English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta Educação. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Educação. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 9 de maio de 2012

O Caminho das Iniciações

Para o iniciado os símbolos são parte da linguagem de Deus.
A Alquimia é a transmutação do Ser.
By Patrick Joust


Existem várias iniciações. O ingresso, as conquistas, as revelações, os grandes e pequenos graus.

Realmente, ser iniciado é uma consequência. Em hipótese alguma é algo que se recebe para passar a estar nalguma condição.

Pelo contrário. A Iniciação só vem depois de muito trabalho sobre si mesmo.

Muitos grupos famosos até, usam a palavra "iniciação" com o significado de "praticar um ritual", mas isto está incorreto.

Iniciação significa empreender uma jornada.

E ninguém vai para uma jornada sem uma prévia preparação. Mesmo os afoitos que entram em qualquer ônibus que aparecem, logo precisam pedir para descer na primeira parada porque não tem nem uma muda de roupa de baixo. Ou vão ficar incomodando as demais pessoas do ônibus para "filar" as coisas que não tem. Pede um cigarro para um, o lanche do outro, o coberto de alguém mais e assim vão. Mas todos estes, quando chegam ao destino, chegam pior do que embarcaram, sem nada e sem crédito nenhum e pior, devendo favor para todos que o aturaram.

Quantos de vocês conhecem estes parasitas? São cheios de discursos sobre compartilhar as coisas (dos outros), sobre mil e uma façanhas (dos outros), mas são apenas ratazanas a espera de alguma migalha cair, ou então, roubam o que podem.

Para empreender uma jornada é necessário preparar-se. Conhecer seu corpo, sua respiração, como alimentar-se. Preparar-se aprendendo técnicas de massagem, relaxamento, exercícios. Conhecer melhor suas emoções e sua mente.

Descobrir a meditação e gradualmente chegar num estado mais calmo e silencioso.

Adquirir uma disciplina, ter compromisso consigo e com os demais.

Até que um dia começa a descobrir a fé. Mas não nalguma coisa externa inatingível, mas aquela certeza interior de que somos parte de um todo e, que podemos senti-lo e sermos unificados algum dia.

Antes da iniciação, a pessoa vai ser um curioso, um interessado. Começa a buscar informações.

Alguns se tornam turistas espirituais, vão frequentar todas as palestras, todos os workshops e até, vão ter fotos abraçados com todos seus gurus favoritos, na estante do escritório, como se isto lhes conferisse algum nível mais elevado.

Outros vão tropeçar aqui e ali, talvez fiquem nas primeiras armadilhas internas: O curso é "muito" longe. Aquele lugar tem pessoas que não combinam comigo. Posso fazer isto a qualquer hora, mas não hoje, pois não posso perder aquela liquidação. Seria ótimo se não fosse neste horário. Não tenho roupa para ir...

E alguns poucos, vão começar a praticar algum trabalho, um método. Tomar parte de algum grupo mais fixo uma escola de Yoga ou até um centro de meditação.

E enquanto fazem isto, também estão trabalhando no mundo. A sua vida pessoal também vai aos poucos sendo influenciada.

É muito fácil largar tudo e enfiar-se num mosteiro nalgum lugar remoto. Lá não tem perigo nenhum, a comida vai estar abençoada com certeza, tem quem cuide dos horários e, principalmente, aqueles perigos todos da civilização não estão lá dentro. Porém, bastam algumas horas depois do regresso para voltarem à mesma vidinha de antes. Apenas deixaram tudo esperando na porta.

A preparação para a iniciação é um aprendizado constante. Algumas escolas esotéricas tem níveis, ou degraus, assim como no Karatê.

De curioso a interessado. De interessado a neófito. De neófito a aprendiz e assim por diante. Até que um dia a pessoa chega num nível em que possui um pouco de energia pessoa, um pouco mais de clareza, sabe onde está seu centro.

A construção só começa quando as pedras estiverem entalhadas e prontas. O tijolo que sai do forno que lhe queimou as impurezas vai começar sua jornada para contruir algo e ser parte de algo maior.

