English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta Google. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Google. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Privacidade: Puxão de orelha na Apple e Google

Google e Apple levando puxão de orelha por causa da coleta de informações de usuários nos aparelhos móveis. Segundo matéria da Info:

"...apesar de afirmações categóricas de seus executivos de que as empresas não usam as informações para fins impróprios".



Espelho inventado para espiar os vizinhos.

Bem, até acredito que realmente os executivos comprometidos com o bem estar das pessoas e da sociedade como um todo, não pretendam usar estes dados indevidamente.

Lembrando também, que tem a coleta de informações de todas formas, redes sociais, o Google Maps, as companhias que trabalham com publicidade, etc.

De início, já existe a questão pura e simples de coletarem dados que podem vir a ser indevidamente usados. Vazamentos existem! Quem nunca recebeu uma chamada de telemarketing de alguém que tem dados pessoais seus e de sua família obtidos certamente de forma imoral e antiética?

Outra questão, que já comentei mais de uma vez é que estas informações podem ser o verdadeiro paraíso para fofoqueiros.

Estes existem em toda parte. Podem ser nerds cheios de hormônios que aproveitarão para saber informações sobre as mulheres bonitas da região.

Podem ser pessoas intrometidas que acham que suas opiniões são melhores que as demais e terão material para fazer suas apologias sobre alguma moral que (só) eles acham ser a salvação de quem não tem direito de escapar de suas pregações (martelações) indesejadas.

Pode ser apenas o velho e famoso "fuxico", de bisbilhotar a vida dos outros e ficar falando ou inventando estórias e criando dramalhões para se divertir as custas dos demais.
Os perigos são muitos. São os "donos da verdade", os fanáticos com algum ponto de vista exclusivista, os (falso) moralistas (de cuecas), os pervertidos em geral, os manipuladores, os que tem interesses inomináveis, etc, etc


Seu trabalho pode ser sério. Mas quem olha o que você faz?
Acredito nos executivos bem intencionados da Google. Mas gente fofoqueira e intrometida tem em toda parte. As boas intenções de um podem não ser a de outros, mesmo que por acaso.

Num  episódio da série NCIS, teve um bom exemplo: dois jovens militares usavam a câmera de longo alcance de um satélite do governo para  olhar uma das oficiais tomando banho de sol na praia. Nua.
Imagine quem está no conforto de seu pátio, cercado de muros e com um satélite acima de sua cabeça. Ou comentou algo particular por e-mail que pode ser de muiiiiiito interesse para alguma fofoqueira beata fanática da vizinhança...

Claro que nas mensagens as pessoas podem falar muitas "abobrinhas" como citou um leitor.
Mas podem ter certeza que muitas destas "abobrinhas" são de interesse. Gente fofoqueira é o que não falta.

Vocês acham que Google, Apple, agências como FBI, CIA, SNI, seja quem for, tem apenas gente séria e, seus quadros?

É um grupo como qualquer outro. Espionagem é outra coisa. Ter acesso aos dados nas redes é apenas "controle social".

Acho que é bem possível que ocorra muito mais bisbilhotagem da vida dos outros. Ou vocês acham que um bando de nerds com livre acesso as fotos particulares do Orkut, por exemplo, não vai catar fotos picante da mulherada, ou se meter nos assuntos dos conhecidos e parentes?

Ou simplesmente, se meter na vida de qualquer um como faz qualquer fofoqueiro? Isto já ocorre e muito até em grandes e "famosas" empresas (sou testemunha mas negarei saber) onde o pessoal que cuida da segurança, acabam contando pelos corredores até detalhes mais picantes das conversas particulares interceptadas de folegas no msn ou pelo e-mail!

Existe muita palhaçada em primeiro lugar, depois falta de caráter e só muiiiito depois, interesse desapegado.

E sobre as "abobrinhas", imagine o que pode vazar de informações quentes, nas abobrinhas e papos descompromissados (as vezes até irresponsáveis) das filhas e amiguinhas de alguém de influência, um empresário, um político, etc...

