sério mesmo, e vão patrocinar uma imensa quantidade de umas ajudazinhas para os ursos, porque no site da empresa não se acha uma palavra a este respeito? Já perderam a chance. A memória da internet está aí. Deviam ter uma área para colocar uma nota ao menos. Mas a famosa "Brand Values" está lá. Pelo jeito, a famosa "Missão da Empresa" (eu falo mal de todos estes quadros pendurados nas recepções), mais uma vez não é seguido.
Tem algum ombudsman?

Senhores diretores desta empresa, mais uma coisa que eu sempre estou citando nos sites de revistas de administração e das áreas em que trabalho: Empresa é um organismo social. É como um ser vivo.

Olha, ninguém muda do dia para noite, muito menos uma estrutura de uma empresa destas a menos que a alta direção realmente tenha coragem de dar a cara a tapa e fazer o que deveria ter feito. Não é apenas punir, mas mudar de verdade para algo melhor. E não é com propaganda bonita, muito menos com a tal "Brand Values".

Royal Canin, isto é pura covardia.

É muito fácil ser uma empresa grande. Difícil é ser uma Grande Empresa.


Gilberto Strapazon
31/Julho/2013


.'.


Outras reportagens a respeito:  



.'.

domingo, 12 de agosto de 2012

Intelectual Indo Tomar Café da Casa de Cultura Mário Quintana

Desinteressment
Arte: Bujwid (Polonia)



Intelectual Indo Tomar Café da Casa de Cultura Mário Quintana
25/04/2004


Nota do autor: para evitar desespero aos nossos leitores, omitiremos todas partes que se referem ao uso do telefone celular em público e as respectivas questões de bom senso, não comentar em voz alta a vida alheia nem quanto ao gosto musical dos toques do telefone e nem sobre deixar tocar a tal música por longo tempo como se estivesse apreciando profundamente o sentimento metafísico e inspirativo genialístico que só os eleitos entendem.


Aproveitando um recente tópico de um intelectual falando mal de quem não é intelectual, repasso o interessante relato vivencial que nos foi relatado pelos "especialistas de provimentos de solicitações individualizadas" (garçons) do café da Casa de Cultura Mário Quintana, aqui em Porto Alegre.

O local trata-se de um dos "points" da intelectualidade, e com certeza, existem similares na maioria das grandes cidades.

O intelectual típico aparece no final do dia, geralmente após as 17h30minh até 18h, que é quando termina o expediente na repartição pública aonde trabalham. Isto já indica por si só que são exemplares seletos da casta que sabiamente optou por valorizar o dinheiro da família (ou de alguma entidade patrocinadora) e trabalhar, digo, estudar (decoreba) pelo menos uma vez na vida para conseguir aprovação num concurso.

Sempre trazem sua agenda moderna, e com o logotipo da empresa doadora discretamente apagado (ou raspado) da capa, além é claro, de algumas pastas com os famosos projetos...
Estes intelectuais costumam ter um monte de papéis que chamam de projetos, e muitos recortes de revistas e jornais de distribuição gratuita que corroboram suas teses.

Portanto chegam e sentam-se. Quer dizer, mostram que chegaram (sons de clarins) então começa a penúria do garçom...

1) Antes de sentar, escolhem atentamente qual a mesa mais adequada no recinto, visto ser necessário atentar ao fato de que uma eminente personalidade pública de renomada estirpe intelectual chegou ao local. Daí a necessidade de ficar de pé, se possível atrapalhando a passagem a de algum infeliz cliente ou garçom que por acaso tenha a pretensão de querer andar pelo mesmo espaço, normalmente suficiente para umas três pessoas, enquanto aquele que se considera um modelo para uma futura estátua em praça pública analisa. E "como" analisa o ambiente.

2) Após finalmente sentar-se, o garçom deve aguardar um bom tempo, até que a personalidade recém chegada se decida sobre quais pastas vai deixar em cima da mesa, e sobre quantas vezes vai abrir e fechar a agenda, enquanto coloca todo este material sobre a cadeira. Depois coloca de volta na mesa. Repete-se algumas vezes.

