English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Dente do Siso Dói Por Juízo ou Karma?

Self dentistry handbook
Arte digital: Funkwood - Canada  



Dente do siso dói ao nascer?
É sinal de juízo?
Os meus nasceram quase na boa.
Em silêncio foram aparecendo.
Quer dizer, quase. As vezes uma dor aguda vinha do nada, como um prego de 20 cm enfiados do lado da orelha e saindo no ombro, mas que logo sumia.
Até que um dia, algo estranho começou a acontecer. Uma dor mais esquisita surgiu, passou para algo mais agudo e rapidamente virou um tormento.
Tive certeza de que era problema de canal. Latejava o corpo inteiro. Até o som de uma mosca voando por perto fazia doer mais.
Mas não, não era canal.
Descobri que um dos dentes de siso ainda estava dentro da gengiva e estava virado uns 45 graus na direção do molar, empurrando este e mais outro.
Três dentes comprometidos de uma vez só.
Doia muito, horrível, não tinha analgésico que funcionasse até que consegui o horário na odonto que fez uma anestesia mega-reforçada para eu conseguir parar de esmurrar tudo que tinha pela frente.
Meteu o bisturi e abriu minha gengiva e com a ajuda de outra auxiliar. Conseguiu pegar aquele treco de lado e puxar até que soltasse. Por pouco minha orelha não saiu junto de tanto que puxaram até afrouxar.
Meus pés formigavam de tanta dor, eu não sentia meus braços.
Se pudesee, eu voltava a fumar a mesma hora mas não dava com todo aquele sangue e minha gengiva aberta feito corte de cesariana de emergência.
Finalmente tiraram, reforçaram os anestésicos e costuraram tudo.
Fiquei uns quantos dias bochechando malva para ajudar a cicatrizar e tomando mais um monte de remédios.
Aquele tormento valeu no mínimo pelo pagamento de todos terríveis pecados de umas três vidas. Talvez como como assassino nazista, estrangulador serial na Sibéria e inventor da TPM.
Quando pensei que tinha terminado o suplício algo mais estranho aconteceu.
Um pedaço da raiz furou a gengiva ainda inchada. Ou era outro dente desaparecido?
Depois de dias e dias daquela dor de dente horrorosa que começava no último fio de cabelo e irradiava até a ponta do dedão do pé tive que correr para o consultório.
Mais radiografias e de novo o bisturi.
Muita anestesia e o resultado: não era raiz, nem outro dente esquecido.
Tive que dar crédito para tanta propaganda e alerta dos dentistas: aquilo era um pedaço de placa dentária, aquela mesma que vivem falando para se cuidar. Pô, eu escovo os dentes todo mês! Qualé?
Mas a porcaria estava por dento da gengiva grudada na porcaria do espaço entre o siso extraído e os outros que ele esculhambou, e que finalmente quando teve espaço, veio a tona. Parecia um dente de tão grande. Mas finalmente a dor passou.
Fiquem tranquilos. Nem sempre dói assim quando essa desgraça começa a nascer.
É só até criar juízo ou pagar o karma de algumas vidas. Rsssss....

.'.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Talento abre a visão

Ocean, Stars, Sky, and Youby
Arte digital: Melissa Hui Wang
www.heartlevelup.com

Talento é dom, pode ser único. 
E portanto, pode balançar a
barreira que esconde o novo e
trazer o desconhecido, o inédito.
É um ótimo remédio contra a mesmice 

e o óbvio.


.'.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Seus Melhores Amigos: A Turma da Arquibancada




Seus Melhores Amigos: A Turma da Arquibancada
Gilberto Strapazon
24/10/2012



Fazendo um comentário sobre um post de uma amiga no Facebook que trazia o seguinte:

"Posso ser sincero?
Não escute as pessoas negativas. Junte-se a quem enxerga a vida com bons olhos. Alie-se aos que lhe amam de verdade e que curtem seu sucesso. - Marcos Meier"


Lembrei-me de uma palestra que assisti nos anos 90 em que falaram sobre as pessoas que são a tua turma da arquibancada e escrevo a partir desta idéia.


Alguns têm a turma do bar, da farra, dos bons momentos. Ninguém está muito preocupado com você, independente do assunto. Estão apenas passando o tempo, sem mais nada para fazer, sem futuro, sem consciência. Pode ser legal no momento, mas na primeira dificuldade tu estarás sozinho e vai descobrir que plantou sobre pedra, não terá nada para colher, ninguém para segurar tua mão.

Outros têm a turma que participa a sua própria maneira, daquilo que fazem. São aquelas pessoas que gostam de você e do que tu fazes. Torcem por você.

Veja, quando existe uma boa meta em que acredita e essa vale a pena, tu te torna como uma estrela mostrando o caminho que tu fazes para outras pessoas.

Você pode ser um atleta ou uma pessoa que decide tocar um pequeno negócio em frente ou gostaria de ser pintor, escalar montanhas ou quem sabe, fazer algum trabalho social para outras pessoas. Falo das pessoas que fazem alguma coisa a mais na vida, as pessoas que saem do lugar comum. Buscam uma profissão, um estudo, aprimorar a si mesmos, vão se tornar meditadores ou tornarem-se bons naquilo que fazem. Alguns serão grandes campeões famosos. Outros não serão famosos, mas poderão ser os melhores naquilo que fazem.

E estas pessoas terão seus amigos e pessoas que as conhecem e que apreciam o que é feito. Eles formam a torcida, os que te apoiam, mesmo que a distância ou com palavras de apoio.

Elas fazem sua parte incentivando, torcendo, amando. Essas pessoas não entram lá no campo, ou vão escalar a montanha ou atravessar noites estudando. É você quem faz a parte dura. Eles ficam assistindo, torcendo e rezando por você.

E elas são uma das partes mais importantes e mais bonitas de tudo. Um dos grandes prêmios que as pessoas recebem. São justamente elas que te fornecem motivação, incentivo e apoio quando precisa.

Se necessário vão te cobrar e estimular para melhorar. Mas são justamente aquelas pessoas que vão estar ali, com sol ou com chuva.

