Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Não se decide correndo

O artigo do André D´Angelo na Revista Amanhã é bem interessante: A hora da decisão :
 Na era da internet, é possível informar-se bastante sobre um produto antes de adquiri-lo, o que tornaria, em tese, qualquer decisão mais simples e convicta. Ledo engano. Pesquisa realizada por Nicholar Carr, da Temple University (EUA), indica que “a enorme quantidade de informação disponível dispersa as pessoas, comprometendo a habilidade para decidir de maneira inteligente."

Foto: zoovroo
Meu comentário:

Outra coisa que acontece na internet, é que pode existir um excesso de informações conflitantes, e sem muito fundamento.

Um mesmo assunto pode ter comentários feitos por um veterano especialista, ou por alguém com muito tempo repetindo erros, ou por alguém sem experiência nenhuma ou que apenas copiou e colou textos de outras origens.

É como o problema dos livros. Papus já falava no século XIX sobre isso. Boa parte, senão a maioria dos livros, é cópia uns dos outros. Além

Chega-se a ver coisas do tipo: autor A, cita o autor B, que cita o autor C, que por sua vez, cita o autor A... quem começou isto?

Também, desde o tempo dos livros, é comum descobrirmos que as fontes originais de informação são restritas ou direcionadas. Por exemplo, observei ser comum que algum autores franceses, citem como bibliografia, outros autores franceses mas que só possuem material publicado em francês e não são citados por mais ninguém, exceto entre ele mesmos e, em nenhuma outra lingua. Tudo bem que determinados assuntos sejam regionais, ou respectivos a um determinado país. Mas muitas vezes trata-se de encontrar e chegar a resultados, que são relativos a vários países e culturas.

Então é necessário coletar informações, mas parar para ponderar e meditar sobre aquilo que se encontrou. Avalie quem está fornecendo a informação, qual seu verdadeiro embasamento naquilo, como o conjunto das informações colhidas está relacionado.
Se coletar informações na internet, verifique se o texto é realmente daquele autor. É possível, por exemplo, usando o Google, procurar parágrafos inteiros de um texto. É uma forma interessante de descobrir quantas vezes textos tem sido republicados, como se fossem de outra pessoa. Além de ser roubo de direitos autorais, isto também vai lhe indicar o grau de confiabilidade sobre o que está lendo. Se quem publicou fez isto copiando sem dar créditos, o que mais esperar?  Vejo pessoas que escrevem muito mal, aparecerem com textos dignos de um mestre, e assinarem como se delas fossem.

Por isto que pequenas paradas são importantes. Você vai olhar para outra coisa, mudar um pouco de atividade, quem sabe tomar um café ou dar um volta. Este é um dos motivos pelos quais um ambiente de trabalho agradável ajuda, e muito. Ter uma janela, plantas por perto, um boa decoração, são coisas que estimulam e ao mesmo tempo, ajudam a manter a tranquilidade.

É incrível como decisões podem mudar e ter melhor qualidade quando tiramos alguns instantes para mudar o foco, relaxar, preparar-se para continuar a atividade.

O bom lenhador primeiro examina a floresta e só depois decide. E principalmente o bom lenhador é aquele que faz paradas para afiar o machado.

.'.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...