3) Finalmente após angustiosos minutos para os garçons, a distinta criatura faz um gesto quase imperceptível, mas que com certeza, caso questionado (um absurdo), ele terá toda gentileza de afirmar ter estado longamente de braços erguidos estando por aguardar a atenção do obviamente inepto garçom. E claro que comentará isto com seus colegas de ofício na primeira oportunidade.

4) Imediatamente atendido pelo garçom, solicita o "cardápio" ou "menu" como alguns preferem... Primeira vinda do garçom.

5) Recebido o cardápio, estudará detalhadamente todas as alternativas por alguns minutos.

6) Novamente efetua um longo e milimétrico movimento imperceptível para solicitar novamente a presença do garçom.

7) Atendido pelo garçom, é comum solicitar se teria um determinado prato do cardápio que está sem preço. Obviamente não tem, e a personalidade expressa seu descontentamento com um franzir de olhos ou um amplo movimento facial... (manda o garçom embora e continua a olhar o cardápio)... Segunda vinda do garçom...

8) Na falta de alguma alternativa atraente, então o distinto cliente, chama novamente o garçom, solicita "então só um café expresso"... Se for dia de pagamento, poderá pedir até um "capuccino"... Terceira vinda do garçom...

9) É servido o café expresso... Quarta vinda do garçom...

10) Como uma importante personalidade pública está deliciando-se com um dos melhores cafés do país, na mais importante casa cultural do estado, este deverá obrigatoriamente demorar uns 25 minutos entre saborear o paladar com o café, beber aquele minúsculo copinho com água, e apreciar demoradamente a demonstração culinária do biscoitinho que acompanha tudo isto...

11) Neste meio tempo, nosso importante exemplo da intelectualidade mundial, supra-sumo do conhecimento que precisa destes momentos merecidos de deleite e apreciação devido ao seu incansável sacrifício para a população mundial ao perdurar longamente na repartição pública, então aproveita para verificar sua agenda fartamente preenchida de importantes eventos culturais e rever outros tantos pontos dos projetos que estão nas pastas...

12) Sobe e descem as pastas da mesa para a cadeira lateral...

13) O garçom vem até a mesa neste período (por obrigação do ofício), para perguntar se o cliente deseja mais alguma coisa (se não vier o cliente vai pensar que está sendo desconsiderado)... Quinta vinda do garçom...

14) Se além de ser dia de pagamento dos salários, ou ainda, se por um raro acaso, estiver com alguém tão importante quanto ele (e também for dia do pagamento), poderá pedir mais um café... Sexta vinda do garçom...

15) Finalmente, depois de uns 30 minutos, outro gesto que seria interpretado incorretamente por pessoas comuns, como sendo uma coceira no nariz, indica ao garçom, que a nossa importante personalidade está requisitando atendimento novamente...

16) O garçom vem até a mesa. Então seu importante cliente... Pede a conta... Sexta vinda do garçom...

17) O garçom vai até o caixa, pede o boleto... Este é emitido rapidamente, mas o garçom deve aguardar precisos minutos ou o cliente pensará que estão com pressa para desocupar sua mesa para alguém de nível intelectual inferior.

18) O garçom volta à mesa com o boleto, naquele pratinho tradicional... Sétima vinda do garçom...

19) Obviamente o garçom apenas entrega a conta e retira-se de volta ao balcão...

20) Infelizmente, personalidades ilustres não andam com porta-moeda, sempre esquecem daquelas coisinhas tão sem importância, por isto paga com uma nota de R$ 10... Se for dia de pagamento, será uma de R$ 50...

20) Nosso importante exemplo da cultural mundial chama novamente o garçom para efetuar o pagamento...  Oitava vinda do garçom...

21) O garçom retira o pagamento e dirige-se ao caixa para comprovar a emissão do tíquete (necessário para que o cliente verifique se foi cobrado algo adicional) e para receber o troco necessário...