Foto: Amanda Mabel


O trabalho pessoal confere luz e clareza, mais força disciplina que fortalecem nosso centro.

Quando se aproxima a iniciação, a pessoa não tem mais pequenas dúvidas idiotas, nem se perde divagando com coisinhas fúteis. Pelo contrário, as dúvidas e questionamentos são imensos e as coisas fúteis, são maiores ainda (risos). O que importa é o compromisso, a fé, a força interior.
 
A evolução não acontece em saltos. Assim é a iniciação. Ela vai preparando aos poucos.

Até que chega um momento, em que a pessoa está pronta e aí um Mestre lhe entrega as chaves. É uma experiência íntima e que externamente, só pode ser percebida pela energia que libera.

Pessoas que estejam num caminho, podem perceber isto, e estas cerimônias são muito especiais. Os locais aonde são feitas as iniciações mantém uma parte da energia. Por isto os antigos templos e locais de iniciação dos diferentes povos, sempre atraem tantas pessoas, por causa da energia que ali ficou.




Iniciar-se não é receber um diploma. É um início.

Menos ainda, fazer um cursinho de final de semana e achar que se tornou um super-mestre.

Iniciar-se é encontrar o fruto de uma semeadura feita dia a dia, com força, perseverança, vontade, fé, muita coragem e Amor.

Este fruto será apreciado e suas sementes deverão ser cultivadas e cuidadas. A terra precisará ser lavrada. As ervas daninhas extirpadas. Irrigar, podar se necessário, esperar.

Um dia seus primeiros frutos chegarão. E com cuidado e perseverança, muitos outros frutos virão a cada estação.


Sw. Gilberto Prabudda.'.
15/02/2006

Publicado originalmente no Orkut, na comunidade Sociedades Secretas

.'.

Leia também:

.'.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Trilhas de Árvores e Ambiente Mais Sadio

Foto: Robert Crum

Meu comentário na Revista Amanhã: A escassez é de água ou de planejamento?

Meu Comentário:

Açudes são boa idéia principalmente se chover.

Melhor com algumas árvores para evitar a erosão e TAMBÉM para bloquear o vento.

Simples fileiras de árvores na beira das estradas, ajudariam e muito.

Não precisa de nenhum patrocínio do governo. Basta ter um pingo de boa vontade dos pequenos aos grandes.

Faixas de mata no meio de imensos campos torrados pelo sol ajudaria muito todo o sistema natural.

Não precisa discurso de eco-chato.

Aquelas lindas estradas arborizadas no interior da Europa não são para bonito.

É só usar o CÉREBRO, uma coisa que tem dentro da cabeça, geralmente ignorada pois ficam esperando que o governo faça tudo.

Não precisa de projeto megalomaníaco.

É só pegar mudas e sementes diversificadas, de preferência de espécies nativas da região e plantar.

Uma coisa muito simples é ir plantando as sementes das frutas. Aliás, de qualquer árvore. E se tiver mudas, melhor.

Não precisa esperar. Saiu pelo campo? Leve frutas para comer de lanche e plante as sementes!

Ou guarde sementes diversificadas e vá plantando perto de riachos e fontes de água e nas beiradas das estradas que são locais que geralmente não são usados para agricultura e vão fazer MUITA diferença logo mais.

Saiu para viajar? Que tal ter sempre um saquinho de sementes e parar por alguns minutos na beira da estrada para descansar, espichar as pernas, apreciar a paisagem e plantar algumas árvores ali mesmo?

É fácil e mais rápido que muitos projetos que tomam anos e anos.

Se eu tiver que explicar mais fica chato.

Vai valorizar e proteger as terras e melhorar MUITO a qualidade do ambiente.


