Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

domingo, 25 de agosto de 2013

Como ter sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo




Be happy

Foto: Ana (AlliDzi) - Poland




Como ter sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo
05/06/1997


A esperança das pessoas muitas vezes reside no simples fato de querermos que outras façam por nós aquilo que não temos coragem (ou disposição) de fazer para nós mesmos.

A alegria do estar suavemente relaxado junto de alguém que se ama, ou estar atento ao canto dos pássaros, pode representar o ideal para alguns. Para outros, o realizável está ainda na casa da busca do conforto físico, da busca pela saúde, no anseio de ter acesso à coisas mínimas e indispensáveis para a sobrevivência.

Como poderia alguém relaxar e contemplar quando sequer pode vislumbrar além do prato a sua frente?
De forma alguma, a questão da alimentação, da moradia, dos estudos, viagens, e todas as coisas do mundo material, podem ser consideradas como preocupações dos mais humildes. É uma crença falsa, explorada secularmente de que apenas os pobres ou menos favorecidos pela existência, assim como as vítimas de tragédias, sejam os atingidos pela aflição da falta de recursos materiais.

A qualidade das coisas está na maneira como as encaramos. Teremos pessoas de bom nível de renda, com tantos ou até mais problemas do que aquelas consideradas miseráveis pela pobreza. A maior miséria de todas, está na incapacidade do ser humano em se relacionar com a riqueza, na separação dos sentidos básicos de prazer, de satisfação pessoal, de autoestima, de valorização de si mesmo como criatura evoluída.

Os humanos evoluíram como uma espécie que teoricamente deveria estar acima das demais, pelo menos neste planeta. Acontece que, se um rato de esgoto já nasce com seu próprio casaco de pele, porque os humanos, mesmo que em frente a vultuoso patrimônio, sofrem e são incapazes de abastecerem a si próprios com o mínimo necessário?

Desfrutar daquilo que se tem é a primeira e principal lei a ser observada por todo aquele que busca realização e independência.
De nada adianta acumular fortuna, se vives de maneira miserável. As pessoas incapazes de gastar adequadamente parte daquilo que ganham, de forma merecida e justa para satisfação e premiação de seu corpo, sentimentos e pensamentos, naturalmente experimentam de outras formas o que significa a retenção monetária.
O dinheiro é uma forma de energia, assim como os alimentos, as palavras, as emoções, as águas que correm livres. Um exemplo típico de retenção está na prisão de ventre. Gente miserável, o famoso pão-duro, isto é, que recusa-se a gastar (ou dar) o que deveria, normalmente tem problemas graves de retenção dos próprios dejetos (prisão de ventre). Um mau sinal, indicando também o tipo de pensamento que está retido, o estado emocional da mesma forma fica bloqueado. Lei de causa e efeito: a maneira como circula o dinheiro, indica como estão as relações emocionais. Economia nem sempre tem a ver com cuidados consigo mesmo.

Gastos abusados também indicarão uma tendência a perdas descontroladas, tanto emocionais, quanto de líquidos do corpo, ou de amizades frívolas e sem sentido.

Tantas coisas diferentes apenas mostram as múltiplas faces da vida humana. Se permitimos que coisas novas entrem em nossas vidas, estamos permitindo a circulação da energia em nossas vidas.
Por que o universo vai te dar algo novo se fica te agarrando as coisas velhas?

Digamos que a energia venha do Sol. Esta maravilhosa estrela de onde teve origem nosso Sistema Solar nos dá luz, calor, prana vital. Esta energia vêm até nosso planeta, que é nossa base material. Recebemos a energia solar e apoiamos nossos pés na terra para podemos crescer. Assim como árvores que fortalecem e aprofundam suas raízes, devemos ter nossos laços com a terra mãe para poder elevarnos cada vez mais alto em direção aos céus, ao espaço. Experimente saltar para cima sem apoiar-se no chão. Será impossível.

Esta força é a mesma que nos fornece a vida, que nos indica a forma de agirmos em relação ao que recebemos e como podemos e devemos repassá-la, de forma a que tenhamos o verdadeiro proveito da experiência da circulação e ampliação da energia, seja ela qual for, tenha o nome ou a apresentação física, emocional, mental ou espiritual que seja correspondente.

Os relacionamentos, serão como estar com nós mesmos. Aquilo que tu dá para ti, é o mesmo que dá para os demais. Têm a mesma qualidade.

Observa a Lei Universal de Causa e Efeito. Lembramos dela por causa do carma. Porém, a negatividade e a opressão de interesses às vezes externos, nos aponta sempre o aspecto destrutivo, a invalidação, a negação. O sistema te recorda continuamente que se fizeres isto ou aquilo, serás castigado, roubado, lesado, punido, agredido. Desperta! A lei de causa e efeito vale para qualquer tipo de manifestação.