Veja que elas se alimentam da tua luz e retribuem com seu carinho. É uma troca.

As pessoas que buscam fazer algo em suas vidas vão perceber estes torcedores. Comparando com quaisquer modalidades esportivas, estas pessoas se organizam, alugam ônibus, pegam hotel ou até acampam se necessário, fazem camisetas, criam gritos de torcida, se precisar levam até água para os jogadores. Acho que este é um dos motivos que fez do time do Íbis Sport Club ficar tão famoso. Diz-se que é o pior time do mundo


E é o pessoal da arquibancada que mais vai comemorar cada conquista tua.

E se o que tu busca é o melhor para ti os demais, o prêmio ao final vai ser de todos.

Quando um alcança o topo, todos os que estão na caminhada vão se beneficiar, pois esta luz se propaga. Todos estarão ligados, imagine uma grande corrente humana onde uns apoiam os outros até que um deles chegue lá na ponta e toque no céu que está buscando. Como uma corrente elétrica, essa energia vai se irradiar até a base.

E este é um dos grandes e mais simples segredos para o sucesso: ser agradecido pelo que recebes. Cada pessoa na sua caminhada poderá ser como uma pedra que ajudará na tua subida ou para que tropeces. Então cuide de quem conheces. Mesmo os que te prejudicarem terão feito algo que te estimulou a resistir e ter mais motivos para persistir e continuar na caminhada.

Aprecie sempre os que gostam de você, compartilhe o que faz e o que recebe.

Lembre que uma parte do que você recebe deve sempre ser compartilhada com os demais, incluindo para aquelas pessoas que tu não conheces, mas que necessitam de ajuda.

Aspire alto e deixe que os demais saibam o que tu faz, de forma transparente sempre. Assim nunca temerás que caiam as máscaras, pois ser verdadeiro consigo mesmo é uma tarefa difícil, mas a pessoa torna-se bela quando aceita seus próprios defeitos e trabalha para superar ou seguir apesar deles.


As pessoas estão vendo o que tu faz. E vão gritar a cada sucesso. E vão estimular a cada dificuldade. Haverá momentos em que vão chorar por você. Mas estarão lá.

Deixe que elas entrem na tua vida porque tu também farás parte da vida delas.

Quem é a tua turma da arquibancada?

.'.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Sono de Luz

Childhood Dream
Artista: Siddhartha Saravia (Espanha)



Sono de Luz



Bons sonhos a todos que
buscam a Luz e sabem que
mesmo no escuro de seus
quartos, estarão iluminados
pelo que tem no coração, 
que é uma porta do Divino 
para este Universo.





Sleep of  Light

Sweet dreams to all that
Seek the Light and know
even in the dark of their
rooms, will be illuminated
by what´s on their heart,
which is a port of the Divine
to this universe.





Thanks to Siddhartha Saravia by encouraging the translation. I´m usually short on time.

25/10/2012


.'.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O Mito da TPM e a consciência

It´s cool, I´m cool. (Arte em Papel)
Artista: Sarah (PlaidCushion) - Christchurch, New Zealand


Tanta gente já sofreu por causa de TPM. E tantos sofrem os efeitos da TPM de alguém nos seus ouvidos (no mínimo).... risos....

A respeito da matéria da Carol Casto na revista SuperInteressante: TPM pode ser só um mito, diz pesquisa


Meu comentário:


A evolução de consciência é algo em que tanto homens quanto mulheres estão engajados. Ao final deixo um link a respeito disto, e convido a leitura pois o que vemos aqui ainda faz parte de certos estereótipos, reinventados e manipulados. Precisamos continuar a evoluir e a energia feminina está em reequilíbrio em todo planeta.

Sobre a TPM ser mito, EU CONCORDO!!!

Existe é claro desconfortos físicos por causa da menstruação para algumas.
Mas temos visto tantos abusos de comportamento chegando até pontos extremos e sua “aceitação forçada” é uma imposição recente. (Vide feminismo-anti-homem mau intencionado).

Mulheres: pensem um pouco. Cada vez que falam dos tantos aspectos negativos da TPM como sendo um período em que vão até agredir as pessoas por qualquer coisa, isto é uma propaganda totalmente negativa para vocês. Vou repetir com outras palavras: isto desqualifica as mulheres. Vou usar outras palavras mais diretas: estão dizendo que não podem conviver em sociedade, que não podem trabalhar, que não podem assumir as responsabilidades que ter direitos iguais (obviamente merecidos).

TPM virou uma piada de mau gosto. Expressar a sua condição de mulher não significa impor uma situação de agressividade gratuita, ou de que num período de 3 a 5 dias em média, vocês se tornam menos racionais que um marimbondo gigante atacado por raiva canina e armada com armas de destruição em massa.

Vide também a falta de direitos iguais para os homens e o excesso de "politicamente correto" e também, a manutenção (perpetuação) da obrigatoriedade, exigência quase geral de que o homem se vire sózinho, faça de tudo e o que a mulher faz é só dela boa parte das vezes sob muita cobrança (mulher é vítima, homem é gigolô se se tem renda menor). A procura do macho-alfa e provedor continua.


Infelizmente a TPM se popularizou como desculpa para se fazer qualquer coisa, dizer qualquer coisa. Literalmente qualquer coisa sem que os demais possam reclamar. PENSEM bem: quem é que está plantando isto por toda parte?

Quem está incentivando isto? Será que são mulheres ou quem sabe, algum poder oculto (vide teorias da conspiração), que fazem com que as pessoas cada vez mais vejam as mulheres como seres bonitos por algum tempo, mas que não merecem sequer um mês inteiro de confiança? Estão manipulando vocês!

Como é que as mulheres, que tem muito mais resistência a dor que qualquer homem, estão cada vez mais entrando num papel assim?

Homens durante uma briga, ou quando precisam de força extrema, são movidos por hormônios que anestesiam tudo. Mas é só passar aquilo, e vem a mocinha passar um algodãozinho com remédio e o cara se desmancha todo. O homem pode ser o cara mais forte, mas a mulher faz um carinho no queixo dele e o cara se desmancha todo. Não é assim? Mas quem é que fica fazendo de tudo para não ir no médico? O homem! Dá para entender?

