Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Como assassinar um girassol para provar que ele pode morrer

Ilustração: Diego Guerra

Putz, outra propaganda antifumo radical. Os caras botaram um girassol dentro de um vidro, encheram de fumaça e adivinha? Claro que o coitado morreu. Morreria de qualquer jeito com um bando de chatos botando olho e torcendo para ele morrer logo para provarem seu ponto de vista.

Matéria na Info Online, no sempre bom blog do Felipe Zmoginski: Girassol fumante apoia lei anti-fumo

Meu comentário:

Alto lá. Mais uma manifestação de ecochatos, manipulando informação para perseguição de pessoas que estão DENTRO da lei. Educação, civilidade e Constituição são para todos. O dia que for crime, eu sou o primeiro a mudar o discurso.

Esqueceram de dizer este é o tipo de mídia "tão bonitinha e maquiavelicamente chocante" é tendenciosa e manipulativa.

Todo mundo sabe que fumar faz mal. Beber faz mal. Água demais faz mal. Escolha de cada um.

Tenho o direito de sair lá fora e fumar sem ser atacado por algum pregador maluco metido a salvador do mundo que vem atrás de mim para bater na minha cabeça e dizer que "sou doente"...  putz, a pessoa é descaradamente maníaca-facista e eu que sou doente?

Esperem eles entrarem nas casas das pessoas para apregoar a próxima discriminação. Se acham pouco votem neles. Só lembrem de olhar o perfil sócio economico desse pessoal, e que quem é que sustenta tudo isso. Claro que não é só papi e mami, tem muitas ONGs de capital estrangeiro lideradas sabe-se lá por quem.

Sobre o vídeo, digo que é tendencioso por um simples motivo: Uma planta morreria num ambiente semi-fechado submetida a intoxicação por qualquer coisa.

Se tivessem borrifado perfume francês a planta também morreria. Se fosse sabonete morreria. Se fossem os vapores de produtos para cabelo (liberados pelo calor da água quente no banho) também morreria. Se fossem os gases do automóvel daquela idiota que apareceu na TV dizendo que o poluído ar de São Paulo na hora do rush é mais saudável que estar perto de um fumante ao ar livre então...

Quem sabe botam essa turma cheirando seus próprios gases dentro de uma redoma fechada durante uma semana.

Poderiam colocar a planta também dentro de um ônibus, ou no corredor de um supermercado, na fila do cinema, enfim, milhares de locais em que muitas pessoas demonstram diariamente falta de civilidade e respeito com o espaço dos demais.

Pisar, empurrar, deixar de puxar a descarga no banheiro das mulheres só porque acha que seu número dois é lindo, etc, etc... isto pode?


Recentemente houve uma matéria sobre não contratação discriminatória de fumantes em pról de criminosos. Estuprador, assassino, estelionatário, pervertidos, etc pode? Por favor, quem tiver família, mulher, mãe, filhas e filhos não responda!

A matéria está aqui na Info, no link: http://info.abril.com.br/professional/carreira/nao-contrato-fumante.shtml

Para quem não sabe que existem LEIS, vários juristas tem se manifestado. Citando um deles: (trecho)
"...combater o cigarro é questão de saúde pública e deve ser feito a todo custo.

Alto lá! A todo custo? Não, a todo custo não dá, não! E não dá mesmo porque em direito os fins não justificam os meios: eis aqui uma outra obviedade -dessa vez, jurídica.

Temos desde 1988 uma Constituição democrática que retornou o país ao Estado de Direito e que constitui patrimônio de todos os brasileiros; defendê-la, sim, é algo que deve ser feito a qualquer custo. E a Constituição, recordemos, é o fundamento de validade de toda e qualquer legislação: federal, estadual ou municipal.

A lei aprovada pela Assembléia paulista contém uma agressão aberta ao direito de liberdade consagrado constitucionalmente e invade esfera de competência privativa da União..."