Editao: Aproveito a sugestão do amigo Ricardo Tolomelli, para indicar um vídeo, uma bela alegoria, sobre um homem que sózinho, reflorestou um deserto:

"Esta animação delicada e única, vencedora do OSCAR® de filme curto de animação, é um tributo ao trabalho árduo e à paciência.
Conta a história de um homem bom e simples, um pastor que, em total sintonia com a natureza, faz crescer uma floresta onde antes era uma região árida e inóspita. As sementes por ele plantadas representam a esperança de que podemos deixar pra trás um mundo mais belo e promissor do que aquele que herdamos." 




.'.
Leia Também:

Além de embelezar e alegrar o coração, protegem a propriedade.
.Foto: Lars Van de Goor

 .'.

Leia outros artigos relacionados clicando nas tags abaixo:

domingo, 23 de outubro de 2011

Magia: as Raízes para Florescer - Árvores, Livros e Filhos

Tree of Wisdom
Foto: Ruddy Oaks (Candace MacDonald)


Amor
Siga o Sol e descobrirás que o Amor sempre está sobre ti.

Magia: as Raízes para Florescer
Uma introdução sobre o que é magia para os adolescentes de todas as idades.


Em 1998, três adolescentes, talvez com 15-16 anos, duas meninas muito bonitas e um rapaz que se achava muito valente, me procuraram "querendo" que lhes ensinassem magia, mas (como frisaram), a alta magia daquelas de grande poder, a coisa "real" (diga-se grandes efeitos especiais... risos), não aquela coisas "fraquinhas...".
(Ah sim, e de graça porque ainda disseram literalmente: "não cobres pelo que recebeu de graça..." com certeza eles não sabiam o preço de livros, muitos importados, viagens, materiais, anos e anos de trabalho e ainda pagar pelo próprio sustento, etc).  Três vagabundos? Não, em hipótese alguma. Apenas alguns a mais que foram correndo em busca de resultados imediatos, fáceis e baratos. E na prática, poderia ser sido tão fácil. Mas se a pessoa não quer aprender logo, pode custar muito, mas muito caro mesmo. (eu sei o que aconteceu com eles a seguir na mãos de charlatões. Mas minha opinião não serviu, precisaria ter algum trabalho verdadeiro...).

Bem, voltando, pensei comigo o quanto existe de belo na caminhada. Muitas pessoas querem logo de cara, fazer grandes coisas, geralmente iludidos pelos filmes de ficção ou livros populares escritos sabe-se lá por quem e com quais intenções. Felizmente muitos são apenas livros de boas estórias. Nos Contos de Narnia, o Leão simbolicamente representa Jesus. Ele se sacrifica, mas quando necessário vai a luta e usa suas garras. Muito autores tem tem coisas legais também, mas de forma geral, tudo aquilo é fantasia. E nos filmes, um festival de efeitos especiais. Mas acho legal a leitura dos grandes clássicos dos Contos de Fadas, geralmente seus autores tinham algo para apresentar ou ser questionado (por causa da época em que viviam). Mas na prática, não é tão simples assim. Quantos encontram "milagrosamente" uma situação tão ideal e tão fantástica de repente em suas vidas?
As pessoas buscam resultados instantâneos e nem percebem que os resultados já estão aí, em toda natureza, em nós e ao nosso redor.
Disto, resultou este texto, sobre a magia da vida, plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho. O que isto quer dizer?




Quando na adolescência de nossa alma sentimos atração pela magia, o que buscamos? Talvez, conhecer mais sobre o mundo que está fora do nosso alcance ou então, deixar de ser anônimos em meio à uma sociedade caótica.

A falta de ritos de passagem, os rituais de transição da infância para a vida adulta levam os jovens a busca desordenada. Que dizer a quem pede pelo conhecimento se este ainda desconhece os perigos e desafios que tem pela frente?

O que é magia?

Uma das muitas maneiras de explicar é:
"A magia é um canal pra expressar o Amor através da Vontade dirigida com Sabedoria."
Assim, é preciso Amar o que se quer, desejar do mais íntimo do seu coração (chakra cardíaco). Usar a Vontade (chakra do Plexo Solar) para agir. E com sabedoria, (chakra Coronário), ter a clareza e o entendimento necessários. E sim, os demais chakras são importantes e devem ser compreendidos, mas isto é trabalho para você fazer sua lição de casa e estudar um pouco.
Magia significa trabalho, muito trabalho por muito tempo. E o trabalho mais difícil de todos é decidir assumir sua própria vida e fazer o que tem de ser feito. Ninguém vai fazer por você. E as pílulas prontas por aí, são apenas drogas temporárias.