Recebes o fruto daquilo que plantas. Isto é o que está escrito. Se tens atitudes, gestos, pensamentos e ações negativas, com certeza receberá algum tipo de retorno também negativo para ti. Porém, quando ages, pensas, sente, compromete-se e cumpre com tuas manifestações positivas, com toda segurança terás resultados positivos.

Aquilo que tu plantas, podem ser ventos, discórdias, inveja, insegurança. Algo em que vais tropeçar mais adiante.

Mas se preferes plantar a semente de teus mais lindos sonhos, se divulgas atos luminosos, palavras positivas, atos construtivos, o resultado beneficiará a ti e, com certeza aos demais.

Recorda: para ajudar aos demais, deves ajudar primeiro a ti mesmo. Pela lei de causa e efeito, como pode ajudar alguém sem fazer primeiro por ti? Como pode amar ao próximo sem amar teu próprio corpo, tuas emoções, teus pensamentos?
E como pode amar o feio, o que houver de ruim em ti? É necessário evoluir.

A lei de causa e efeito funciona porque estamos enviando (dando) uma energia para o universo. Esta energia será revertida de alguma forma para nós. Portanto, tens que fazer por ti primeiro, caso contrário, agirás de forma falsa e mentirosa, mesmo que tua intenção seja outra. Simplesmente, estarás enviando cartas vazias para o universo. Como se fossem envelopes vazios. Tu tens que preencher estes envelopes com tuas mensagens, teus pensamentos positivos, tuas construções e obras.

E que são estas obras? Serão as realizações de tua própria vida. Quando te presenteias toda semana com algo para ti mesmo, algo singelo, como um doce, uma pausa para descanso, ou talvez, sempre que puderes, algo de muito valor, estás criando uma energia que será refletida.

Quando compartilhas com teus amigos a delícia de uma celebração pelo colorido de uma tarde ensolarada. Se buscas teus ideais e sonhos com verdadeira vontade de tornarse vitorioso para que outros possam te seguir.

Se empreende dia a dia tua caminhada pela liberdade e queres que todos venham contigo, luta por ti mesmo, encontra a pegada certa, o apoio sólido, um caminho que te leve ao mais alto cume. Tudo isto será multiplicado pelo universo.


Alguns passos do caminho

Cada pessoa tem sua própria identidade. Busque tua própria verdade. Seja você mesmo.

Como?

Muito antes da busca pelo Nirvana, temos múltiplas opções.

Cada pessoa deve conhecer seu próprio corpo, seu funcionamento, sua alimentação.

Conhecer o mundo onde mora. Para conhecer teu ambiente externo, tens que te relacionar contigo mesmo.

Quando te relacionas contigo mesmo e com teu ambiente externo, podes então conhecer e explorar as relações entre as pessoas.

Quando compreendes as bases da amizade, do companheirismo, iniciam as relações mais profundas. Nascem as relações de família.

Da família, se origina o clã. Do clã familiar surge a vila. Das vilas vêm as cidades. Destas formam-se os estados e países. Um dia, deixaremos de ter divisões políticas (linhas no papel) para termos então verdadeiras relações de irmandade entre os povos. Como imensas famílias.

Neste momento, em que estamos próximos a outra mudança de milênio*, o que podemos fazer de verdadeiro quanto ao nosso mundo? Simplesmente ajudando pelo cumprimento de teu próprio papel, da melhor maneira que puderes. Com ações positivas. Cada pessoa têm sua missão, suas metas, seu fardo de tarefas a cumprir para o bem de todos.

(Nota: *o artigo foi escrito em 1997)


Se tu queres verdadeiramente evoluir, conseguir tudo que aspiras na vida, abandona imediatamente as palavras negativas.
Busca aprender a observar tua mente e transformar os pensamentos negativos de forma a que possas criar coisas novas.
Já se criou destruição demais.
Ajude da melhor forma possível que é a seguinte: simplesmente não crie mais coisas negativas.
Se não tens palavras positivas a dizer, simplesmente não fale. Simplesmente isto.
Uma boca fechada, é melhor que uma boca lançando destruição. Mesmo que te creias com razão, prefere o silêncio.
Nada se constrói a partir do negativo. Usa em teu próprio favor a lei de causa e efeito.

As pessoas não alcançam o que querem, simplesmente por não acreditarem que seja possível, ou por desmerecimento. Porém a luz do Sol está aí para todos não está?

Recorda sempre, que se queres algo com verdadeiro amor, com sinceridade, se o que desejas é justo, planta a semente da criação.

Tu mereces tudo o que existe no mundo. Se tu queres, podes. Se podes, mereces.

.'.

Gilberto Strapazon

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...