As pessoas falam muita coisa só para se exibir, esquecendo quem mais pode estar atento.

Algum tempo atrás escrevi sobre isto: Araponga Web pode ser prejudicial para a empresa





Algo pode ser mostrado por acaso até para quem não espera...


Este artigo é baseado nos meus comentários publicados na Revista Info, nas seguintes matérias:

.'.

    quinta-feira, 9 de setembro de 2010

    Fale com o mundo com o celular tradutor do Google

    Pessoas de diferentes costumes poderão buscar um mundo maior, e melhor.
    Foto: mio yamada

    O advento já previsto a décadas pelas obras de ficção, como Star Trek, de um aparelho capaz de traduzir conversas em línguas diferentes,  foi apresentado por Eric Schmidt, presidente do Google, durante palestra na IFA, feira de eletrônicos em Berlim, na Alemanha.

    Isto acrescenta a possibilidade de ampliação social entre pessoas de países muito distintos, formando uma base cultural miscigenada e com isto, então, abrir oportunidades de negócios inimagináveis nos dias atuais.

    Na prática, hoje as pessoas usam a internet para consultar o dados da loja do bairro, falar com alguém que mora perto. A maioria das pessoas sequer acessa sites distantes mais que 100km da sua casa.

    Se ampliarmos o entendimento da linguagem, teremos a possibilidade de ampliar o entendimento e gerar novos costumes, com todo um universo de possibildiades resultantes.

    Autoconhecimento e gestão de si mesmo serão itens diferenciais para os que forem liderar estas caminhadas.

    E por que? Porque lidar com culturas diferentes de forma tão abrangente não se trata apenas de trato político, ou simples negócios. A tecnologia de tradução não converte costumes, ideais, conceitos, etc para o idioma do interlocutor.

    É preciso escutar e ouvir.

    E quem é capaz de ouvir a si mesmo, aprimorando práticas como meditação, autoconhecimento, busca de melhorias pessoais, suas e no seu relacionamento com os que estão ao redor, incluindo e principalmente, nas empresas, certamente terá melhor entendimento e aproveitamento das situações tanto quanto, a possibilidade de ser melhor compreendido e aceito.

    A tecnologia está cada dia mais presente, mas sem evolução pessoal, sereis apenas máquinas.

    sexta-feira, 23 de abril de 2010

    Google mostra que Brasil lidera na remoção de conteúdo

    Foto: Griff Miester

     A liderança é brasileira no pedido de remoção de conteúdos do Google, com exceção da China que considera isto uma questão interna e não fornece dados a respeito.

    O serviço do Google, Government Request tool (Ferramenta de Solicitações Governamentais), recém lançado, mostra no mapa, as quantidades de solicitações por categoria.

    O assunto é comentado  em matéria publicada no site Conjur, "Brasil lidera pedidos para remover conteúdo do Google",

    Claro que existem casos em que realmente é necessária a intervenção, como pedofilia e de clara instigação de violência e racismo.

    Mas também vemos que é comum pintar o sol da cor que convém.

    Mesmo que os números sejam parecidos, por exemplo, com os dos Estados Unidos, é importantíssimo lembrar que lá, internet é de longe muito mais utilizada do que aqui.

    É comum o pedido de retirada de informações, sites, etc, por pura pressão originada por interesses particulares, políticos, sociais e até religiosos.

    Notícias, debates em foruns, comentários que ferem os interesses unilaterais de alguém, tudo isto são motivos para que alguém que tem um pouco de dinheiro, se ache no direito de fazer a lei conforme lhe convém.

    Foto: De Balie
    Do outro lado, quem nem sempre está disposto a gastar, ou não tem força par se opor, opta "por livre e expontânea pressão", por retirar o conteúdo, para não se incomodar, pois quem tem mais recursos, infelizmente, ainda manda, mesmo que seja um criminoso. Experimente falar mal de bandidos de colarinho branco, ou de empresas grandes que são notórias delinquentes.