"...Tampouco tem guarida na Constituição a odiosa discriminação perpetrada contra uma minoria -os fumantes-, que não pode ser massacrada pela maioria saudável, como não podem ser discriminados os alcoólicos e quaisquer outras minorias..."

Fonte: http://www.conjur.com.br/2009-abr-11/lei-antifumo-aprovada-sao-paulo-inconstitucional

Só para terminar, pois no link da Info acima e no meu blog, estão meus comentários a respeito.

Aprendi algumas coisas nestes anos: Não adianta debater com ecochatos é inútil pois acham válido as propagandas mais agressivas possíveis, como aquela sugerindo jogar aviões de novo em New York. Usar uma inocente plantinha, uma linda flor... é uma crueldade discretamente usada para chocar.

Imagem covarde e é o tipo de argumentação tipica da falácia (usar imagem verdadeira para provar um argumento falso).

E só para lembrar, eu faço o que faço voluntariamente. Vou lá fora, não incomodo ninguém, não fico fofocando sobre os outros e muito menos me meto na vida alheia. E lavo minhas mãos mais vezes por dia do que a maioria das dondocas por aí em dias.

E por último, para quem não se deu conta: Para fazer este lindo filme, mataram por sufocamento num ambiente fechado, um lindo girassol. Será que foi só este ou como é comum no cinema, mataram muitos até que a cena ficasse como o diretor queria?

A Terra tem só 510,3 milhões de km2 e esses chatos querem TUDO para eles?

Cuidado, quem serão os próximos? Os acendedores daqueles incensos que os intoxicados acham 
fedorentos? Ou os pagodeiros que fazem aquelas coisas horríveis que pessoas normais gostam? Ou serão aqueles "terríveis" seguidores desta ou daquela idéia de moda ou quem sabe?

Lembrando, um dos excelente comentários que li, é justamente sobre como é que estes "fiscalizadores da vida alheia" iriam fiscalizar um estabelecimento de swing! Pois imagine a cena: Estão lá, todos maiores de idade, dentro da lei, entrando e saindo a vontade, e claro que ninguém vai ir lá na rua pelado prá fumar né? O que os fiscais vão fiscalizar? E como vão entrar se tem que tirar a roupa?

Por favor, pensem antes de invadir a vida do seu vizinho, arrombar a porta, pular a cerca, o que for.

Amanhã poderá ser você.

Em tempo, depois de enviar o comentário para a moderação, achei mais uma matéria na Conjur ( eu esqueci do torresmo e tantas outras coisas que fazem mal!!! ):

http://www.conjur.com.br/2009-set-22/poderes-leis-arbitrarios-nao-combinam-democracia-liberdade

Puxa vida, felizmente tem mais gente no mundo.


.'.

Gilberto Strapazon é escritor, analista de sistemas e músico tecladista nas horas vagas. Estudou doutrinas ocultistas esotéricas e esquisotéricas, trancendentais e nacionais. Fumante, depois ex-fumante e fumante de novo, instrutor de yoga e terapeuta formado em hipnose antiga (Mesmer).

No verão cuida de um milharal sem agrotóxicos e um pequeno pomar em crescimento no jardim de casa entre um cigarrinho e outro.

.'.

2 comentários:

Anónimo disse...

Meu caro, seguir uma moda ou fazer swing com maiores de idade não afeta mais ninguém além das pessoas envolvidas. Fumar num ambiente fechado afeta. E tem que ser proibido, para que os outros não paguem a conta do prazer imbecil dos fumantes.

Quanto ao girassol morrendo com a fumaça, é só simbólico, é claro que o girassol morreria de outra forma, mas é um símbolo de vida, por isso seu uso. Não vejo nada demais, vc é que se incomoda porque não pode mais fumar em qualquer lugar.

Gilberto Strapazon (Sw. Prabuddha) disse...

Eu me incomodo também com pessoas que gostam de se intrometer na vida dos outros mas não tem caráter para revelar seu nome e assim defender sua opinião. Eu respeito opinião com nome, nunca um anônimo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...