O primeiro a ser feito, por qualquer ser que deseje progredir evoluindo à um estado mais elevado de consciência, é dirigir-se a Natureza. Aprender sobre os elementos. Conhecer campos, rios e montanhas. Perceber que o amor à Vida é o primeiro passo para descobrir, em si mesmo, todo o universo. O Sol e a Lua, os vales e cachoeiras, as selvas, os desertos e os cumes nevados estão dentro de nós. Conhecendo e amando a Natureza, aprendes sobre ti e os demais.

Este relacionar-se com o todo, leva-te ao contato com os quatro elementos, dentro e fora de ti.

A relação aprofunda-se e descobres que assim como tu, toda existência passa por ciclos de transformação.

Uma semente de pinheiro, tem em si, completa, toda uma árvore. Veja, ela é só uma semente e sonha em ser uma grande árvore, com frutos, pássaros cantando em seus galhos, propiciar uma sombra para quem precisar. Ela vai passar por transformações, algumas estranhas, outras até com alguma dor e sofrimento, mas todas têm a mesma chance de lançar raízes profundas que as mantenham enquanto sobem ao céu com seus ramos viçosos balançando ao vento.

Uma árvore dá sombra, frutos, proteção e abrigo, além de fixar o solo. Sem competição. Apenas buscando ser o melhor de si mesma.

A pessoa que cria seu próprio mundo, faz com que outras se beneficiem disto. Sendo quem é realmente, sem máscaras, nem rancores, nem ilusões.

O seu aprendizado, um dia se tornará um fruto que poderá ser entregue à outras pessoas. As memórias positivas são o maior tesouro a ser preservado. Elas ajudarão aos que se preparam a ter orgulho de sua própria jornada sabendo que, se forem autênticas em arriscar-se na busca pelo novo, colherão os melhores frutos, as sementes da Liberdade. Este conhecimento, quando compartilhado, é o significado de escrever um livro.

Tendo iniciado o aprendizado com a verdadeira natureza, levando este conhecimento aos demais, o ser humano fará com que isto chegue à outra pessoa. Basta apenas uma que receba seu ensinamento. Será como uma filha ou filho saídos diretamente de seu coração. Sua união será para sempre.

Surge a relação maior, que é o encontro Mestre e Discípulo. Não é uma relação patriarcal, mas um encontro de irmãos. A distância que os une é tão curta que apenas o pensamento basta para uni-los. O Amor circula e cria-se uma nova geração de buscadores.

Do que foi dito, temos o significado da frase popular de que "toda pessoa tem que plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho". Tomar tal frase como está, seria no mínimo, insultar a própria criação, limitando de maneira torpe e vulgar a capacidade evolutiva do ser humano.

Nascemos como sementes das estrelas, nossas raízes nos darão a energia da Mãe Terra de que necessitamos para conhecer e viver em todo este lindo planeta. Chame a isto de dinheiro, de estabilidade, alimentação saudável, tranquilidade. Mais que isso, que é apenas o mínimo básico, é vital ligar-se com a fonte de tudo: a Natureza, fonte de toda Magia verdadeira.

Através da experiência direta e do crescer junto à irmãs e irmãos que formam nossas famílias espirituais, aprenderemos os próximos passos neste mundo, em que a energia do Amor é o grande segredo a ser aprendido.

Conhecendo as energias elementais, com o tempo passamos a aprender sobre as energias planetárias e os diversos planos de manifestação das energias. A tradição Hermética ensina que "o que está acima é como o que está abaixo".