22) O garçom retorna à mesa, entrega o troco ao nosso exemplar modelo da humildade intelectualistica tão amplamente importante para o universo que ainda é capaz de escutar o garçom agradecer e ainda fazer um comentário citando um importante autor relativo ao advérbio utilizado... E finalmente fazer um gesto de condescendência ao serviçal que lhe trouxe o café... Nona vinda do garçom...

23) Se acaso estiver chovendo, acontece uma estranha descontinuidade neuronal que afeta a capacidade intelectiva ligada às necessidades práticas, como capacidade de locomoção, escolher o ônibus certo e saber fazer cocô sozinho, causando com que o intelectualóide (o cliente em questão), subitamente perceba-se numa situação em que necessita decidir em pelo menos 15-20 minutos como proceder para pegar suas coisas e sair.

24) Se não estiver chovendo, nossa personalidade artística facilmente tomará seu rumo em menos de 10 a 12 minutos...


Moral da história: Chamar NOVE vezes o garçom para tomar um cafezinho e depois acham que os outros é que são grossos mal educados e sem cultura?

E por último, muitos destes são justamente aqueles que aparecem falando mal do país, do povo, das pessoas. Em toda parte.

.'.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

A Sabedoria do Animal Interior

A Grande Coruja e Sua Sabedoria
Fonte (Facebook): Funny Wild Life
Todos temos uma sintonia com a natureza e com o que se chama de animal interior, com o qual nos ligamos através dos seres da natureza.

 Mas não basta sabe-lo,é necessário descobrir em si suas qualidades para despertar as energias evolutivas que nos trazem e assim, nos harmonizar com toda existência.

É por isso que tanto pessoas quanto empresas, muitas vezes por melhor que atuem, deixam de ter sucesso simplesmente porque deixam de lado uma das melhores partes de si, que é perceber que todos somos partes deste grande organismo que é o universo.

 (E em agradecimento a uma grande alma de Luz).

Gilberto (Sw. Prabuddha) 25/07/2012


 .'.

sábado, 26 de maio de 2012

Habilidades Humanas Além de Mero QI

Quem acha que só existe uma estrada, sempre vai ter resultados limitados.
Foto: Dirk Huijssoon


Referente a matéria da Revista Escola: Howard Gardner, o cientista das inteligências múltiplas
A idéia de que existem várias aptidões além do raciocínio lógico-matemático, apresentada pelo psicólogo, causou grande impacto nos meios pedagógicos.


Meu comentário:
  Os cientistas estão descobrindo, ou melhor, oficializando o que em muitas áreas é sabido há séculos: as pessoas são diferentes e tem capacidades diferentes.

Generalizar dentro deste ou daquele modelo é correr o risco de desperdiçar a fruta toda por olhar apenas a cor da casca.

Isto se ultrapassarem o perigoso e difícil processo de sair do confortável chão e subir na árvore para pegar a fruta madura ao invés de apenas analisar apenas as podres que caíram no chão.

Cuidado! É perigoso sair da zona confortável e pasteurizada do conhecimento oficial.

O comparativo vale para as mais diversas áreas e atividades.

Só para lembrar que Einstein era um péssimo aluno na infância e considerado débil mental pelas sistemáticas da época.

Desenvolver a consciência representa perceber que as pessoas têm vários aspectos que interagem entre si, muitos sequer considerados pela "intelligentsia" que muitas vezes apenas apegam-se ao ego, as aparências ou aos gostos pessoais em detrimento de perceber o quão vasto é a capacidade humana.


.'.

Leia Também:


.'.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Alquimia: Como da Água para o Fogo

Foto: Natalie Gupta

Alquimia: Como da Água para o Fogo

Alquimia trata da evolução do ser, não apenas da matéria. 



A água se junta ao ar e de forma imperceptível, emana sua poderosa substância de ligação para que a energia do Sol manifeste-se em forma harmoniosa e conjunta na transformação da terra em ar.
A elaboração de um processo alquímico requer vários fatores.
Em primeiro, a decisão do operador alicerçada por uma definição exata do processo pretendido.
Segundo, determinação de continuar o processo sob todos os aspectos, tornando-se a si próprio o cadinho, o recipiente que conterá o magma vivo da nova realização.
E terceiro, agir em silêncio sob a Lei da Transmutação Universal.