Dá sim. É só parar e pensar um pouco.

Direitos iguais e deveres também iguais não significa que vamos deixar de ser homens e mulheres.

"Um complementa o outro. E um é diferente do outro."

Sugiro a leitura deste outro artigo, escrito na virada do milênio: Nova Era, Convite as Mulheres:

"Os modelos de boneca, princesinha indefesa e Cinderela, já não servem mais. Temos a doçura e a beleza, mas que surgem de forma integrada e num nível maior de evolução.

Então, o convite que faço a todas mulheres, é que usem a intuição, para lembrar que os homens estão renascendo, que algo muito grande está surgindo."

Não precisa uma guerra entre homens e mulheres. Já tivemos uma eternidade delas e não resolveram nada. Então, Ame a si própria e amará os demais, sua família, filhos, amigos, colegas. E isto também mudará para melhor suas relações afetivas de forma permanente, com evolução.


.'.

Ter dinheiro e sofrer. Hora de mudar isto!

Money Can't Buy Happiness
Artista: Kimberley Joanne Sinclair (UK)


Não desperdice sua vida com riquezas materiais.
Não perca sua vida sendo apenas um objeto na vida de alguém.
Não se venda a servir os prazeres mundanos que qualquer dinheiro sujo pode comprar.
Lembre que você não está só.
Não sofra só.
Diminua seus problemas pela metade.
É fácil e só precisa de um gesto seu para esquecer de vez de metade desta carga.
Divida seu fardo de dinheiro comigo que eu me encarrego de tirar esta parte do problema da sua vida.
(risos)
*Esta é uma campanha desinteressada pela melhoria de qualidade de vida de quem sofre e não precisaria passar por isto.


.'.

Gilberto Strapazon
25/10/2012

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Água e Negócios Melhores, Vida Melhor

Font de l'Ermita de Santa Justa (Cantabria)
Foto: Pere Ramon

Água e Negócios Melhores, Vida Melhor

Indo um pouco mais além da ciência, temos aspectos importantes sobre a água e que as vezes são apresentados de forma separada e as pessoas não percebem quantas outras coisas nos são benéficos.
Então, a partir da matéria na Revista Amanhã, da nutricionista Thaís Eliana Carvalho de Lima: Seu corpo pede água, acrescento algumas coisas simples que levam a uma melhoria real de qualidade de vida e na sua capacidade de trabalho, físico e mental.
Se você é um executivo sabe a importância de estar com a mente clara.


Meu comentário

"Não há como negar que a água é uma substância de extrema importância para a manutenção da vida."


E o que isto tem a ver com negócios? Hahahah, estou brincando!
Água tem tudo a ver com negócios, com toda vida.

Sempre estou falando em consciência e meditação empresarial, gestão e coisas assim nos artigos do blog.
De que adianta faturar milhões e não poder desfrutar? Issto é falta de fluidez! De que adianta um trabalho estressante que custa mais caro para sua vida e sua família do que qualquer dinheiro que pague?
Qualidade de vida, produtividade, criatividade, é disto que falo.
Água é excelente veículo de energia.

Observar a água em movimento, é calmante e ajuda a LUBRIFICAR O CÉREBRO.

Encontros com a natureza  bruta são ótimas oportunidades para trabalhar questões pessoais e profissionais.

Não é coisa de "hotel fazenda", tudo bonitinho. Claro que um pouco de conforto é legal, mas a natureza bruta é onde está a fonte.
Você pode tranquilamente ir para algum lugar propício, com boas acomodações e passar muito tempo em excursões por áreas mais selvagens. Volte para sua confortável cama mais tarde caso não goste de acampar. Lembre-se, não é preciso ser extremista nem fanático para desfrutar da natureza. E claro que é muito melhor sair do restrito espaço do conforto para lugares onde seu corpo, mente e espírito vão poder se expandir.
E se você é um executivo, deve entender bem o que estou dizendo a respeito de expansão, pensar melhor, ter idéias melhores. E também se tornar uma pessoa melhor para você mesmo, sua família, a sociedade e o mundo.

Se quiser, faça uma experiência simples por algumas semanas: todos os dias, quanto tiver reuniões  ou nos momentos de trabalho, principalmente aqueles que são "chave" e que precisem de decisões criativas e claras, beba ANTES um ou dois copos grandes de água. Apenas água pura. Isto vai começar a dar resultados positivos. Com o tempo você vai beber mais água e perceber uma melhorar na sua qualidade e produtividade nos negócios, e na sua vida como um todo.

Isto é um pequeno passo para crescimento de você na sua empresa e de você mesmo.

E mais importante de tudo: isto não é uma regra que você possa impor sobre seus funcionários! Qualquer tentativa de obrigar as pessoas a fazerem coisas relacionadas a consciência é garantia de maus resultados. Não tente obrigar as pessoas a beber água achando que vai lucrar. Intimamente elas vão pensar que você quer afogá-las e o resultado será perda em todas áreas.

As pessoas só vão fazer bem fazer as coisas sabendo o porque. E o que isto tem a ver primeiro de tudo com a vida delas.

Motivação não é uma frase bonita e completamente idiota colocada num lindo painel da sua recepção para os clientes ver. Não tem nada mais estúpido do que aquelas placas de "missão da empresa" espalhadas por aí quando todo mundo vê que o pessoal está insatisfeito e os produtos da empresas e seus negócios não andam bem.

Mesmo palestras e atividades de motivação devem ser voluntárias e primeiro de tudo, devem dar a chance das pessoas aprenderem e com isto se interessarem em ir mais além.
Eu não vou ir na sua empresa para oferecer pílulas milagrosas de aumento do lucro. É um processo que envolve evolução da consciência.
Se você quiser uma empresa bonita e com metodologias regradas e estatísticas bonitas, então chame uma agência de propaganda.

Claro que o que citei acima é um exercício básico, uma melhoria pessoal e que dá resultados interessantes. Mas precisa ser praticado com verdadeiro desejo de tornar primeiro de tudo, você mesmo, uma pessoa melhor. 

Ok?

