English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Como um Vampiro Faz Exame de Consciência


Soul portal
Foto: Diana Cretu - Bucharest, Romania



Como um Vampiro Faz Exame de Consciência
29/10/2012


Exame de consciência é algo que se pode fazer a sós, em qualquer lugar. Mas um dos preferidos nos tempos mais modernos é em frente ao espelho. É prático, está ali na sua frente, pelo menos na hora em que você tiver que passar na frente de um. 

Então vamos fazer de conta neste caso, que preferimos usar o espelho para nosso exame de consciência. 


Então é um problema entre você e o espelho. Acontece que se você for um vampiro não vai aparecer no espelho então você precisa de outra coisa. Neste caso, um Grilo Falante, tipo aquele que estava junto do Pinóquio, e que será sua consciência, pois todos sabem que vampiros não tem consciência.
Também tem outro problema de você ser um vampiro: por causa da AIDS tornaram-se uma raça em sério risco de extinção porque não existe camisinha para dentadura.
Assim, para que você possa então fazer seu exame com sua consciência de Grilo Falante, será necessário primeiro uma dieta alimentar regrada e seguir alguns cuidados básicos, reduzir parceiros e assegurar-se da validade dos exames de sangue de seus doadores. 


Feito isto, você poderá finalmente confrontar-se com uma busca de entendimento do porque e do como e assim analisar e encontrar respostas. Se você não for um vampiro, este post não se aplica a você e, portanto será oportunamente analisado noutra oportunidade.

No momento, enquanto escrevo, estou imaginando como alguém que vende algodão doce encara as bençãos da vida durante os dias de chuva.

Nem todos têm as mesmas habilidades. Talvez tu sejas um criador de mundos que ainda não descobriu a que dimensão da existência está sintonizado. Todos somos mundos em formação e descobrir sua própria essência interior é uma das grandes metas da caminhada do ser humano na sua evolução. 

Por exemplo, a numerologia indica as características deste e outros aspectos, mas é só pelo próprio trabalho pessoal que isto será realmente percebido e se manifestará na sua totalidade.

Mas veja bem, essa criatividade me deu a oportunidade de fazer uma breve reminiscência e conjecturar sobre alguns aspectos da vida, ou melhor, da morte do vampiro que tenta fazer um exame de consciência mas como não tem vida nem consciência tem que encarar então uma longa jornada de autoconhecimento até que lá pelo 40º capítulo ele descobre que pela falta de sangue saudável, pode se tornar um herói de filmes americanos, comer frutas, andar de dia e na verdade, ter se tornado uma fada

Deve ter sido assim que surgiu a série Crepúsculo.


.'.

Leia também:

.'.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Se preocupe quando eu parar de me importar.

Autor desconhecido.
Fonte: Facebook.


Se preocupe quando eu parar de me importar.


As pessoas me perguntam porque fico triste e indignado com algumas coisas. Bem, acontece que sou humano e me importar faz parte de mim.

Não sou aquelas pessoas que fazem pose de perfeita e tem a vida toda enrolada. Pelo contrário, tenho todo tipo de problemas como qualquer um.
Assim como muitos, acho um saco aqueles terapeutas/espiritualistas/orientadores/etc que parecem não ter problema nenhum, se mostram ser totalmente resolvidas super-seguras em tudo e que na prática, não são nada disto.

Eu tenho os mesmos tipos de problemas que todo mundo tem. Todos. Em todas as áreas. Tenho problemas familiares, de relacionamento, financeiros, sexuais, profissionais, etc.
E fui muito a fundo nisto. E nas minhas vivências pessoais e espirituais pude experimentar coisas que poucas pessoas se arriscaram, mesmo que fosse apenas sair do lugar comum (o que é difícil para muitos). 
Então quando falo que me baseio nas minhas vivências, não é por ter lido alguma revistinha mística, ou um cursinho de duas horas como muitos fazem por aí. 
Quando falo que algumas vezes eu quebrei a cara, não foi só um contratempo. Pode ter sido algo muito doloroso. E antes que alguém pergunte, eu não sou masoquista.

As coisas acontecem na nossa vida. Dia a dia temos a oportunidade de novas experiências e mesmo o que seria cotidiano, as vezes se revela de uma forma inesperada e nosso mundo se transforma do dia para a noite. 

O que muda é a sua visão das coisas o que você faz com isto. E se tive oportunidade de vivenciar e expandir certas áreas, então em muitas coisas eu vou ver mais, sentir mais e tantas vezes, sofrer mais por causa disto. E noutras tantas, vou amar mais, rir mais, brincar mais.

E vou reclamar também. Eu não sou um ser hiper-iluminado e uma fonte de compaixão infinita como o primo Gautama Buda. Tenho emoções, sentimentos. E as vezes reações bem humanas e comuns.

E vou continuar a falar muita bobagem também. Se Deus não gostasse de brincadeiras, então isto aqui não seria o mundo Dele. 

Se eu não me importasse, aposto que alguém reclamaria também.

Prefiro falar de alegria, mesmo que as vezes eu esteja triste, mas sei que ambas estão ali, juntas.
Apenas estou escolhendo o que quero, sem negar a existência da outra parte.




14/01/2013
.'.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Ser Feliz Sózinho Sem Relacionamento é Possível?