I

Primeiro, qualquer interferência externa será considerada uma obstrução ou uma tentativa de interromper o processo.
Quando se está em fase de migração vibratória, o ser que opera magicamente sobre a substância está se tornando ele mesmo uma parte do Sol, para assim poder atuar diretamente nos princípios básicos que regem a matéria.
 

Assim, liberta-se a porção digamos assim, espiritual, em forma livre. A partir do 4, reduzimos para chegar ao 1*.
Nota * Numerologia hermética.

Da forma vem o que não tem forma.
 

Tomamos inicialmente à substância bruta, a personalidade ainda potencial da pessoa, aquela que ainda não pode ser chamada de indivíduo, pois não possui consciência de si nem de seu ambiente.
Então, conduzimos esta para o processo de equilíbrio e desenvolvimento primeiro, de seu corpo.
Trazer novamente ao que é denso o contato mágico com sua verdadeira natureza, resgatar o contato com a Mãe terra, com o rio, a montanha e as estrelas.
Perceber que esteja onde estiver o ser humano é senhor de seu mundo quando se torna senhor de si mesmo.
Não apenas um título, um “diploma” de Swami ** . Atingir o estado de estar em seu próprio direito. Não mais uma parte da massa pegajosa das pessoas comuns. Mas conhecer e agir de acordo com a Lei dos Céus, a verdadeira Lei do universo, que vêm do Sol central.


Nota ** Em hindu, SWAMI significa Senhor de Si mesmo . 
MA significa Senhora de si mesma ..

II

Em segundo, refinar a mente. A grande ilusão também é uma diversão mental e, vemos facilmente seu disfarce entre os enormes cabedais de erudição e gestos carregados de simbolismos.
A mente não pode e nem suporta olhar para si. Busca no exterior mais motivo para fixar sua atenção, desviando aquele que está como semente divina, da verdadeira água da vida.
Rituais, emblemas, canções. Fachadas e prédios de conquistas inexistentes e artificiais. O verdadeiro conhecimento chega apenas quando percebemos, por um instante, que somos capazes de calar-nos e ouvir o Silêncio.


III
O êxtase está dentro de nós.
Foto: Marc Rettig
Então, por terceiro, quando encaramos o Silêncio, percebemos o quanto de inútil foram todas nossas tentativas e seitas. 
 
Todos os processos apenas nos desviaram por anos, vidas talvez, do que está permanentemente a nossa frente: o grande oceano da existência.

Quando então estamos novamente unificados em nossa mente corpo e espírito, pode-se finalmente começar o processo de reconhecimento da polaridade de nosso ser.

Aos poucos, percebemos nossa vida como um pêndulo. Hora oscilamos e vacilamos, hesitando de forma automática.
Hora, estamos focalizando apenas um lado de nossa vida. Mais do que trabalhar o descobrir sua parte masculina e feminina, mas sim, perceber o que vêm a ser estar ao centro, não se afetar pelos ventos nem marés dos acontecimentos que nos rodeiam.
Aquele que encontra o silêncio percebeu o centro. Passa a buscá-lo continuamente, pois sentiu algo que não sabe explicar, tampouco o poderia. Apenas poderia chamar aos demais para algo que lhe tocou tão profundamente.
Das palavras e sensações que trouxeram o caminho para todas as respostas. Do intervalo no tempo onde não existem dúvidas, nem ansiedade,
E ali, finalmente, ao encontrar o centro, chegamos ao princípio primeiro. Aquilo que alguns que sobem as altas montanhas encontra. Outros que mergulham nos oceanos e outros que se atiram pelas corredeiras em botes frágeis. Talvez, o salto no vazio.