P+
23/12/2012

.'.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Negócios São Entre Pessoas.

 Business Meeting
Foto: Clumsy Juggler


Referente meu comentário no forum da Linkedin da IBM São Paulo:

"Pessoas não fazem negócios com empresas. Pessoas fazem negócios com pessoas

Pessoas não fazem negócios com empresas.Pessoas fazem negócios com pessoas. Por que e como tornar-se um Negócio Social ..."


Meu Comentário:

Muitas empresas ainda questionam redes sociais nos mais básicos de seus aspectos: a interação entre pessoas humanas. A tecnologia ajuda muito quando bem usada.
Citando um artigo em que comento sobre a preferência de lidar com pessoas, "Empresas com Dono":

"É comum a preferência pelo "Armazém do Seu Zé". As pessoas sabem quem é o Seu Zé.
Em grandes empresas, existe um distanciamento, mas as pessoas sabem quem é o dono.
Já nas corporações impessoais a expressão negativa"coisa de empresa que não tem dono" é comum."
 
 


É óbvio que certos negócios são com grandes empresas. Mas existem muitas e muitas companhias de tamanho grande com as quais simplesmente não se sabe com quem está falando*.
Claro que prefiro um computador Dell** do aquelas "coisas" que alguns montam com componentes vindos sabe-se lá donde.

Quem for como eu, mais um insatisfeito cliente de operadora de telefonia (o que inclui uns 98% dos meus colegas e conhecidos) sabe o que é empresa sem dono.
Existe uma barreira formada pelos atendentes e ninguém sabe quem são certos Zé-Ruela em cargos de gerente/diretor que tomam algumas das decisões mais absurdas e que são amplamente criticadas e de longe o maior motivo das milhares de queixas na justiça e Procon.

O termo que usei é pejorativo para alguém? Zé-Ruela é feio? E o que fazem com as pessoas e empresas o que é então? Lamento, mas um anônimo que se esconde atrás do cargo dificilmente vai aparecer e dar as caras (ter caráter) para assumir publicamente o que fez. E não vale citar pesquisa comprada em agência de propaganda.

Em tantas outras companhias, eu sei com quem estou falando. Não é um funcionário usado como escudo para filtrar só o que convém para os que estão por traz.
A empresa pode ter 50.000 funcionários e mesmo assim ser acessível para os clientes ter acesso aos seus vários escalões e saber QUEM faz o quê e quem realmente bota o nome no que faz. Anônimo não é ninguém. 

Pode ser o armazém do Zé, pode ser a Mega-Corp. É tudo uma questão de abordagem e de como as pessoas trabalham e são tratadas lá dentro.

Pessoalmente odeio empresas que arrancam o couro dos funcionários e depois pagam propaganda bonitinha. Olhem a idade média da equipe e o tempo de casa. Aguentam uns poucos anos, fogem ou são chutados fora, ou enfartam prematuramente e são descartados.

Conheço gente que trabalha/ou na Dell. E também apenas "sei" de pessoas que estão nas telefônicas, mas geralmente não falam onde trabalham porque o festival de reclamações imediato é certo. Olha, quando as pessoas tem vergonha de dizer onde trabalham é porque o problema é muito maior. Citando o caso dos gerentes/diretores anônimos, quando estes escondem onde trabalham é pior. Não vale citar evento VIP fechado (local seguro) para distribuir supostas premiações compradas em agências de marketing.

Lidar com pessoas não é CRM, não é metodologia, não é método, não é sistema. É lidar com GENTE.  Se não houver compreensão e consciência de nada adianta ler todos tipos de livros de autoajuda e adotar as técnicas de gerenciamento da moda que trocam todo ano.

Quantas destas empresas com ISO são realmente boas de trabalhar ou tem bons produtos? Falando sinceramente, quantas? De novo, não vale pesquisa feita por agência de marketing.

Se você quiser ser bom no seu ofício, aprenda todas as técnicas da profissão. Mas se quiser um dia ser um Mestre no que faz, aprenda sobre as pessoas, começando por você mesmo.

A grande corporação que se torna apenas máquina, pode até fazer bons produtos mecanicamente repetidos. Padronizam até os funcionários, determinam como vestir, o que fazer, falar, pensar. Em nome do falso politicamente correto podam, cortam fora a naturalidade das imperfeições humanas impondo um padrão de restrições e censuras. Mas esquecem de que em princípio as pessoas que são criativas e tem iniciativa não querem ficar amarradas, muito menos por um monte de bobagens ou de coisas que parecem as regras do algum convento. E que pessoa seria o padrão de pureza tão elevado assim para criticar tanto? Você? Ou quem sabe algum deus ou será alguém que nunca precisou lavar a louça e acha horrível que alguém ajude em casa? Vejam o exemplo de grandes corporações literalmente perdendo mercado pela falta de criatividade e até assumindo isto publicamente, como foi o caso da Nokia.


Notas:
*Não tenho qualquer relação com nenhuma das empresas citadas exceto como cliente ou consumidor. **Eu não tenho computador da Dell.A citação é ilustrativa.


.'.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Liberdade na Espiritualidade

Colocando Reiki numa fonte para que as águas tenham poder de cura.
Porto Alegre, em 2002.



"Nenhum verdadeiro aliado espiritual,
assim como um verdadeiro amigo na terra dos vivos,
deve tratá-lo como um animal de estimação.
Ou eles servem você ou vocês são iguais.
Gordon Finn"



"No true spiritual ally,
like a true friend in the land of the living,
should treat you as a pet.
Either they serve you or you're equals.
Gordon Finn"


.'.

domingo, 23 de setembro de 2012

O mundo é do tamanho do teu pensamento

Waiahuakua Sea CaveHawaiian Island of Kauai
Foto>Na Pali Riders (Havai)



Não pense que conhece tudo, a natureza sempre te reserva algo novo.

Então isto também vale para sua vida, teu espírito é ilimitado como o universo.

Busque sempre expandir seus horizontes.




.'.





sábado, 22 de setembro de 2012

Esteja com Quem Gosta de Você

Fique tranquilo, é um amigo meu filho.
Foto: Autor desconhecido. Localizada em página do Wimp.com no Facebook


Esteja com quem gosta de você. 

