Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Desfrutar dos Momentos e Colher os Frutos

Foto: Karen Ilagan

Se lembrarmos que entre dois pontos existe um número infinito de pontos, podemos apreciar a paisagem e cada momento da vida com mais consciência e plenitude.

Muitas pessoas fazem seus trajetos diários sem desfrutar do que está pelo caminho. Correm de um lado para outro e não veem o que estava ao seu lado. Oportunidades de todo tipo são perdidas. Principalmente de crescimento e evolução pessoal. Negócios podem ser perdidos, amores podem passar desapercebidos, jóias espirituais serem ignoradas.

Mesmo uma monótona viagem de um lugar para outro, pode ser uma oportunidade para ampliar horizontes, para ver algo diferente, para encontrar inspiração e interagir consigo e com o mundo.

Se você repete todos os dias o mesmo trajeto, torna-se um alvo fácil para algum inimigo, para alguma armadilha. Isto inclui o que você mesmo pode fazer por você.

Mudar pequenas coisas, mesmo que seja andar pelo outro lado da rua, ajuda a quebrar seu mecanismo interno. Tem pessoas que se perderiam caso fizessem isto tentando ir para a padaria. Imagine então, as demais áreas de suas vidas.

Isto já é bem batido, mas pense bem: por que o mundo te traria algo diferente se você fizer sempre as mesmas coisas?
Como você espera resultados diferentes se você não mudou?
Quer um fruto? Plante uma semente, cuide da terra. Ou vá noutro mercado aonde tenha a tal fruta que você quer. Se você não plantar, nem buscar outra alternativa, vai continuar pegando sempre as mesmas coisas no mesmo lugar de sempre.

Cada dia nos traz uma abundância infinita de situações e algumas delas, estão ali para nós. Cada coisa diferente em sua vida lhe dá um aprendizado, uma situação nova, uma oportunidade.

Abra-se para o novo e aprecie os momentos. Desfrute do que tem com mais consciência.

Você trabalha para quê?  Tem uma grande indústria e nenhum tempo para si e apesar de sentir-se mal com isto não sabe o que faria com o tempo livre? Ou será que o ideal seria apenas encher a cara nalguma balada e fazer pose feito bonequinha de salão com suas belas roupas? O que você teria depois disto?

Claro que celebrar, fazer festa de vez em quando é legal. Mas ficar só nisto? O dono do bar está no seu trabalho. Os cliente estão ali de passagem, mas muitos acabam ficando, e repetem diariamente a mesma coisa. Pode mudar de bar, de balada, mas interiormente, continuam no mesmo lugar.

Aí é diferente. Não se trata de correr demais e a alma ficar para trás. Trata-se de ficar parado e a alma tentar seguir em frente e até, manter-se numa distância relativamente segura do seu corpo.

Alimente seu corpo com boas sensações físicas, dança, exercícios, passeios, sexo com quem gosta, boa alimentação (sem culpa é melhor), etc. Alimente seus olhos com beleza e harmonia. Alimente seu espírito com luz e sua mente com sabedoria e experiência.

Mas lembre que isto faz parte da caminhada. Desfrute de todos estes momentos. Nem passar correndo, nem ficar parado apenas criando gordura, seja ela fisica, mental ou espiritual.

Todo dia é um novo dia. Desfrute.

.'.

Baseado no meu comentário na coluna do Paulo Coelho - A Velocidade da Alma



.'.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...