 
Enfrentar o risco significa ser autêntico plenamente pelo menos uma vez na vida.
Seja atirar-se de um penhasco na águas que estão lá embaixo. Com todo frio na barriga e pânico que isto possa representar.
Seja correr na escuridão absoluta de um ritual nas montanhas. Ou mais corajosamente, enfrentar cara a cara sua realidade dentro de uma cidade infecta.
Sempre será preferível ao ser humano estar junto à natureza. Seu aprendizado será mais rápido, com maior qualidade. A transformação mais gradual. Ao passo que no ambiente urbano, a lentidão e a inconsciência lhe tomam energia que será preciosa quando perceber que está finalmente pronta a encarar, corajosamente a liberdade.
Ser livre é um processo apavorante, terrível, catastrófico para os covardes. Nenhuma mamãezinha limpando suas fraldas, ninguém lhe paparicando, nenhum político para você jogar suas próprias culpas. Nenhuma droga seja cocaína, álcool, religião ou política. Sem escudos, nem máscaras.
Para receber 100% da energia da existência, têm que te expor aos 100%. Se te expuseres ao universo, sómente em 90%, de que adianta? É como caminhar apenas uma parte do caminho.
Portanto, se não chegaste ao destino, o que pensas que vai receber?
Avança! Desperta! Se ficares em tua cama, teu travesseiro pode ser até um bom conselheiro e um ótimo companheiro nas catarses de tua meditação caótica, mas continuarás apenas em tua própria cama.
 

Se quer mudar algo, use a técnica TBC: Tire a Bunda da Cadeira!
By Roman Pavlyuk
Não delires achando que uma viagem astral comprada vai te libertar de forma mágica de tua própria cela. Se não consegue sair de teu próprio mundo, por tuas próprias pernas, o que espera encontrar?
A liberdade é uma canção. A canção é um som. O som é um pulsar do coração. O pulsar vem de Deus.

Aos que buscam um dia tornarem-se livres, aos que anseiam pelo ar puro da existência, por soltar-se para sempre das amarras, deixar de ser escravos e prostitutas mendigando carinho e proteção.

Busca um caminho. Encontra alguém que tenha chegado além do princípio original. Alguém que seja transparente como uma criança. Se encontrares um Mestre, recorda, lembra disto, sempre, ele te guiará. 

 
Afirmo-te com o amor de meu coração. Ele te guiará.
-“Mas não me gosta o jeito deste Mestre.” Ele te guiará.
-“Esta técnica é diferente do que meus estudos universitários indicam.”  Ele te guiará.
-“Minhas pesquisas são por outro lado.” Ele te guiará.

 
Se você está no meio da massa, arrastando-se, como pode saber em que direção estará o caminho?
Talvez até teu Mestre seja outro, mais adiante. Mas como encontrá-lo?
Sois como uma criança pequena perdida na multidão.
Precisa de alguém mais alto, um adulto, que te tome pela mão e lhe leve ao teu lugar.
Todos os Mestres são a mesma pessoa. A eles cabe cuidar e guiar cada pessoa para atingir sua missão nesta vida.
Quando o discípulo está preparado, o Mestre chega. Pode ser por um sinal, uma mensagem, uma advertência ou algum sujeito esquisito e sorridente que se senta ao teu lado no ônibus.
Talvez você seja tão importante que o Mestre em pessoa toma um avião, marca uma audiência e venha falar com você. Risos...
 

Foto: Hartwig Koppdelaney

Acorde.
 

Um Mestre vivo é uma experiência que está acontecendo no momento presente.
Se estiveres por algum motivo próximo a ele, agradeça a existência por te guiar.
O Sol te dará a luz que necessitas para encontrar a primeira pegada. Caberá a ti apenas iniciar estes passos e chegar ao canto mais alto, à canção suave e divina.
Estarás percebendo talvez de forma instintiva que tens uma semente em teu ser e, esta semente é a Chama Solar.
 