Nosso espaço mais próximo é sagrado.

Quando aprendemos a escolher quem pode estar nele também estamos praticando autoestima.

Cuidando da nossa autoestima também damos chance a agradáveis surpresas,
descobrir o belo que está por toda natureza.


.'.


21/09/2012
Gilberto Strapazon (Sw. Prabuddha)

domingo, 12 de agosto de 2012

Intelectual Indo Tomar Café da Casa de Cultura Mário Quintana

Desinteressment
Arte: Bujwid (Polonia)



Intelectual Indo Tomar Café da Casa de Cultura Mário Quintana
25/04/2004


Nota do autor: para evitar desespero aos nossos leitores, omitiremos todas partes que se referem ao uso do telefone celular em público e as respectivas questões de bom senso, não comentar em voz alta a vida alheia nem quanto ao gosto musical dos toques do telefone e nem sobre deixar tocar a tal música por longo tempo como se estivesse apreciando profundamente o sentimento metafísico e inspirativo genialístico que só os eleitos entendem.


Aproveitando um recente tópico de um intelectual falando mal de quem não é intelectual, repasso o interessante relato vivencial que nos foi relatado pelos "especialistas de provimentos de solicitações individualizadas" (garçons) do café da Casa de Cultura Mário Quintana, aqui em Porto Alegre.

O local trata-se de um dos "points" da intelectualidade, e com certeza, existem similares na maioria das grandes cidades.

O intelectual típico aparece no final do dia, geralmente após as 17h30minh até 18h, que é quando termina o expediente na repartição pública aonde trabalham. Isto já indica por si só que são exemplares seletos da casta que sabiamente optou por valorizar o dinheiro da família (ou de alguma entidade patrocinadora) e trabalhar, digo, estudar (decoreba) pelo menos uma vez na vida para conseguir aprovação num concurso.

Sempre trazem sua agenda moderna, e com o logotipo da empresa doadora discretamente apagado (ou raspado) da capa, além é claro, de algumas pastas com os famosos projetos...
Estes intelectuais costumam ter um monte de papéis que chamam de projetos, e muitos recortes de revistas e jornais de distribuição gratuita que corroboram suas teses.

Portanto chegam e sentam-se. Quer dizer, mostram que chegaram (sons de clarins) então começa a penúria do garçom...

1) Antes de sentar, escolhem atentamente qual a mesa mais adequada no recinto, visto ser necessário atentar ao fato de que uma eminente personalidade pública de renomada estirpe intelectual chegou ao local. Daí a necessidade de ficar de pé, se possível atrapalhando a passagem a de algum infeliz cliente ou garçom que por acaso tenha a pretensão de querer andar pelo mesmo espaço, normalmente suficiente para umas três pessoas, enquanto aquele que se considera um modelo para uma futura estátua em praça pública analisa. E "como" analisa o ambiente.

2) Após finalmente sentar-se, o garçom deve aguardar um bom tempo, até que a personalidade recém chegada se decida sobre quais pastas vai deixar em cima da mesa, e sobre quantas vezes vai abrir e fechar a agenda, enquanto coloca todo este material sobre a cadeira. Depois coloca de volta na mesa. Repete-se algumas vezes.

3) Finalmente após angustiosos minutos para os garçons, a distinta criatura faz um gesto quase imperceptível, mas que com certeza, caso questionado (um absurdo), ele terá toda gentileza de afirmar ter estado longamente de braços erguidos estando por aguardar a atenção do obviamente inepto garçom. E claro que comentará isto com seus colegas de ofício na primeira oportunidade.

4) Imediatamente atendido pelo garçom, solicita o "cardápio" ou "menu" como alguns preferem... Primeira vinda do garçom.

5) Recebido o cardápio, estudará detalhadamente todas as alternativas por alguns minutos.

6) Novamente efetua um longo e milimétrico movimento imperceptível para solicitar novamente a presença do garçom.

7) Atendido pelo garçom, é comum solicitar se teria um determinado prato do cardápio que está sem preço. Obviamente não tem, e a personalidade expressa seu descontentamento com um franzir de olhos ou um amplo movimento facial... (manda o garçom embora e continua a olhar o cardápio)... Segunda vinda do garçom...

8) Na falta de alguma alternativa atraente, então o distinto cliente, chama novamente o garçom, solicita "então só um café expresso"... Se for dia de pagamento, poderá pedir até um "capuccino"... Terceira vinda do garçom...

9) É servido o café expresso... Quarta vinda do garçom...

10) Como uma importante personalidade pública está deliciando-se com um dos melhores cafés do país, na mais importante casa cultural do estado, este deverá obrigatoriamente demorar uns 25 minutos entre saborear o paladar com o café, beber aquele minúsculo copinho com água, e apreciar demoradamente a demonstração culinária do biscoitinho que acompanha tudo isto...

11) Neste meio tempo, nosso importante exemplo da intelectualidade mundial, supra-sumo do conhecimento que precisa destes momentos merecidos de deleite e apreciação devido ao seu incansável sacrifício para a população mundial ao perdurar longamente na repartição pública, então aproveita para verificar sua agenda fartamente preenchida de importantes eventos culturais e rever outros tantos pontos dos projetos que estão nas pastas...

12) Sobe e descem as pastas da mesa para a cadeira lateral...

13) O garçom vem até a mesa neste período (por obrigação do ofício), para perguntar se o cliente deseja mais alguma coisa (se não vier o cliente vai pensar que está sendo desconsiderado)... Quinta vinda do garçom...

14) Se além de ser dia de pagamento dos salários, ou ainda, se por um raro acaso, estiver com alguém tão importante quanto ele (e também for dia do pagamento), poderá pedir mais um café... Sexta vinda do garçom...

15) Finalmente, depois de uns 30 minutos, outro gesto que seria interpretado incorretamente por pessoas comuns, como sendo uma coceira no nariz, indica ao garçom, que a nossa importante personalidade está requisitando atendimento novamente...

16) O garçom vem até a mesa. Então seu importante cliente... Pede a conta... Sexta vinda do garçom...