    Mesmo que a pessoa enfrente a situação, corre o risco de ser perseguida, perder o emprego, ser queimado no mercado perante clientes e fornecedores, enfim, a retaliação é certa e ocorre no melhor estilo dos "Senhores de Senzala", e a internet no Brasil, muitas vezes tem revelado a existência da "Senzala Virtual".

    Ao redor do mundo, vários países tem adotado práticas de restrição de conteúdos na internet, e isto tem sido amplamente questionado devido as claras implicações como censura institucionalizada.

    segunda-feira, 15 de junho de 2009

    Liberdade na Google e A Produtividade do Tempo Bem Usado

    Trabalhar no Google é no mínimo, muito interessante.

    70% do seu tempo e recursos, o profissional aplica na atividade da empresa. 20% em novos projetos relacionados a buscas. Os restantes 10% para seus próprios projetos podendo utilizar toda infraestrutura do Google.

    O Google adota uma sistemática que aproveita a habilidade natural das pessoas de buscar melhorar o que fazem. E com isso, também estimula a produtividade e melhora o ambiente de trabalho e o nível de satisfação de seus colaboradores.

    Pena que muitas empresas, ainda tratam as pessoas como bicho, achando que pregar alguém na cadeira, sem treinamento, sem nenhum raio de ação, vai ser mais rentável.

    Pelo contrário, ao desconsiderar qualidades humanas, se perde muito dinheiro.

    No tempo que se amarrava cachorro com linguiça, isto é, quando havia menos concorrência, fartura de recursos, desperdicios nem eram considerados.

    Hoje, a visão estreita, controladora, moralista em excesso, ou mesmo intrusiva na vida pessoal, gera insatisfação, baixa produtividade, e pouco ou nenhum comprometimento com a empresa.

    É fácil ser mau administrador quando se tem muito dinheiro e contrata-se pessoas que conseguem contornar parcialmente estes problemas, hora sobrecarregando alguns, hora dando um jeito para se virar com resultados medíocres e sistemas precários.

    É como o pão-duro que mantém o velho carro queimando oleo, para não gastar num novo. E o que perde, pelo desconforto e gasto em combustivel, compraria um muito melhor em menos tempo gerando economia. Além de fazer girar a roda das finanças.

    Descuidar da politica de pessoal, ou pior, ter políticas “de fachada” ou contemplar só alguns “protegidos”, é semelhante a fechar a torneira e deixar os canos furados!

    Não se economiza água obrigando as pessoas a usar copos pequenos!


    Aprender a meditar pode ser um grande recurso.
    Foto: Joshua Salmons

    Use bem seu tempo

    Faz parte do processo produtivo do bom profissional, otimizar suas funções. Aliás, acho que isto serve para tudo na vida.

    O ideal, é que tenhamos quatro partes nas atividades, sendo a quarta parte já implicita na matéria acima.

    Extendendo o comentado sobre o Google, acrescentemos o descanso.

    A pessoa deve ter tempo para trabalho, estudo, lazer e descanso (intervalos).

    O tempo de trabalho, são as tarefas que devem ser feitas, projetos, programação, rotina do dia-a-dia, etc.

    O tempo de estudo, é o aprendizado e pesquisa de coisas novas relacionadas ao trabalho.

    Lazer, no trabalho, é fazer o que se gosta, e que não está diretamente relacionado ao trabalho, mas sim, ao exeercicio da criatividade pessoal.

    E acrescento o tempo de descanso, não é dormir. É o repouso necessário para a mente se recompor. Dar uma caminhada, ler uma revista de quadrinhos, etc.


    Esta mesma divisão pode ser adotada para o nosso dia-a-dia. Trabalhar, estudar coisas novas (que não sejam assunto de trabalho), lazer (cinema, teatro, esportes, etc), e descanso (ler, passear, namorar...)

    .'.
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...