The Soft Goodbye
Foto:  Cláudia P. Lopes - Portugal
Modelo: Marta


Ser Feliz Sózinho Sem Relacionamento é Possível? 
09 de Janeiro de 2013


Alguém pergunta:
É possível ser feliz sozinho, sem estar com alguém?


Ser feliz não tem nada a ver com estar só ou num relacionamento. Tem a ver apenas com você.
No relacionamento a energia flui entre duas pessoas. E isto é bom, é saboroso. A sensação é maravilhosa porque todo teu ser é tomado pela energia do Amor em movimento.
É como estar debaixo de uma cachoeira morna, um banho maravilhoso que faz você se esquecer de si mesmo e entregar-se aquela sensação.
Você aprecia o sabor daquele contato tão íntimo e profundo e acha que isto é felicidade.
É ótimo, mas essa é apenas a energia do Amor fluindo através de você.
No Amor, buscamos a felicidade do outro. O amor é querer o bem do outro. Sentimo-nos bem pela felicidade da pessoa amada.

Se você não está num relacionamento, mas está fazendo algo que gosta, apreciando o sabor de momentos agradáveis, pode pensar que isto é felicidade.

Mas veja que isto também é algo apreciado, algo que está em movimento através de você.

Seja o Amor, um relacionamento de amizade, um trabalho ou hobby, tudo isto são movimentos de energias que podem tocar você em maior ou menor grau, mas ainda assim, são como o sabor do vinho na sua boca. O vinho é algo saboroso, tem aroma, traz pensamentos. A sua língua é o meio intermediário que recebe as sensações do paladar. Seu cérebro responde aos estímulos e logo, seu corpo vai absorver a bebida e o álcool vai fazer algumas brincadeiras circulando no seu sangue. Tudo isto está mexendo com você.
Se for num relacionamento amoroso, você se entrega, as conversas são envolventes porque seus ouvidos e sua mente estão mais abertos. Seu coração pulsa num ritmo diferente. Seus hormônios se movimentam e todo organismo é modificado. E no sexo ocorre a entrega até o ponto do gozo em que você por instantes se perde de si mesmo, deixa de ter controle. Através de algo externo, você tem por instantes, a percepção interior maior. É disto que falamos na meditação, encontrar a si mesmo, o silêncio interior em que apenas somos observadores do todo.
E este ponto é alcançado por ações externas, amar, namorar, trabalhar, se divertir, estudar. É uma ação que vai levar você até um estado de não-ação. Você toca um instrumento musical e a música flui através de você, o resultado é bom. Você não é a música, é apenas um canal por onde ela passa e ressoa por todo teu ser. Isto traz prazer e você sente-se bem. E se esta música for ouvida por outras pessoas, elas também terão a experiência musical, serão tocadas pelas notas. Uma música pode nos trazer a sensação de estar profundamente apaixonado, ou sentir-se forte ou inspirado a fazer coisas boas. Assim como o amor. Você sente-se bem com a música que ressoa em você e através de você de várias maneiras.
Mas mesmo que ninguém esteja escutando a música, ela estará ali. Da mesma maneira a energia do Amor estará ali, mesmo que não haja uma pessoa associada a isto. Ele apenas flui. É a energia que forma todo universo. Está em toda parte e não precisa de algo para se manifestar.
Então se não tiver o relacionamento ou as coisas que lhe dão prazer, sobra apenas você. Você está aqui mesmo que ninguém esteja lhe vendo. A música está soando mesmo que ninguém esteja ouvindo.
Amor, música. Esporte, jardinagem. O que você faz quando for de forma total, com todo teu ser pode ajudar a ir além de si próprio. E o Amor é uma das maiores escolas de todas, porque nos perdemos nele facilmente, mas também podemos estar meditativos e conscientes da energia que flui.
E também quando isto termina. Um dos grandes momentos é justamente se uma relação termina e isto nos joga de volta para nós mesmos. Aquela pessoa não está mais ali, a energia que fluiu através de nós se esvai e ficamos apenas com nossa própria mente, nossos anseios e medos. E pode doer muito. Mas não adianta negar a dor, ela estará ali. A perda de algo querido é quando vemos a nós mesmos de forma intensa e clara, sem máscaras. Somos o resultado de nossos aprendizados e evolução pessoal. Um Buda em pleno estado de compaixão pura não seria afetado. Mas somos pessoas humanas e cada um, a sua maneira, num estágio de aprendizado. É necessário aceitar a dor, o choro, a tristeza. Isto faz parte do processo de limpeza e a medida que ocorre, percebemos nossas qualidades e energias fluindo. Muitos vão querer colocar pedras em cima para evitar um novo sofrimento, e a limpeza nunca terminaria. Mas se algo ficar incompleto, como haverá espaço para o novo? Então aproveite cada oportunidade, que seja intensa, total e se ocorrer uma virada, deixe que aconteça e faça parte dela. Isto também vai passar e você estará a sós consigo mesmo, e outras experiências e aprendizados seguirão.
Quando você está só, não tem aquele sabor na boca e você sente sua própria língua, sem o sabor do vinho, chocolate ou o beijo de alguém. E se estiver com alguém, ainda assim tudo estará ocorrendo com você, mas não é você.
Tudo isso é externo.
A felicidade é você apenas por ser você mesmo.
E quando estiver pronto, ame intensamente, totalmente, e entenderá o que significa estar no grande rio da vida.
E se estiver sózinho, desfrute da sua solidão com a mesma intensidade. 

.'.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...