17) O garçom vai até o caixa, pede o boleto... Este é emitido rapidamente, mas o garçom deve aguardar precisos minutos ou o cliente pensará que estão com pressa para desocupar sua mesa para alguém de nível intelectual inferior.

18) O garçom volta à mesa com o boleto, naquele pratinho tradicional... Sétima vinda do garçom...

19) Obviamente o garçom apenas entrega a conta e retira-se de volta ao balcão...

20) Infelizmente, personalidades ilustres não andam com porta-moeda, sempre esquecem daquelas coisinhas tão sem importância, por isto paga com uma nota de R$ 10... Se for dia de pagamento, será uma de R$ 50...

20) Nosso importante exemplo da cultural mundial chama novamente o garçom para efetuar o pagamento...  Oitava vinda do garçom...

21) O garçom retira o pagamento e dirige-se ao caixa para comprovar a emissão do tíquete (necessário para que o cliente verifique se foi cobrado algo adicional) e para receber o troco necessário...

22) O garçom retorna à mesa, entrega o troco ao nosso exemplar modelo da humildade intelectualistica tão amplamente importante para o universo que ainda é capaz de escutar o garçom agradecer e ainda fazer um comentário citando um importante autor relativo ao advérbio utilizado... E finalmente fazer um gesto de condescendência ao serviçal que lhe trouxe o café... Nona vinda do garçom...

23) Se acaso estiver chovendo, acontece uma estranha descontinuidade neuronal que afeta a capacidade intelectiva ligada às necessidades práticas, como capacidade de locomoção, escolher o ônibus certo e saber fazer cocô sozinho, causando com que o intelectualóide (o cliente em questão), subitamente perceba-se numa situação em que necessita decidir em pelo menos 15-20 minutos como proceder para pegar suas coisas e sair.

24) Se não estiver chovendo, nossa personalidade artística facilmente tomará seu rumo em menos de 10 a 12 minutos...


Moral da história: Chamar NOVE vezes o garçom para tomar um cafezinho e depois acham que os outros é que são grossos mal educados e sem cultura?

E por último, muitos destes são justamente aqueles que aparecem falando mal do país, do povo, das pessoas. Em toda parte.

.'.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

A Sabedoria do Animal Interior

A Grande Coruja e Sua Sabedoria
Fonte (Facebook): Funny Wild Life
Todos temos uma sintonia com a natureza e com o que se chama de animal interior, com o qual nos ligamos através dos seres da natureza.

 Mas não basta sabe-lo,é necessário descobrir em si suas qualidades para despertar as energias evolutivas que nos trazem e assim, nos harmonizar com toda existência.

É por isso que tanto pessoas quanto empresas, muitas vezes por melhor que atuem, deixam de ter sucesso simplesmente porque deixam de lado uma das melhores partes de si, que é perceber que todos somos partes deste grande organismo que é o universo.

 (E em agradecimento a uma grande alma de Luz).

Gilberto (Sw. Prabuddha) 25/07/2012


 .'.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Arrumando a Casa, Mente e Espírito

House on The Tree
Arte: O-l-i-v-i - Moscow, Russia



Muitas pessoas pensam que qualquer prática espiritual, mesmo que um pouco mais apurada, vai trazer logo de cara grandes sensações e resultados fantásticos.

Alguns até reclamam da falta de espetáculos pirotécnicos.

Realmente podemos ter belas experiências em curto prazo, existem várias práticas que são muito boas e bonitas, que fazem parte das diversas doutrinas.

Mas quando nos voltamos para dentro de nós mesmos vamos encontrar primeiro, aquelas bagagens que acumulamos, e que muitas vezes é um monte de coisas que estão nos atrapalhando.

É necessário arrumar a casa primeiro. Tanto a limpeza interior e exterior é necessária.

Você precisa limpar a casa da alma.

Como toda limpeza, logo de início nos deparamos com a sujeira que acumulamos.

Mas com um pouco de trabalho, logo teremos a casa limpa e pronta para começarmos o grande trabalho de por coisas novas.

Com as portas e janelas desimpedidas a luz entra, o ar se renova. Gradualmente trocamos a velha mobília, a vida se renova.

Com o tempo, vamos percebendo que mesmo as pequenas coisas, têm grandes qualidades em nossa vida.

Os que buscam a Luz, seguramente vão tornar sua vida um jardim florido.

Basta trabalhar para isto. Semear, cuidar da terra, regar e acompanhar o ciclo das estações.


.'.

terça-feira, 5 de junho de 2012

O Custo de Não Gostar dos Fãs/Clientes da Empresa

Foto: ..Looking Glass


Meu comentário a respeito de matérias citadas nestes sites

"Externar o amor e a admiração por uma marca extrapola as questões tradicionais de proteção à marca que nós, profissionais de marketing e comunicação, estabelecemos para nós mesmos. Que mal faz se um fã desenha um coração, cola em cima da sua marca e resolve criar um blog tendo isso como símbolo?"
Mauro Segura, autor do blog A Quinta Onda



Meu comentário


O maior custo de uma empresa é a burrice.

Só imagino o que vai acontecer se na mesma onda, os fabricantes de automóveis começarem a mandar fechar todos os clubes de amantes de carros e os milhares de sites dedicados a eles.
Vão mandar fechar também os blogs e sites de apreciadores de vinho, os que gostam de moda.
E chegando ao delirium supremus, vão mandar fechar todos fãs clubes de artistas para preservar a imagem.
Ninguém mais vai poder usar camisetas com logotipos pois uma pessoa feia/alta/baixa/linda/cética/religiosa/nariguda/careca/etc. poderia prejudicar a imagem the empresa.

Para atitudes ridículas, nada mais explicativo do que exemplos que só não são tão ridículos porque pelo menos estes exemplos são apenas exemplos e não atos que foram feitos realmente demonstrando uma visão de mercado no mínimo ridícula. Depois falam que a economia e o governo é que atrapalham os negócios e despedem os funcionários (que também eram clientes) para cortar "custos".