Olhe sempre para o Sol da manhã e dá-lhe as graças pelo novo dia que recebes.
Sinta a terra sob teus pés. Ela é tua matéria, tua origem.
Traga o ar profundamente em si. Perceba que todo teu ser se energiza e realiza então, o mágico trabalho da combustão da matéria, da transformação dos elementos em energia.
Da liberação dos princípios básicos para que tua chama divina seja nutrida, como imensa fornalha de Amor.
Este Amor é distribuído pelo teu corpo, tua circulação sanguínea é o canal disto. Percebe-o!
Tomarás consciência de que teu corpo é uma máquina de Amar!
Perceba que está se amando então teu Amor poderá finalmente começar a fluir para os demais de forma verdadeira.
Como uma chama que vêm de teus olhos. Se compreenderes isto, entenderás a transformação da água em fogo.
Encontra um Mestre e toma sua mão, firmemente. Ele te guiará ao teu verdadeiro caminho.
E se a existência coloca-te perto de um Mestre autêntico, agarra-te a ele! Talvez não seja teu Mestre (ainda), mas ele te encontrou, perdido e solitário. Justamente, será ele quem te guiará, como uma criança órfã e cega, ao teu verdadeiro encontro. O encontro mágico da água e do fogo.
Tem em teu ser tudo o que necessitas para ser feliz.
O calor que buscas, está em ti. Na combustão que realizas quase sempre sem perceber.
A sede que sentes, se percebes, mostra teu corpo pedindo pela água que circula abastecida do amor de teu coração, para todo teu corpo.
Tua língua então, poderá devolver o ar transformado em algo belo, uma poesia, uma canção. Desperta!
Tu és a síntese dos elementos. Quanto perceberes que tu mesmo és o quinto elemento, será tarde demais!
Terás despertado e será inevitavelmente contaminado pela felicidade.


.'.
Sw. Gilberto Prabuddha
27/05/1996
.'.

Rock Progressivo É a Evolução da Humanidade

Progressive Amusements for Progressive People Strand Theatre program.
Back in the 1920s progressive and liberal were good terms.
Imagem: Kathryn Usher


Rock Progressivo É a Evolução da Humanidade

Uma de muitas opiniões. Cada um tem a sua Ok?


O rock progressivo surgiu naqueles anos 60, quando em todo mundo, uma nova percepção de que somos muito mais do que mero receptáculos de uma alma predestinada a seguir padrões e esquemas genéticos e sociais.

O rock progressivo é um estilo que alia a necessidade libertária do rock, com o detalhamento e profundidades para a percepção e vivencia de forma integral da experiência psico-acústica.

Assim, uma das facetas percebíveis, é que se trata de uma música para ser percebida intimamente, atuando como um guia e meio para sintonizarmos outras esferas e dimensões, atuando nos diversos corpos energéticos do ser humano, levando a uma íntima união através do plano astral superior, chegando até a percepção das divinas emanações da criação.

Rock progressivo, como alguém já disse, é algo requintado e que se torna sofisticado, pois requer de seus amantes, mais do que alguns neurônios treinados nalgum estilo musical.

Pelo contrário, um intenso treinamento auditivo e cultural tende a bloquear a capacidade natural das pessoas de perceberem a vida fluindo, e com isto, acabam por serem insensíveis às delicadas nuances e múltiplas experiências que uma música neste estilo poderá proporcionar.

Por sua abrangência que vai até o espiritualismo profundo, o rock progressivo é naturalmente multicultural, sendo uma energia comum a praticamente quaisquer povos, explicando-se desta forma, porque é tão natural que quaisquer povos coloquem seus estilos nativos dentro do imenso fogo estelar que donde fluem as melodias progressivas, e dali resultem sonoridades que falam para tantas pessoas distintas.

Em comum, o público do rock progressivo costuma apresentar o gosto por trabalhos elaborados, pela satisfação em explorar muitas facetas e a diversidade de ideias.

Se o rock progressivo fosse um espelho, seria um diamante espelhado por dentro, com infinitos reflexos e a possibilidade da imersão por longo tempo, para renascermos do outro lado, renovados e inspirados, sempre com novas luzes.



Sw. Gilberto Prabuddha.'.
25/05/2006
Publicado no Orkut, na comunidade Rock Progressivo

.'.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...