Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Caminhar por Si e Ter o Mérito da Colheita

Chegar ao cume, por si mesmo!
Foto: Eric Lon

Nuvens que preenchem o céu nos mostram que a beleza da vida, assim como nossos ideais e pensamentos, tem uma duração passageira, mas que faz parte de uma continuidade.

Assim como nalgum momento as belas imagens que passam nos desenhos formados pelas nuvens, retornarão para a terra em forma de chuva, nosso pensamento algum dia deverá tornar-se realidade, seja pelas nossas ações, seja pela manifestação de nossos desejos que atraem as ocorrências.

Nestes anos todos, a vivência tem sido variada, e se por vezes o cotidiano nos faz revisar e questionar o que fazemos, por outro lado, esta mesma continuidade da vida nos mostra que, citando o I-Ching, "a perseverança num caminho correto é favorável".

E o que seria este caminho correto que alguns buscam?

Veja, para o preguiçoso, apenas o que é fácil e cômodo lhe parece bom.

Para o oportunista, nada melhor do que aproveitar-se do trabalho dos demais.

Assim como na natureza, as pessoas também manifestam estes comportamentos.

Outros anseiam por algo que lhes parece uma vida pacífica e sem problemas.

Mas a falta de problemas não indica necessariamente uma vida agradável. É necessário algum vento para que as sementes das árvores possam se espalhar e florescer.

Os aventureiros buscarão o estímulo da busca, do desafio. Alguns se arriscarão de forma imprudente. Outros serão buscadores da vitória interior, de conquistar a si mesmos.

É muito fácil para alguns, aprenderem algumas palavras vazias de alguma revista destas populares, e apregoar um aprendizado que não tem.

São os tais pseudo-pesquisadores de livretos de bancas de revista, os que fazem um curso  rápido qualquer, de preferência quase gratuito, ou que simplesmente tomam para si o trabalho de outros e se intitulam meritórios "mestres".

Lábia de vendedor é usada para inventar algo que parece "papo cabeça" e enganar os incautos iludidos com tantas estórias inventadas. Mas esquecem de observar como alguém de repente aparece apregoando milagrosos conhecimentos sem nunca ter estudado, ou sem que ninguém jamais soubesse. Relatos que mudam de palavras e conteúdos a cada dia sem qualquer consistência.

Mérito representa algo que é merecido. O grande mérito é a sucessão de méritos reconhecidos por outros que tenham tanto ou mais méritos. Só então, do acúmulo de grandes e merecidos méritos, chega-se a vislumbrar a glória.

E um dos primeiros passos é aprender a dar graças pelo aprendizado. Agradecer publicamente, dar os créditos a quem tem ensinou. Mesmo se fores fazer uma citação de um texto, deves agradecer dando os créditos senão tudo que obterá será mais e mais Karma. Então se podes ter Dharma, uma benção positiva, por que deixaria de fazê-lo? É acaso algum tipo raríssimo de semideus que herdou tantos poderes que não precisa de ninguém?

E mesmo assim, se agradeceres falsamente, achando que de uma vez apenas tiras o peso do karma de tuas costas, se engana. O falso agradecimento, a pessoa mal agradecida, apenas coleta mais e mais karma e a pouca energia que pensa ter tomado, correrá para longe e será muito mais difícil reconquistar.

Neste muitos anos, décadas, foram incontáveis os milhares de banhos de água fria, jejuns, purificações, caminhadas na mata, metas a buscar, etc., para aprimoramento e aprendizado das energias. Exercícios, estudos.

Reinícios fazem parte da busca.

Certos aprendizados não são apenas intelectuais, não podem ser apenas anotados.

Isto se deve a correspondência e a relação direta entre os diferentes reinos.

Se falo por décadas de tarot, numerologia, práticas de magia, meditação, etc., falo também de atividades que são absolutamente básicas e que dependem umas das outras para o efetivo aprendizado.

É muito fácil eu colocar a mão na sua testa e lhe dar a visão para jogar cartas. Você pode até pegar meus escritos e intitular-se perito em ocultismo, numerologia, magia, o que for. É como uma pessoa comum pegar a roupa de um soldado e ir direto para o front de guerra! Ou vestir-se de policial por conta própria. Mas qual será a raiz, o que realmente estará dentro de você? Respondo: Só aquilo que tu cuidares por ti mesmo.

Pode-se ganhar um brinde espiritual. Trata-se disto. Adquire-se um talismã, uma benção.

Mas mesmo assim, será necessário o trabalho prático com os elementos, as direções, os planos e dimensões.

Se não cuidares do que recebeste, ao cabo de pouco tempo perderás o presente. Lembre, não é teu, é do universo e a ti é dado para que cuides bem e trabalhe para fixar e aprimorar!

É necessária a prática de algum tipo de disciplina adequada a você para que aquilo não sejam apenas palavras que se falam ao vento ou nas rodas de bate-papo. E que serão perdidas e esquecidas.

Mesmo que você escute as palavras verdadeiras de um mestre, lembre que estas são como sementes que devem ser plantadas num solo preparado, cuidado e regado regularmente. E os frutos, deverão seguir também este ciclo até que em você, seja gerada sua própria plantação, sua própria floresta, seu próprio lugar no mundo.

Um dom que não é usado é apenas um grande peso nas suas costas!

Um dom, uma iniciação que não forem preservados, será perdido, mas ainda assim, estará sujeito a responsabilidade! Deixaste o bastão atirado pelo caminho, mas mesmo assim, logo adiante já estarão te esperando os momentos em que precisarás deste bastão que desdenhaste.

E não importa se já tens títulos e mais títulos nalguma outra área. Poderá ser teu maior castigo ou então, isto poderá lhe ajudar, se tiver humildade, para o aproveitamento e aprendizado das lições que lhes forem passadas.

Sem humildade, de nada adianta, por exemplo, se você for mestre em Karatê e buscar o aprendizado em panificação! Terá que começar de zero, lavando panelas como qualquer aprendiz de cozinha.

Ninguém chega algum dia a ser mestre sem a capacidade de ajoelhar-se para iniciar um novo aprendizado com respeito e perseverança.

E o que um valoroso faixa preto em Karatê teria a ver com saber preparar deliciosos pães, doces, bolos? Simplesmente por primeiro, ser perito em tratar os outros na pancada tem sua serventia quando se usa este conhecimento para controlar e disciplinar a si mesmo, ao invés de impor-se na marra. E porque mesmo o mais valente lutador (poder físico) terá que saber alimentar os demais (poder espiritual).

Tens mais amigos se fores um bom padeiro e cativares pela gentileza, pelo coração (sabedoria), do que se tornar um tirano (vaidade) e fazer as coisas serem a sua maneira na marra, como uma criança teimosa e mimada, quebrando tudo quando contrariado.

Muitos são os que querem o conhecimento, o poder, alguma meta. Mas sem alicerces verdadeiros, tudo que conseguirão será uma efêmera e falsa passagem por algum degrau um pouco mais alto, mas jamais conhecerão o cume da montanha.

Os mestres, de todas as escolas esotéricas e linhas de espiritualidade se conhecem entre si e só os tolos vestem trajes que não lhes cabem.

Pode-se roubar um diploma, um livro, mas nunca o verdadeiro mérito de saber e criar realmente seu conteúdo e assim, poder tranquilamente recriá-lo a qualquer momento.

Quando tens tua própria caminhada, então começará, a saber, como flui o rio da vida e beber de suas águas.

 
.'.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...