Geralmente um blog, twiter, o que for feito por um fã do produto muito dificilmente poderá vir a ser identificado como sendo the própria empresa.
Acho algo bem paranóico e extremista achar que ninguém pode nada. Claro que precisa olhar o site/blog por mais de meio segundo para notar a diferença.
Só que aí precisa cérebro que funcione e não apenas estatísticas compradas nalguma agência de publicidade qualquer, com ou sem publicitário socialyte.
Cliente não é intocável com certeza e muito menos empresa. O seu argumento parece é o tipo de posicionamento que temos visto de tantas empresas (que andam quebrando aos montes) que não aceitam serem criticadas e consideram clientes como suas propriedades.
Claro que certas empresas como por exemplo, as de fornecimento de energia elétrica para a população tem monopólio e são exclusivas do setor, então as pessoas praticamente não tem escolha, a menos que comprem painéis solares.
Mas isto não vai durar para sempre, acredite.
Pior, esquecem que já estamos no século XXI e que graças a internet, estas coisas não são mais varridas para debaixo do tapete.
Trataram mal sim uma pessoa que voluntariamente divulgava o produto. Acharam ruim? Podiam ter sido NO MÍNIMO educados ao invés de passar o pé pelas mãos mandando advogado passasr intimação no melhor estilo CARTEIRAÇO.
O Iberê Rodrigues, era FÃ dos produtos the Mercur e tinha apenas alguns milhares de seguidores no Twitter que se interessvam. Mesma balela de proteger a marca.
Só esqueceram de proteger justamente seu ganha pão: os clientes. Eram só 15 mil que gostavam e demonstrar isto deve ter sido horrível para empresa.
Repito meu comentário publicado noutro site: Mais um caso de Fã de produto que recebe uma notificação destas. Mesmo caso do José Antonio Oliveira que criou o blog NokiaBR que mantinha, a seu próprio custo e por gostar dos produtos. A própria empresa mandava material para ele. Até que um dia, eu disse, um dia, em 2010, algum advogadozinho de um departamento do tipo que nem sabe o que se passa na empresa mandou uma carta no mínimo imensamente grosseira (pelo desatino cometido), mandando fechar o blog sob a balela de proteger a marca.
O blog muito provavelmente ERA apenas a melhor fonte de referência no país para esses produtos. Perderam milhares de fãs e um de seus melhores divulgadores.
Cadê a FIDELIDADE destas empresas?
Proteger a marca é atirar em quem voluntariamente fazia uma ÓTIMA propaganda, e não por ser grátis, mas por FALAR BEM? Credo!
Não se trata de pagar agência de publicidade para empurrar imagens bonitinhas como muitas empresas fazem.
Trata-se apenas de uma das coisas mais difíceis de se conseguir e manter: a (ex-)boa imagem the empresa.
Perderam só alguns milhares de clientes que vão passar a olhar com mais atenção os produtos da  concorrência. Se as pessoas tiverem opção para trocar de fornecedor de energia elétrica a empresa vai mudar o discurso?
Que tal uma concorrência verdadeira? Estes milhares de clientes que também não gostaram do acontecido e vão olhar outros concorrentes sem tanto apego e interesse, pelo menos não vão correr o risco de ouvir desaforo de empresa mal agradecida.
Exemplo de péssima comunicação empresarial, desconhecimento e descaso com sua ÚNICA fonte de renda.
Empresa privada não tem teta do governo nem monopólio que dure para sempre.
Para quem não sabe, por acaso essa única fonte de renda são seus clientes.
Mas o que é perder alguns milhares de clientes para quem (ainda) tem milhões de clientes? AINDA tem.
Dois anos depois, a Nokia está bem mal das pernas e esta é uma entre tantas pedras dos ALICERCES que eles próprios chutaram para bem longe.

É uma das coisas que acontecem quando se coloca a empresa na mão de tantos novatos, ou carreiristas ou bonitinhos especialistas em fazer gráficos. Ou simplesmente o poder sobe a cabeça.
Quando escrevo no meu blog sobre consciência falo justamente do fator HUMANO, the interação REAL que deve haver.
Uma empresa é um organismo social, sujeita as mesmas leis que qualquer organismo vivo.
É fácil ser uma empresa grande. Difícil é ser uma Grande Empresa.
Acabaram os tempos de dominar o mercado só pelo tamanho. Tem que ter conteúdo de verdade. E aprender que essa mesma internet que tantos 'executivos faz-de-conta' acham bobagem, tem uma memória e alcance muito, mas muito grandes.
Vocês empresários lidam com pessoas. Vocês mesmos são pessoas.
Gostariam que seus filhos levassem um pontapé na cara só porque eram fãs de um produto? E neste caso, você continuaria a usar estes produtos?

.'.

.'.

domingo, 3 de junho de 2012

Sexo e Música – Parte Um de Muitas...

Master Rick Wakeman is an English keyboard player, composer, and songwriter
best known as the keyboardist for progressive rock group Yes.
Foto: StarCards


Pois é, tem um cara aí que aparece com um diploma de algum lugar pra lá da Transilvânia, e sai metendo o pau logo em quem? Rick Wakeman
Quanta coisa deve ter passado pela mente desta pessoa. Eu mesmo fico embasbacado, pois sou incapaz de falar mal de Leandro e Leonardo, menos ainda do Rei Roberto Carlos, ou do “Caê”... Gostos pessoais são uma coisa, mas quando descamba para a intolerância religiosa, aí surgem os terroristas, agitadores, os inconformados extremistas, a turma do contra sempre, e claro, os argentinos (risos). Lamento a comparação, mas nosso querido Pelé só usou uma droga, todo mundo sabe o nome e boa parte dos marmanjos e gostariam de uma provinha. E as marmanjas também, já que parece ser o prato preferido da rainha... ôps... estou saindo do assunto.
Mestre é mestre. Não precisa ser unânime, mas respeito é sempre necessário. As pessoas não conseguem altos degraus de realização técnica sem ter passado por muito esforço, muito estudo, muito treinamento. É diferente ser filho do dono da empresa e aos 18-20 anos já estar posando de “Diretor Assistente do Pápi”, ao invés de ter nascido com um baita dom de nascença e ter a obsessão de estudar doze horas por dia até ser uma astro de qualidade técnicas altamente elevadas. 
Mas voltando ao artigo deste Sr. que fez um desdém que talvez tenha feito nosso amado Mestre das teclas, Rick Wakeman, perder noites intermináveis de sono, enquanto tenta descobrir qual foi a piada que outro contou para poder repassá-la. Para quem não sabe, o Mestre Rick é um notório piadista, faz gozação com tudo e todos, é um prazer ouvi-lo brincando. No recentíssimo DVD Yes Acústico a parte do making-off é narrada por ele e dá uma idéia das suas outras habilidades. 
Então, como alguém fala mal do Mestre Rick? Será ele ultrapassado? Será que ele não usa uma determinada marca da roupa? Quem sabe a bebida da moda não está no seu cardápio? Ou é algum tipo de racismo contra branquelos altos?
Muitos questionaram o autor daquele artigo, e nas listas de discussão pela internet que participo, foi uma coisa! E como inspirador e agitador mór, o Alex Saba comentou o seguinte: “..não houve quem concordasse com o autor. Por quê será? (isso não é uma pergunta, ok?) 
Partindo disto, ocorreu-me um interessante comparativo, o qual gerou esta breve digressão que segue:.