Aí começamos a perceber como cada semente que plantamos está relacionada a uma intenção maior, de seguir ao cosmos e de lá voltar trazendo novas energias que se manifestarão em nossa vida.
Aprendendo sobre os ciclos da natureza e as estações, vamos aos poucos descobrindo também sobre as horas planetárias, a importância das fases da Lua, a relação entre os diversos planetas e até com os astros.
E neste universo, vem o aprendizado dos planos angelicais, os grandes espíritos, deidades, etc e seus muitos mundos e experiências que cada um deverá descobrir e aprender.
Só então começam os trabalhos maiores e algum dia, a busca da realização da Grande Obra. Do Grande Trabalho quando então, um novo ciclo se iniciará.
A Grande Obra não é uma meta. É apenas mais um passo na caminhada. As árvores cresceram, os filhos vieram e a família se formou, aprendeu-se a escrever e livros levaram novas palavras.
Então as bases estão feitas para começar a construir com estes recursos, seu caminho ao Universo.

.'.

Gilberto Prabuddha

Publicado originalmente no Buddha-Zine Edição 03 - Julho de 1998.

.'.


Nota: O que aconteceu com aqueles três jovens citados no início? Bem, eram de famílias "tradicionais" do bairro, então tive algumas notícias. Apesar de muitos alertas, assim como tantos que tem seus "conhecidos com receitas fáceis", eles foram atraídos por um curso de "Sacerdotes e Sacerdotisas da Lua", (só para adolescentes) onde todos meditavam nus e deveriam deixar a "energia" e a "união íntima com o cosmos" acontecer (só com o instrutor) porque era vontade da "deusa". Seguido de "grandes cerimônias" onde as meninas eleitas participavam de um verdadeiro bacanal onde só o suposto mestre dava a "instrução", de preferência para as que ainda fossem virgens (portanto, eleitas pela tal deusa).
O sujeito foi preso algumas vezes vezes merecidamente. Em tempos recentes, descobri que ele botou roupa de cigano e tem promovido grandes festas "místicas" noutros estados.

Este é o mundo.

.'.

Bem, que semente você vai plantar e em qual solo? 

.'.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Saúde e Educação Não São Culpa Só do Governo. É de Todos.

Boa parte do problema de saúde é falta de educação, nos dois sentidos.

E não tem nada a ver com o nível sócio ecnômico das pessoas. Ricos, pobres, não tem muita diferença quando se fala em cuidar do que é coletivo.

Por exemplo, conheço gente que tem o pátio eternamente cheio de lixo, com água parada em todo tipo de objeto, por tudo quanto é lado.
Tem piscinas de água tão suja que até os mosquitos preferem outro lugar!

Não é falta de instrução, é puro relaxamento mesmo.

Em comunidades mais pobres, a coisa é mais aparente porque os mais ricos, costumam pagar para que outro resolva o problema. Atiram lixo pela janela tanto quanto os demais. Só que pagam alguém para andar atrás deles limpando suas sujeiras.

Quem pode, paga alguém para levar a culpa.

Alimentar-se mal, não saber noções de higiene, cuidados básicos com a casa e o lugar onde vive.

Até lavar as mãos de vez em quando é um costume pouco comum. De vez em quando? Sujou lavou!

Educação se aprende em casa, mas infelizmente, cada vez mais as pessoas pensam que é problema da escola. Deixam de ser pais e jogam a culpa nos professores. E mais tarde, quando algum traficante assume o papel dos pais, reclamam do governo, da escola, de todo mundo, menos de si mesmos.

Boa parte das filas que tem nos postos de saúde e hospitais, devem-se a carências pessoais, a pessoa está frustrada e vai no posto para reclamar da vida com todo mundo que encontrar pela frente. E acham ruim quando se constata que é uma simples gripe ou alguma dorzinha que teria bastado uma aspirina ou uma pomada para contusões.

Pessoas que chegam com crianças literalmente sujas. Não porque tenham sofrido um acidente e precisaram sair correndo. Falta de banho mesmo.