Então vamos lá, pegue sua bebida favorita, abrace quem você ama, ou venha para pertinho de mim (se for mulher viu!) 
De um lado, alguém que prefere Stravinsky e deixa resvalar que o que gosta mesmo é de jazz.
De outro lado, os amantes do rock progressivo, e neste caso, os que apreciam o estilo teatral, pouco criativo, exagerado, etc, etc do Mestre Rick Wakeman.
De um lado, o método, a técnica mental. Rigidez de formas. Busca de beleza pela apreciação da complexidade.
De outro, a fragilidade da mutante e diversificada beleza desenfreada como são as gotas que se projetam numa cascata.
De um lado, a técnica, a forma, como grande meta.
De outro lado, o resultado como meta.
Bem, a que chego então: como tudo o mais neste nosso mundo, como poderia deixar de perceber que se trata de SEXO!
Sim, basta observar os trabalhos divulgados publicamente, e que são criteriosamente qualificados como "pornografia" por uns, e como "arte erótica" por outros.
Então vejamos. O crítico em questão revelou-se apreciador do clássico formal. E de Jazz. E ainda afirma categoricamente do alto da sua inteligência que Rick Wakeman deveria ter se aposentado antes mesmo de dar a luz suas obras...
A que isto remete? Ao cinema pornô americano!!! Aquelas mulheres horrorosas, todas iguais, cheias de silicone, em poses totalmente artificiais, sempre olhando para a câmera em poses típicas da revista Playboy e Penthouse... Mas esquecendo que estão num filme!!! Gemidos e gritos estilizados (e dublados, muito mal dublados), em quantidade e diversidade... Cenas de um falso gozo em que os olhos da "suposta atriz" não desviam um instante dos flashes...
Por acaso alguém aí reconhece a semelhança naqueles milhares de shows de Jazz iguais a milhares de outros? Chatos e sem graça... Parecendo serem apenas bonecos em sofisticadas dublagens?
E quando a coisa vai para o sofisticado "soft porno", começando pelos cineastas franceses... Eruditos... E que fazem grandes obras tal como a música clássica daquele cronista? Alguém notou que a música clássica, devido a certas mãos (e mentes) vai tantas vezes na direção de parecer apenas sexo com fins procriativos?
Qualquer semelhança com algumas religiões que só permitem sexo para procriação (enfase na disciplina formal) não é mera coincidência...
Bem, Rick Wakeman é inglês, portanto tem que ter alguma coisa de punk na veia. Além de beber cerveja, e ficar de porre, o que deve ser um completo horror para os puritanos, acaba deslizando totalmente das boas maneiras e da estética de fotógrafos enrustidos, para criar então, com muitas encenações e brilho, o que seria o equivalente musical de um bom filme pornô italiano ou holandês, com enormes cenas de gozo como nos filmes alemães (GGG)... Uma autêntica putaria musical, divertida, sem muito método, sem muito cuidado com a forma, mas cheio de nuances e intensamente preocupada com o resultado, a satisfação dos clientes que somos nós, os ouvintes...
Musicalmente, e também sexualmente, eu não tenho o menor interesse em mocinhas de família (e música) do tipo que acham que sexo é só para procriar, e que deve ser feito de luz apagada, e que só pode ser politicamente-correto, sem cheiros, gostos, dedos, mãos, cremes, doces e salgados, gritos, festas, cordas, corridas... esta turma só de escutar a palavra máquina fotográfica digital tem um ataque de histerismo puritanista vitoriano crônico!
E um tipo de música que eu tenho de estudar anos a fio, para pensar se gostei ou não, é algo tão absolutamente broxante, que eu consigo entender porque alguém escuta "The Journey" e não entende porque alguém sentiria alguma alegria em correr nu pela praia cantarolando uma melodia, ou então escutar "Awaken" sem perceber o quanto da essência divina está contida entre cada uma das milhares de dobras dos lençóis suados que nos envolveram naqueles momentos tão inesquecíveis... 
Então, só para completar, posso dizer que "concordo que o autor" tenha uma percepção diferente. Talvez nunca tenha trepado de luz acesa, ou talvez seja fã daqueles filmes pornôs americanos.
Mas se concordasse com ele, eu gostaria até de jazz mal feito e música erudita ruim! 


Publicado na Revista Comentando 02/outubro/2004

Nota: Parte do comentário sobre filmes foi também incluído no artigo: EU ODEIO JAZZ!!!!

Nota do autor: Aproveito para solicitar as nossas queridas leitoras que colaborem com a extensão deste importante trabalho de pesquisa psíco-mediunico-sensorial, enviando suas fotos pessoais, de preferência reveladoras, com pouca ou nenhuma roupa, ou em poses e atos íntimos explícitos relacionados ao tema. Este é um trabalho científico e que conta com a interação humana-social-hormonal e fluídica para sua consumação. Mulheres que gostam de Rick Wakeman, rock progressivo, são carinhosas e engolem terão preferência.

.'.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...