E os coitados dos professores, tentam ensinar alguma coisa e levam agressões de crianças mal educadas por todo lado. Está proibido repreender os alunos sem correr o risco de um processo por parte justamente destes pais (de todas classes sociais) que jogam a culpa deles mesmos contra a escola. E se um destes marginais em treinamento agridem um professor, quem tem medo é o professor. O marginalzinho sob as bençãos de um bando de retardados de algum serviço público, fica impune. Ah sim, claro, não é culpa dos que inventaram os regulamentos. Lembram o que escrevi acima sobre jogar a culpa nos outros?

Não cogito voltar a lecionar numa condição destas, se bem que sempre fiz de tudo para dar aulas apenas para adultos.

Verba para a saúde precisa sim, mas de que adianta instalações e equipamentos modernos, se os próprios profissionais que vão trabalhar lá muitas vezes são estes mesmos maus alunos, maus filhos, maus cidadãos?

Conheço uma enfermeira que a casa dela parece quase um chiqueiro. Tá certo que os filhos aborrecentes ajudam, mas poderiam ter um pouco mais de disciplina, se a quantidade de problemas familiares não ajudasse a acobertar o resto.

E falando em instalações, a gente sabe que as compras públicas tendem a ser questionáveis, afinal, escolher produtos usando o critério de menor preço sem considerar a qualidade, é ultrajante. E como o equipamento e instalações não são cuidados minimamente, é comum vermos postos, hospitais e escolas, literalmente em estado deplorável.

Olha, colocam na TV imagem de prédios e instalações em condições lamentáveis. Mas de cara o que mais vejo, são coisas que parecem ter passado por uma guerra, literalmente depredados. Pelo jeito, portas são abertas aos pontapés ou com um pé de cabra nas dobradiças.. Vidros internos quebrados como se tivessem praticado tiro ao alvo usando as cadeiras do escritório. Gavetas cheias de porcarias que mais parecem uma latrina.

Puro relaxamento com o que é seu, reflete-se em total desleixo com o que é coletivo. Sejam suas coisas, sejam seus próprios filhos.

Fazer um monte de porcaria é fácil

Díficil é ser responsável por si mesmo sem ficar jogando a suas próprias culpas nos outros.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Cada povo tem o governo que merece?

Cada povo tem o governo que merece?

Essa frase lembra que quando criança era muito falada no tempo da ditadura militar.
Eu escutava com frequência alguém dizer (falando sobre o povo): "povo burro tem o governo que merece".

Sempre me lembro de pessoas ligadas daquele governo dizendo isto para justificar seus atos. E pessoas que não eram ligadas ao governo também, muitas vezes para justificar sua própria impotência.


Pergunta: Estariam errados?


Infelizmente a palavra escrita não tem a tonalidade da voz.

Mas eu sempre escutei isto ser falado da mesma maneira áspera que escuto até hoje pessoas (que se dizem humanas) falando:

-Essa negrada tem mais é que apanhar...
Ou
-Esses índios têm mais é que apanhar...
Ou
-Mulher tem que apanhar mesmo...
Ou
-Essa cambada de músico são todos uns vagabundos...
Ou
-Esses (Escolha a categoria) merecem (descarregar todo desprezo e preconceito).

Etc.


Pergunta: Estavam errados?


Acho que sim.

E acho que ainda estamos errados.

Se por exemplo, você é professor, terá alunos que não sabem a matéria.

Imagine um adulto ensinando crianças no primário. Ele, como adulto, tem mais visão e, portanto, responsabilidade por aquelas crianças. Elas não são "burras", falta-lhes da idade. Nem são ignorantes. Estão num caminho de aprendizado, de alguma forma.

Então, é possível, em minha opinião, que não seja a falta de suficientes informações para que o povo escolha.
O que está errado é o próprio sistema de escolha.

Vejam, as pessoas tendem a votar em ídolos, pelos quais tem alguma admiração, de alguma forma. O que elas veem, é o que conseguem alcançar. Como as crianças que vão ter um limite de percepção.

A responsabilidade não pode ser cobrada ao povo, que é enganado com um sistema que pode ser facilmente manipulado.

A responsabilidade é dos demais candidatos, assim como as pessoas mais instruídas e evoluídas, que tem uma visão mais abrangente e, portanto, tem um entendimento maior do que se passa. Ditadura das classes intelectuais? Não creio também. É necessário que cobrem efetivamente entre si, os méritos para assumirem estes cargos.

Onde estão os conselhos, os grupos dos mais velhos das antigas tradições, o circulo dos sábios?

São muitos dos supostos governantes que fazem o povo passarem o papel de burros. É como oferecer alguns brinquedinhos quaisquer para uma criança passar o tempo, e deixar escondido o melhor na cozinha.

As pessoas são boas, cada uma a sua maneira.

Trate as pessoas com respeito, de acordo com seu nível de evolução e descobrirá um universo amplo dentro da nossa cultura que fica restrito as pequenas localidades e vizinhanças.

Mudar isto dá trabalho, porque na prática, uma pessoa só pode mudar a si mesma, pela decisão de querer mudar. E cada uma que muda, é como uma pequena luzinha para as demais, que também, nalgum momento decidem mudar, gerando um efeito em cascata multiplicador.

Mude a si mesmo e mudará o mundo.

Acenda luzes.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Apedrejamento - Manifesto

É tão pervertido que especifica o tamanho das pedras e quanto
do corpo deve ficar de fora, para que o sofrimento dure mais.

As notícias sobre uma mulher que foi condenada a morte por apedrejamento no Irã, são pelo menos, a chance desta mulher ter uma morte menos violenta nalgum outro momento, ou como é comum de acontecer, simplesmente desaparecer.

Tento entender, como o islamismo, uma religião que tem nos seus escritos sagrados, algumas das mais belas palavras sobre a vida humana, tem dentro de si, tamanha crueldade e barbarismo.


Animalesco é o mínimo que posso pensar sobre tais atitudes. Mas observando um pouco mais, pelo tamanho da reação que certos assuntos causam naqueles povos, a coisa mais parece uma imensa aberração sexual, típica das maiores perversões.

As leis de cada país a muito deixaram de ser apenas coisas resolvidas a portas fechadas.

O mundo todo está em comunicação, e as pessoas não aceitam mais coisas como comprar produtos feitos pelo trabalho escravo, ou sentar-se a mesa de alguém que acha normal ficar mais de uma hora jogando pequenas pedras, para aumentar sadicamente o sofrimento de um apenado.



Homens e mulheres sofrem semelhante bárbaro e covarde martírio.

O Cristianismo, através da Inquisição praticou algumas das maiores atrocidades já vistas.

A culpa não é do estado se a religião é quem dita as regras.

Que mundo viveremos logo adiante?

Que mundo semeamos para nossos filhos?

Apedrejamento é uma ação tão pervertida quanto a pedofilia.
Covarde, cruel, bárbara, animalesca, primitiva e sub-humana.

Somos cidadãos do mundo, podemos dizer que buscamos uma vida honrada, ou apenas passamos um dia após o outros, inventando estórias para esconder nossos defeitos?

Alguns sites sobre o assunto, com textos e vídeos, inclusive de dissidentes. Opiniões políticas a parte, leia, olhe, pondere e chegue as suas próprias conclusões.

Atenção: os vídeos e imagens são realmente fortes.

Video of Stoning to Death 

6 Muslim Countries Inflict Death by Stoning

Afghan couple stoned to death by Taliban after their families turned them in when they tried to elope


Mais imagens no Google

.'.

Leia outros artigos relacionados clicando nas tags abaixo:

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Papercraft - Montagens com papel


Prayer 
Wall Mounted Papercraft
Artista: Taras Lesko - Ukrainia


Para quem gosta de "papercraft" (arte em papel), ou simplesmente, criar miniaturas, brinquedos, etc usando papel, alguns sites legais:

Papercraft World


Papercraft Square


Mundo Papercraft


Visual Spicer.com


Star Wars X-Wing papertoy


.'.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...